Resenha | Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra (Lendas da DC #1) - Leigh Bardugo

Título: Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra 
Autora: Leigh Bardugo
Páginas: 400
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal. No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Opinião:
Hey pessoal esse livro encontrei em uma promoção e aproveitei e adquiri, depois eu fui pesquisar sobre a autora e vi que tem vários livros dela que tenho vontade de ler, então vamos a resenha dele.
Diana é filha da deusa Hipólita, ela vive em uma ilha junto com outras Amazonas, porém luta diariamente para provar o seu valor, já que ela chegou a ilha de forma diferente do que as outras chegaram. Diana foi uma criação a partir do barro por conta do desejo de Hipólita por uma filha, então algumas guerreiras não davam valor ao seu potencial. Ela também nunca viveu fora da ilha e com 16 anos não sabe como o mundo realmente é com sua modernidade, violência. 
A situação muda quando Diana vê um naufrágio e resolve salvar uma tripulante chamada Alia, que acaba por ser considera uma Semente da Guerra, já que onde ela estiver ocorrera guerras, desentendimentos, brigas, ódio proporcionado apenas por sua presença e como consequência a ilha começa a morrer por conta da Alie, então empenhada em salvar a ilha e as pessoas que moram nela e também salvar Alia de um destino cruel, Diana acaba saindo da ilha com a garota para chegar a Grécia e acabar com a maldição que cerca a garota que salvou,  conhecendo um novo mundo e ganhando aliados inesperados e um vilão inesperado também.

TOP 5 | Capas que remetem ao inverno

Hey pessoal, ia trazer uma nova resenha, mas como já tinha esse poste pronto resolvi postar ele. É o último TOP 5 de capas que remetem a alguma estação do ano, adoro fazer TOP 5, porque da apresentar livros diferentes.  Estou aceitando ideias para os próximos TOP 5.
Bom aproveitar que estou de férias do serviço e vou aproveitar para mexer no meu TCC agora a tarde.


Sinopse: Lara e suas amigas estavam empolgadas com a viagem para conhecer os Alpes suíços, esquiar e voltar para casa com muitas histórias para contar. Mais do que tudo, Lara iria finalmente conhecer o lendário Lago Blausee, cenário de uma lenda que sua mãe contava para ela desde a infância. É em meio à neve, cachecóis, bosques e danças típicas que ela conhece Christer, o herdeiro do trono de Nobia, que precisa se casar para assumir seu lugar de direito. No entanto, não estava em seus planos e de sua família que ele se apaixonasse por uma plebeia. Agora eles irão descobrir se a lenda de Blausee era mesmo real. Tudo indica que sim, porém, com um final um pouquinho diferente.




Resenha | Um Gosto de Vida - Susan Mallery:

Título: Um Gosto de Vida
Autora: Susan Mallery
Páginas: 320
Nota:3/5
Skoob: Link

Sinopse: Existe algo mais doce do que o primeiro amor? Não pergunte para Claire Keyes. Aos 28 anos, ela é considerada um prodígio do piano. Porém, em seu currículo amoroso não há um relacionamento sério, tampouco um caso de verdade. Sua carreira de concertista deixou pouco espaço para amigos e parentes. E é por esse motivo que Claire não visita Nicole e Jesse, suas irmãs, nem a tradicional confeitaria da família há anos.  Mas agora Nicole está doente e já faz tempo que Jesse desertou. Sem considerar o fato de Claire não saber botar água para fever, ela está determinada a bancar a dona de casa. Criar laços com as duas irmãs está no topo de sua lista... junto com se apaixonar ou, pelo menos, ser seduzida pela primeira vez.  Apesar de ser um homem tão atraente quanto sério, pode ser que Wyatt se encaixe nos planos de Claire. Embora não pare de dizer que ambos vêm de mundos diferentes, ele fica mais aceso do que forno de padaria sempre que ela se aproxima. Se continuar assim, talvez Claire dê a ele uma chance... e deixe um gostinho de quero mais.

PODE CONTER SPOILER. 

Opinião:
Hey pessoal, faz um tempinho que eu li essa história e fiquei enrolado para trazer a resenha, bom eu tinha o e-book no aplicativo do kindle (preciso comprar um) e resolvi ler.
Esse é o primeiro livro de uma trilogia que conta a histórias das irmãs Keyes e esse é focado em Claire, uma mulher de 28 anos, grande pianista  e que vive para a música praticamente desde os seis anos de idade, por ser uma criança prodígio vive na estrada desde novinha, o que ocasinou no afastamento de sua família e principalmente de sua irmã gêmea que possui um ódio enorme de Clair que inclusive eu considero por motivos mesquinhos. Nicole fica doente e por conta de uma ligação da irmã mais nova Clair acaba voltando a cidade que nasceu para ajudar a sua irmã gêmea.
Esse é o melhorzinho dos três livros e o terceiro acabei abandonando a leitura por não valar a pena, por esse motivo talvez saia resenha só do primeiro mesmo.
Bom Clair é uma mulher solitária, não possui amigos, namorado, não tem contato com sua família e vive praticamente para a música, onde passa a maior parte do tempo praticando e viajando, muita pressão na qual ela acaba tendo alguns ataques de panicos que a impede de tocar e nisso ela vê a oportunidade de voltar para a cidade que nasceu e ajudar sua irmã gêmea Nicole em casa e na confeitaria da família, porém pode ser uma tarefa difícil já que Nicole odeia a irmã e fazia questão de falar mal dela para todos (apenas a sua versão) e Clair não é nada do que sua irmã falava, ela é amorosa, delicada, preocupada e atenciosa. Nessa história só teve duas personagens que me agradaram que foi Clair e a criança que é filha do par romântico dela, fora isso o resto insuportáveis.

Música | Playlist da Semana - Conhecendo Kudai.

Hey pessoal a playlist de hoje vai ser um pouco diferente, vou fazer de um grupo especifico chamado Kudai que costumava escutar muito desde de 2006, apesar do grupo ter uma fase emo, eu nunca tive essa fase, mas as músicas são boas e com letras bem escritas.
Hoje estou feliz apesar das músicas serem mais tristes, depois de um ano trabalhando agora estou oficialmente de férias, mesmo que seja por 15 dias, já da para descansar um pouco.

Kudai é um grupo Chileno, eles começaram suas atividades ainda quando eram crianças em 1999 e eram conhecidos como Ciao, se não me engano em 2003 eles mudaram o nome para Kudai, inicialmente o grupo era composto pelos membros do Ciao, Pablo, Tomas, Bárbara e Nicole e o primeiro single com o nome foi Sin Despertar (era viciada nessa música) . Nicole acabou deixando o grupo em 2006 (ano que conheci o grupo) e em seu lugar entrou a Gaby, inclusive tiveram que regravar o clipe de Dejame Gritar já que a Nicole participava da primeira versão, depois que ela saiu do grupo chegou a lançar um Álbum Solo.
O Grupo chegou a participar de uma música junto com o RBD que é a música Estar Bien. Em 2010 o grupo decretou seu fim, porém em 2016 eles retornaram o que foi um grande surpresa, inclusive o grupo voltou com a sua formação original que incluía a Nicole, então eles foram lançados algumas músicas soltas e agora em 2019 o novo álbum foi lançado Laberinto.
Gostei muito do novo lançamento deles, mas não chegou a ser aquela fãzona, mas as vazes até procurava saber o que os membros faziam depois da separação, o Pablo mesmo fazia parte de uma outra banda que não fazia muito meu estilo de música.
Bom em suas músicas/vídeos eles sempre tentavam trazer algum tipo de mensagem nelas, mas claro que algumas também eram mais despretensiosas, mas são músicas que gosto muito. Na verdade as vezes procuro grupos diferentes para conhecer e foi assim que escutei Kudai pela primeira vez em 2006, quando tinha 15 anos.


Kudai - Morir de Amor
(Retrata relacionamento abusivo/Violência contra a mulher)
"...Espero que guarde alguma lembrança minha.
Eu, por minha parte, prefiro renunciar
Vá embora, porque quero que escape deste inferno
Não posso pactuar com sangue nosso final.
Eu não posso continuar com este jogo
Não quero morrer de novo mil vezes...."

TOP 5 | Capas que remetem ao Outono:

Hey pessoal, algumas dessas capas para vocês até podem não remeter o outono, mas quando eu olho para elas penso no outono ainda mais nas capas dos livros do Nicholas Sparks, esse especial que envolve as quatro estações do ano já está quase chegando ao fim, agora só falta a do Inverno, frio que é o que está hoje aqui, mas um friozinho bom.


Sinopse: Willa Jackson vem de uma antiga família que ficou arruinada gerações antes. A mansão Blue Ridge Madam, construída pelo bisavô de Willa durante a época área de Walls of Water, e outrora a mais grandiosa casa da cidade, foi durante anos um monumento solitário à infelicidade e ao escândalo. Mas Willa soube há pouco que uma antiga colega de escola – a elegante Paxton Osgood – da abastada família Osgood, restaurou a Blue Ridge Madam e a devolveu à sua antiga glória, tencionando transformá-la numa elegante pousada. Talvez, por fim, o passado possa ser deixado para trás enquanto algo novo e maravilhoso se ergue das suas cinzas. Mas o que se ergue, afinal, é um esqueleto, encontrado sob o solitário pessegueiro da propriedade, que com certeza irá fazer surgir coisas terríveis. Pois os ossos, pertencentes ao carismático vendedor ambulante Tucker Devlin, que exerceu os seus encantos sombrios em Walls of Water setenta e cinco anos antes, não são tudo o que está escondido longe da vista e do coração. Surgem igualmente segredos há muito guardados, aparentemente anunciados por uma súbita onda de estranhos acontecimentos em toda a cidade.

Sinopse: Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida?



Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Sorteio

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.