15 de janeiro de 2019

Que tal uma dica ? #9:

Hey pessoal, hoje tem dicas para vocês. O livro é a música escolhida tem a cara do verão,  nem tenho muito o que comentar com vocês, só que está muito calor aqui e eu estou derretendo, saudades do frio.



Livro/E-book: Um Verão na Itália

Sinopse: Férias de verão gratuitas em uma bela villa na Itália. A condição? Dividir a casa com seu maior inimigo... O primeiro volume da série As irmãs Shakespeare. Cesca Shakespeare chegou ao fundo do poço. Depois de escrever uma peça de teatro premiada que acabou em desastre, o bloqueio criativo se instalou, sem previsão de ir embora. Seis anos mais tarde, ela acabou de perder mais um emprego pavoroso e está prestes a ser despejada de seu apartamento. Pior ainda, suas irmãs não fazem ideia de como sua vida vai mal.  Assim, quando seu padrinho lhe arruma uma temporada de verão em uma bela villa italiana, sem ter de pagar nada por isso, Cesca concorda, meio a contragosto, em ir para lá e tentar escrever uma nova peça. Isto é, antes de descobrir que a casa pertence a seu arqui-inimigo, Sam Carlton.  Tendo acabado de ver seu nome em todas as manchetes pelas razões erradas ― mais uma vez ―, o galã de Hollywood Sam Carlton precisa de um lugar para se esconder. Que opção melhor do que a linda villa desocupada de sua família à beira do Lago Como? Só que, quando ele chega, descobre que a casa não está tão desocupada quanto ele esperava. Ao longo do quente verão italiano, Cesca e Sam terão de confrontar o passado. E o que começa como uma hesitante amizade rapidamente se torna uma atração intensa ― e depois uma aventura ardente. Uma coisa é certa: este será um verão abrasador... Esta é a nova e deliciosa série da autora best-seller Carrie Elks. Você vai conhecer a família Shakespeare: quatro irmãs, quatro histórias... quatro maneiras de encontrar o amor verdadeiro.

Um livro leve, gosto de se ler e a cara do verão, a personagem principal passou por um grande bloqueio criativo depois do que aconteceu com a sua peça quando tinha 19 anos e um dos culpados era o Sam, creio que ela tinha que redirecionar a culpa para alguém para sentir um peso menor,

14 de janeiro de 2019

Resenha | Um Dia em Dezembro - Josie Silver:

Titulo: Um Dia em Dezembro
Autora: Josie Silver
Páginas: 392
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Uma história de amor inesquecível, comovente e emocionante; para fãs de Jojo Moyes e David Nicholls. Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram... e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus.  No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?

Opinião:
Amor a primeira vista, é isso que acontece com Laurie uma jovem que estava voltando do trabalho que odeia e olhando pela janela quando seu olha encontra o olhar de um jovem em um banco, parece que ele sentiu o mesmo, mas o ônibus seguiu e nenhum deles tomou uma atitude. Bom ela passa a procurar esse rapaz do ponto de ônibus em todos os lugares, inclusive sua amiga Sarah já está cansada de escutar a descrição dele e pensa que podem reconhecer o moço que sua amiga sentiu algo em qualquer lugar, mas não é bem isso que acaba acontecendo e eis que Sarah encontra o rapaz que ficamos sabendo que se chama Jack e começa a namorar ele, Laurie sabe quem é ele, além disso Jack também sabe que ela é a garota do ônibus. 
Então no inicio ficou aquele desconforto entre eles, pois claramente existia uma atração entre os dois, mas conforme os anos foram passando ambos empurraram os sentimentos para o fundo do baú e  vida deles foi seguindo, onde os três eram próximos, mas Laurie tentou seguir sua vida e resolveu dar uma nova chance ao seu coração, enquanto isso o relacionamento de Jack desmoronava e claramente por conta de Laurie ter encontrado um novo amor. Eles tiveram que aprender a viver apenas como amigos.
"Para os espectadores, deve ter parecido um filme mudo de sessenta segundos digno de um Oscar. De agora em diante, se alguém me perguntar se já me apaixonei à primeira vista, a resposta será que sim, por um glorioso minuto em 21 de dezembro de 2008."
Um dia em Dezembro é uma história envolvente, onde acompanhamos os personagens no decorrer de anos, iniciando-se em 2008, nesse tempo além do romance vimos os personagens amadurece, bom alguns deles, pois Jack em muitos momentos se comportou como um adolescente. Vimos Laurie esconder seu sentimentos, pois sua amiga estava feliz e era o que importava.
Eu gostei da amizade da Laurie e de Sarah apesar de algumas coisas que a primeira fez questão de escolher, já Jack senti um misto de sentimentos, tinha ora que torcia para ele e Laurie, mas também tinha a pobre da Sarah na qual foi tratada sem importância nenhuma pelo Jack quando o relacionamento já estava por um fio. 
O novo "amor " de Laurie também no começo era flores, mas ai queria fazer escolhas por ela e ainda tinha aquela sogra insuportável que mulher chata, ainda bem que aparece pouco.
Voltando a Laurie e ao Jack, eles não estavam preparados no inicio para viverem um romance, precisavam se encontrar primeiro, o que levou mais tempo para ele.

Pode conter Spoiler : eu claramente preferia que a Laurie tivesse terminando sozinha, do que nos braços de Jack, pois a jornada deles foi muito grande e mesmo depois de tanto tempo penso que ainda não estavam preparados para estarem realmente juntos.

Bom apesar de ter me estressado um pouco com o protagonista masculino, eu curti a história, achei a escrita da autora envolvente e leria mais livros dela. Uma história que envolve natal, metas para o ano novo. Queria ter terminado em dezembro, mas só terminei no primeiro diz de Janeiro. É aquele tipo de livro que vimos os protagonistas tomarem rumos diferentes, até poderem estar juntos em um relacionamento.

"Tomara que um dia eu consiga parar de lutar contra essa necessidade específica, que isso deixe de ser importante ou relevante para mim. Estou me esforçando."
"Merda. Por que não me inspirei no infeliz do filme e escreve alguma coisa pra lhe mostrar? Eu podia ter feito isso. Podia ter escrito o número do meu celular na janela úmida. Podia ter aberto uma fresta e gritado meu nome e endereço ou alguma coisa assim. Há um monte de coisas que eu podia e devia ter feito; porém, na hora, nada me ocorreu. porque parecia impossível desgrudar meus olhos dele."


12 de janeiro de 2019

Música | Playlist da Semana #142:

Era para ter postado mais cedo e acabei enrolando, o dia passou e parece que não consegui fazer nada, pelo menos fiquei um pouco longe do computador.


10 de janeiro de 2019

Livros que li e não resenhei:

Hey pessoal, adiei a resenha de novo, pois não sei por onde começar a escrever a resenha do livro, então aproveitando resolvi trazer nesse poste livros que li e não resenhei, no caso eu adorei os livros desse poste, só fiquei com preguiça, pois na época que li estava sem tempo.



Sinopse: Best-seller internacional que inspirou uma das mais aguardadas adaptações cinematográficas do ano. Quando Rachel Chu chega a Cingapura com o namorado para o casamento de seu melhor amigo, imaginava passar dias tranquilos com uma simpática família. Só que Nick não mencionou alguns detalhes, como o fato de sua família ter muito, muito dinheiro, que ela viajaria mais em jatinhos particulares do que de carro e que caminhar de mãos dadas com um dos solteiros mais ricos da Ásia era como ter um alvo nas costas. Logo, Rachel percebe que não será poupada das fofocas e intrigas. Isso sem falar na mãe de Nick, uma mulher com opiniões bem fortes sobre com quem o filho deve – ou não – se casar. Um passeio pelos cenários mais exclusivos do Extremo Oriente – das luxuosas coberturas de Xangai às ilhas particulares do mar da China Meridional –, Asiáticos Podres de Ricos é uma visão do jet set oriental por dentro. Com seu olhar satírico, Kevin Kwan traça um retrato engraçadíssimo do conflito entre os novos-ricos e as famílias tradicionais em seu romance de estreia, que já fez milhares de leitores chorarem de tanto rir no mundo todo.

Eu adorei a história, mas quando terminei estava sem tempo, então os dias foi passando e a preguiça foi aumentando, então acabei não escrevendo a resenha e também porque era muito nome para lembrar. Como disse adorei a história e lembrou  alguns doramas asiáticos que assisti e que envolvem famílias ricas querendo se intrometer na vida do herdeiro, tentando afastar a namorada pobre. Já quero ler o segundo livro e espero conseguir ler esse ano e a escrita é bem envolvente. Os protagonistas são a Rachel e o Nick, porém o livro possui capítulos focados em outros personagens, como na mãe do Nick e nas amigas dela, os problemas de casamento da prima do Nick e outros



Sinopse: Tocante, profundo, engraçado, sexy... ''O Acordo" é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página. Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo

Eu li a série toda em e-book, mas só vou comentar esse por aqui para o poste não ficar enorme. Essa série teve momentos que adorei e outros que senti raiva, mas mesmo assim foram histórias super envolventes, que inclusive li os quatro muito rápidos. Gostei dos cais, mas meus preferidos foram a Hannah e Garret, Dean e Allie. A escrita da autora é super envolvente e quem não leu, recomendo a leitura, espero que os livros da outra série e que envolve personagens dessa serie sejam publicados por aqui também.

9 de janeiro de 2019

Quotes da Semana:

Hey pessoal, iria postar uma resenha hoje, mas como acabei chegando tarde, pois fui em um aniversário e além disso bebi algumas batidinhas ai deu preguiça de raciocinar para escrever, espero que curtem os quotes escolhidos.
“Estava cansada de todas aquelas perguntas sem resposta e brava porque, em vez de sofrer pelo marido, estava questionando a própria sanidade por amá-lo.” (Flores Partidas - Karin Slaughter)
"Os momentos que compõe toda a trajetória de uma vida registram em nossa essência, às vezes de modo profundo, pequenas pérolas ou cicatrizes que viajam conosco intimamente e se sobressaem cada vez que nos relacionamos com outras pessoas, principalmente na forma íntima do amor." ( Momentos - Gisele Souza)
"– É verdade. Norminha me falou que é visível o quanto você tem talento na confeitaria e o quanto gosta do Theo, mas você faz algo para abrir seu próprio negócio? Sem falar que tudo o que fez para o cara que enfrentou todos por você foi cupcakes." (Um Presente Para Cléo - Jariane Ribeiro)
" Como as muitas coisas que faz por Cordelia, elas acontecem como reflexo. Se ela precisava dele, Dominic estaria ali para ajudá-la" (Layla Casanova & Analise Santini - Coração Leal) 
"—Às vezes, fazemos coisas que achamos certo num momento, mantemos um segredo pelo bem de algo que consideramos maior e que, só no futuro, finalmente nos sentimos mais confortáveis ou mais maduros ou mesmo mais livres em nos abrir. Deixar ir ou permitir que aconteça." (Um beijo de verão - Letícia Kartalian)