24 de junho de 2017

Música | Playlist da semana #76:

Hey pessoal, estou de volta com mais uma playlist do sábado e espero que vocês gostem. Hoje nem tenho muito o que falar, estava pensando em gravar um vídeo, mas tá tendo bingo no centro de convivência dos idosos aqui na frente de casa e estão com som alto e falando no microfone. Estou aceitando ideias para gravar vídeos.



23 de junho de 2017

TAG | Ler é um presente:

Hey pessoal, fazia um tempinho que não fazia uma tag aqui no blog e passando por esses grupos literário eu vi a tag Ler é um presente que foi criada pela Val do blog Uma pedra no caminho.

1. “É só uma lembrancinha…”
Um livro curto ou com menos de 100 páginas que tenha te encantado.
Heidi tem um pouco mais de 100 páginas, já que não lembrei de nenhum com menos páginas, foi um prazer conhecer essa história, pois a menina Heidi muda a vida de muitas pessoas com a sua forma simples de viver e aprender.


2.”Não precisava!”
Um livro que você amou ganhar de presente ou qual tipo de livro você mais gosta de ganhar.
Esse eu ganhei de presente da minha tia e na época nunca tinha visto divulgação do autor, simplesmente adorei a leitura e atualmente estou lendo o último livro da trilogia. Esses livros são muito bons.

22 de junho de 2017

Resenha | Os Feiticeiros (Série: Entre Mundos #Livro 1) - Thaylane R. Ramos:

Título:  Os Feiticeiros (Série: Entre Mundos #Livro 1) 
Autor:  Thaylane R. Ramos
Páginas: 295
Nota: 3,5/5
Skoob:  Link

Sinopse: Mudar o destino daquelas crianças era o mais correto a se fazer, certo? Não era justo que eles pagassem pelos erros de seus pais. Mas ter que decidir o destino de quatro pessoas que ainda nem sabiam se defender não era uma das tarefas mais fáceis. Thomas sabia das consequências, mas os amava demais para não arriscar. Anos depois, uma vida, amigos, família e crenças, tudo se desmoronava. Então a vida deles não tinha passado de uma grande mentira? Ellen, Alma, Jason e Rodrigo veem suas vidas mudarem drasticamente de um dia para outro, de agora em diante ninguém mais era confiável. Todo o esforço de alguém do passado parecia não ter valido a pena... Tinham sido descobertos. O primeiro livro da Série Entre Mundos leva o leitor a uma história intrigante, cheia de mistério, romance e traição, onde os deuses da Grécia Antiga ganham destaque numa batalha intensa contra os feiticeiros mais poderosos do mundo. O que você faria se descobrisse que a pessoa que acreditasse ser não existisse? 
Opinião:
Hey pessoal, enfim trouxe a resenha do primeiro livro da série Entre Mundos, espero que curtam a resenha.
Bom nessa história conhecemos um grupo de amigos que são Alma, Ellen, Rodrigo e Jason, eles estão na festa de formatura da escola e nessa noite a vida deles muda radicalmente, primeiro eles esqueceram que se conheciam, mas acabam recuperando a memória e descobrem que são feiticeiros mesmo não acreditando muito nessas coisas, vão atrás de pistas e acabam parando em uma escola para feiticeiros. Ao chegar na escola alguns segredos são revelados e agora eles precisam desenvolver suas capacidades até porque eles são considerados do alto escalão dos feiticeiros. Na escola eles conhecem Thomas, Lucke e até alguns Deuses, na verdade o grande inimigo dos jovens são poderosos e não morrem, mas creio que o dilema deles é não custa tentar e que não vão desistir.
"O corte entre vocês não foi por acaso, lembre– se disso quando for necessário, vocês estão ligados por algo tão forte que não podem ainda compreender... Vocês têm, através desse momento, um juramento de cumplicidade para toda uma vida... Eu não queria isso, mas muita coisa em suas vidas irão mudar, me desculpe... Vocês despertarão de um sono profundo, se conseguirem se lembrar, é porque tudo isso realmente tem algum sentido."
Os personagens são melhores amigos e unidos, mas como qualquer amizade, eles brigam, discordam, mas resolvem seus problemas, as vezes as meninas se unem contra os meninos, fazem pegadinhas, são jovens imaturos que precisam de um baque para amadurecer um pouco sem perder sua essência.

20 de junho de 2017

TOP 5 | Melhores leituras até agora - Part 1:

Hey pessoal, queria fazer um poste mais diferente, só que estou sem ideias e com preguiça de escrever outra resenha e o frio que está não ajuda. Fora que estou vendo umas coisas do trabalho de matemática financeira.
Nessa primeira parte escolhi as leituras que levaram nota cinco dos livros que li até agora em 2017. Não está em ordem de preferência.


1- Desconstruindo Una

West Yorkshire, 1977. Um assassino em série está aterrorizando o pequeno condado inglês, e a polícia encontra dificuldade em resolver o caso – mesmo tendo interrogado o assassino (sem o saber) nada menos que nove vezes. Enquanto a história se desenvolve ao seu redor, Una, então com 12 anos, vivencia uma série de atos violentos pelos quais se culpa. Por meio de um entrelace de imagem e texto, Descontruindo Una examina o significado de se crescer em meio a uma cultura na qual a violência masculina não é punida ou questionada. Com uma retrospectiva de sua vida, Una explora sua experiência e se pergunta se algo realmente mudou, desafiando a cultura que exige que as vítimas de violência paguem por ela.



2- O Oráculo Oculto (As Provações de Apolo #1)

Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus.  O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão.  Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.

19 de junho de 2017

Resenha | Anatomia de Um Excluído - Andrea Portes:

Título: Anatomia de Um Excluído
Autora: Andrea Portes
Páginas: 320
Nota: 5/5
Skoob: Link

* Cedido pela editora
Sinopse: De fora, Anika Dragomir é a terceira garota mais popular da escola. No íntimo, ela sabe que é uma freak: um misto de pensamentos obscuros, planos vingativos e, se os boatos estiverem corretos, DNA de vampiro (afinal, seu pai é da Romênia). Mas ela mantém tudo isso bem escondido por trás do gloss labial e longos cabelos ondulados. Afinal, um passo fora da linha e a nazista ultrapopular Becky Vilhauer fará de sua vida um inferno na Terra. E, para piorar mais as coisas, de uns tempos para cá, Anika anda obcecada com o loser mais recluso de todos: Logan McDonough. Desde que ele apareceu na escola de lambreta, vestindo um casaco de couro e emanando um ar de mistério, ela não consegue pensar em outra coisa. Mas seria insano desperdiçar sua popularidade por um pária como ele, ainda mais quando Anika cai nas graças de Jared Kline, o crush desejado de todas as garotas da cidade. Dividida entre dois pretendentes e cansada de fingir ser uma garota malvada para agradar Becky, Anika, pela primeira vez, está prestes a tomar coragem para se defender e colocar Becky em seu devido lugar.
Opinião:
Hey pessoal e aqui estou com mais uma resenha de um livro que gostei de ler. Ia começar essa resenha contando um pouco da história, mas como a sinopse já diz tudo eu vou ir direto ao ponto,
Anika é uma garota que possui alguns pensamentos obscuros , bom ela reclama algumas vezes de seu pai e não gostaria de voltar a morar com ele. Ela vive com sua mãe, irmãos e um padastro e pelas suas descrições seu lar não parece ser feliz, irmãs mal humoradas, irmãos que vivem em seu mundinho, uma mãe que gosta das aparências e um padastro que não parece ligar para nada e confesso que essa falta de afeto me incomodou um pouco, mas foi acontecer algo triste na história que podemos ver que eles realmente se amam e se preocupam com a Anika, que cada um tem o seu papel fundamental na família
Fora a parte familiar, a Anika é uma garota que se afunda na pressão social, principalmente por ser a terceira na escala de popularidade, é meio que uma seguidora da Becky junto com sua amiga Shelli a segunda na ordem e tanto Anika como Shelli não suportam a Becky e vivam reclamando, mas ao mesmo tempo elas tem medo de ir contra a garota mais popular da escola e ter suas vidas infernizadas, afinal Becky arruinou a vida de alguns alunos por coisas muito pequenas e também por tédio.
"Tentamos o quê? Jantar com uma pessoa negra? Fingir que não somos uma casa cheia de péssimas pessoas em geral? Tentamos ser menos autocentrados. Tentamos parar de focar em nossas obsessões idiotas e notar outras pessoas. Tentamos ser abertos, para variar. Tentamos não ser uma família ligeiramente racista. Tentamos ser iluminados. Tentamos ser bons. Tentamos ser todas as coisas... que não somos.""Tentamos o quê? Jantar com uma pessoa negra? Fingir que não somos uma casa cheia de péssimas pessoas em geral? Tentamos ser menos autocentrados. Tentamos parar de focar em nossas obsessões idiotas e notar outras pessoas. Tentamos ser abertos, para variar. Tentamos não ser uma família ligeiramente racista. Tentamos ser iluminados. Tentamos ser bons. Tentamos ser todas as coisas... que não somos."
Ela saia com um garoto chamado Logan ele era um fofo, mas Becky o considerava um perdedor e para ajudar Anika chama a atenção do garoto mais popular e super desejado e precisava escolher entre eles, mas leva em consideração o que outras pessoas irão achar da sua escolha.
Anatomia de Um Excluído fala de temas como racismo, descriminação de imigrantes já que Ankia é filha de um Romênia e que viveu com ele por alguns anos, então sua "amiga" vivi jogando isso na cara da garota.
Acontece uma coisa tão triste na história e eu não esperava por aquilo, na verdade esse livro foi uma boa surpresa, li a sinopse e me interessei, por isso solicite, mas não esperava tanto dele e pensei que seria algum romance mais clichê, mas foi diferente do que esperava, esse livro trata de assuntos sérios. A protagonista Anika é uma personagem como eu, você e outros que se preocupa com a opiniões da pessoas e que deixa de fazer o que quer, andar com quem quer e até se vestir de forma diferente porque pode ser malvista por outros jovens e essa situação acaba deixando a jovem confusa, ela sabe que algumas escolhas são erradas, sabe que tudo o que Becky faz é errado, mas ela também é uma adolescente que quer terminar a escola da forma mais tranquila, mesmo ela tendo que fazer o que os outros esperam.
Mas também podemos ver uma personagem arrependida e mostrando seu verdadeiro eu, mesmo que isso traga consequências ou não, porque as vezes é preciso que alguém tenha coragem de expor  a verdade para os outros, para que faça eles pensarem nos seus atos, mesmo que esteja correndo o risco de ser a vergonha da escola.
"Pedalando rápido, rápido, rápido, esta é minha única chance de impedir. Esse é o instante em que parece que tudo vai dar horrivelmente errado e que não há esperança, mas, de repente, como num filme, existe esperança no fim das contas e uma surpresa que muda tudo, e todos dão um suspiro de alívio e vão para casa, sentindo-se bem consigo mesmos, e talvez peguem no sono no carro."