Música | Playlist da Semana #127

Hey pessoal, hoje não tenho muito o que falar, hoje o dia está tedioso até o momento, preciso escolher uma roupa para sair a noite, mas to aqui com preguiça e sem a minima ideia do que vestir. Sobre a Playlist estou viciada nessa música nova do High Gill, as meninas do grupo tem bastante talento.

TOP 5 | Livros que queria muito, mas que estão empacados na estante:

Hey pessoal, estava olhando a minha estante e acabou surgindo a ideia para o TOP 5 de Hoje.
Sabe aqueles livros que você quer muito mesmo, mas quando compra eles acabam empacadas na estante por um tempo, foi exatamente isso que aconteceu com esses livros, queria muito eles só que agora estão na estante empacados, mas ainda irei eles e espero que leia alguns ainda esse ano.

                                                                             


Sinopse: Aos 25 anos, a doce Julie Barenson perdeu seu grande amor para uma doença impiedosa. Porém, ao partir, o marido lhe deixou dois presentes inesperados: um filhote de cão dinamarquês chamado Singer e a promessa de que cuidaria dela para sempre, onde quer que estivesse. Quatro anos depois, Julie enfim está pronta para tentar amar de novo e se vê dividida entre Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como uma rainha, e Mike Harris, um mecânico gentil que – junto com Singer – tem sido seu melhor amigo desde que ficou sozinha. Ela tem que tomar uma decisão. Só não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha transformará sua vida num pesadelo causado por um ciúme tão doentio que está a um passo de se tornar criminoso. O guardião contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas desta vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de muito suspense

 Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro. O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso. Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme - a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.

Dorama | Miss Hammurabi:

Título:  Miss Hammurabi
Episódios: 16
Duração: 1h e 20min
Ano: 2018
Gênero: Drama, Advogados, Romance
Onde Encontrar: Online | Online

Sinopse:  Park Cha Oh Reum é uma juíza novata toda trabalhada nos ideias feministas que segue o princípio básico do universo "olho por olho, dente por dente", ela é do tipo que não aceita nenhum tipo de preconceito ou que vê sua autoridade como algo da qual tirar vantagem. Muita vezes vista como uma pessoa inocente e idealista, Oh Reum faz de tudo para verdadeiramente fazer com que a justiça ser feita. Ela trabalha no mesmo departamento que Im Ba Reum, um juiz perfeccionista que foi seu colega de escola e agora é seu sunbae. Ba Reun pode ser considerado o oposto de Oh Reum, ele é centrado e realista, do tipo conformado com a própria vida e que não se deixa abalar pelos sentimentos. Trabalhando juntos enquanto resolvem os casos os dois começam a trocar experiências e visões de vida e também a crescer como pessoa.  (Sinopse: kingdomfansubs)
Opinião:
Miss Hammurabi pode-se dizer que é um tapa na cara da sociedade Coreana, vamos entender mais um pouco da história.
Nela conhecemos a juíza Park Cha Oh Reum que é feminista e luta pelo direito da mulher ainda mais em um ambiente tão machista como no seu trabalho, essa é daquelas que afronta mesmo quando algo não agrada, por esse motivo temos uma cena maravilhosa no primeiro episódio onde ela questiona e se veste de dois modelos um mais sensual e outro todo coberto por conta de um comentário feito por um dos juízes.
Ela luta pelo que acha certo e trabalhará com o Juiz Im Ba-reun que parece pensar só em si mesmo, mas que sempre se mostrará ao lado da Cha Oh Reum. Bom como a história envolve juízes podemos presenciar alguns julgamento e entre essas casos envolvem assedio sexual, abuso físico entre outros e a juíza sempre procura escolher o que é certo. Outra situação é mostrar uma mulher trabalhar até a exaustão e sem folga, por seu chefe achar que a mulher não precisa de descanso e que deve obedecer suas ordens, um momento bem triste.
O Grande destaque dessa história são as mulheres e suas lutas. Dentre os personagens conhecemos uma secretária chamada Lee Do Yeon e adorei a personagem que também faz o que quer sem ligar para opinião dos outros, inclusive ela tem um trabalho secreto e por conta disso os homens da onde trabalha ficam criando várias suposições a seu respeito e super shippei ela com o Jung Bo Wang, que sempre a apoiava, ele por sinal quase morava em seu escritório. O Han Se-Sang é mais carrancudo, mas uma boa pessoa que se preocupa com os seus pupilos, ele adora ver o circo pegar fogo em alguns julgamentos.

Resenha | Eu Sou o Número Quatro (Os Legados de Lorien #1) - Pittacus Lore:

Título: Eu Sou o Número Quatro (Os Legados de Lorien #1)
Autor: Pittacus Lore
Páginas: 352
Nota:4,3/5
Skoob: Link

Sinopse: "Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."

Opinião:
Eu sou o Número Quatro é uma releitura, li ele antes de criar o blog por isso nunca resenhei, aproveitei que tenho a série completa estou relendo os três primeiros para continuar a série, confesso que ela está completa desde o ano passado, mas acabei enrolando para realizar a leitura.
Nessa história conhecemos ou Quatro ou como John que é seu nome atual, ele é alienígena que veio para a terra com o seu cêpan ( que não possui nenhum dom) Henri  junto com outras 9 crianças e seus cepans após a destruição de Lorien. A raça alienígena que destruíam Lorien e que agora está na terra é os mogadorianos, eles estão matando esses jovens que vieram para terra, mas é preciso matar na ordem por conta de um feitiço e por isso John é o próximo, pois é o número quatro. Ele e seu cêpan Henri vivem mudando de cidade, mas ao chegar na nova cidade vimos o jovem Quatro se apaixonar por Sara, uma garota que ama fotografia, fazer um "inimigo" e um melhor amigo chamado Sam que é louco por informações sobre alienígenas. 
Quatro passa por um grande divisor de água em sua vida, pois tudo mudou agora ele possui outras pessoas próximas, mas também sofre com a perda, além disso alguns de seus dons começam a aparecer e sua vida se torna um filme de ação.

"O preço de uma lembrança é a lembrança da dor que ela traz."
Eu sou o número quatro é um bom livro,  confesso que alguma coisas que lembrava era a respeito do filme, que assisti várias vezes, mas fora isso consegui me adaptar novamente a leitura. Como a maioria de livros que envolve uma serie enorme esse é um livro introdutório, onde conheceos Quatro e um pouco da história de seu povo, entendendo o porque Lorien foi destruído e como as coisas funcionavam antes da  partida dos outros através das lembranças que surgem dos personagens. Eu sei que a história vai ficar bem mais movimentada nos próximos livros, por conta dos planos do Quatro. Essa série possui 7 livros e vários contos que também vou tentar ler. Confesso que essa releitura foi um pouco mais lenta, pois estou com um pouco de ressaca literáriaa e ando conseguindo ler com mais fluides só aqueles livros mais leves.
Espero que o Mark de a caras nos outros livros, pois não lembro se ele apareceu nos que já li, pois ele foi uma boa surpresa que comecei a leitura tendo um ranço dele, mas que no final já não sentia mais a raiva no inicio, pois ele foi importante no final da história para ajudar o número quatro.
Sei que essa resenha não ficou muito boa, mas prometo melhorar nas próximas resenhas dessa série. 
“É aterrorizante saber que sou o próximo. Mas temos nos mantido à frente deles com as constantes mudanças, fugindo. Estou cansado de fugir, mas sei que é isso que nos mantém vivos. Se pararmos, eles nos encontrarão. E, agora que sou o próximo da fila, devem ter intensificado a procura, sem dúvida”.
 "Não precisamos ser definidos pelas ações que fizemos ou que deixamos de fazer no passado. Algumas pessoas se deixam controlar pelo arrependimento. Talvez seja um arrependimento justo, talvez não. É só alguma coisa que aconteceu. Supere."
“Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Conseguimos fazer coisas que vocês apenas sonham fazer. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos do que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos – porém somos reais. ... Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. Vivemos nas sombras, em lugares onde nunca seremos procurados, tentando não ser notados. Vivemos entre vocês sem que vocês saibam... Mas eles sabem”. 

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.