21 de maio de 2018

Recebidos | Abril de 2018:

Hey pessoa, fazia um tempinho que não trazia um vídeo de recebidos por aqui, bom esse ficou meio escuro e com um áudio um pouco baixo, mas prometo procurar um lugar com mais luz para o próximo, foi a primeira vez que gravei vídeo pelo meu celular novo.
Confesso que ainda não li nenhum desses, mas estou bem curiosa com a leitura deles.

19 de maio de 2018

Música | Playlist da semana # 118:

Hey pessoal, semana passada não teve playlist, mas hoje tem. aproveitei uma pausa nos trabalhos para vir postar e daqui a pouco vou aproveitar esse frio assistindo.


14 de maio de 2018

TOP 5: Livros encalhados na minha estante:

Hey pessoal, tudo bom? Bom como vocês sabem ando sem tempo para ficar lendo e por esse motivo surgiu esse TOP 5 com livro que estão sem ler na minha estante confesso que devo ter mais de 20 para ler.


Sinopse: Pedro Diniz tem um desafio e um problema pela frente. O desafio: filmar um roteiro magnífico capaz de surpreender o público e conquistar o prêmio mais importante do cinema brasileiro. O problema: não ter a menor ideia de como fazer isso. Aos 25 anos, recém-formado, Pedro está convencido de que é um sujeito muito especial, que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo. Diagnosticado na adolescência com uma doença degenerativa que o condenaria à cegueira, ele contraria a lógica da medicina quando a perda de sua visão estaciona de forma inexplicável. Enquanto comanda o último cineclube de São Paulo e trabalha em uma videolocadora na periferia, Pedro planeja seu próximo filme - a obra que vai consagrá-lo. E, para animar as coisas, conhece a intrigante Cristal, uma ruivinha decidida, garçonete e estudante de física nuclear, que mexe com seu coração. A perspectiva idealista de Pedro, porém, sofre sérios abalos. Atormentado por um segredo, ele parte com os amigos Fit, Mayla e Cristal numa longa viagem até Pirenópolis, em Goiás, a bordo de um Opala envenenado. Com câmeras nas mãos e espírito de aventura, a equipe técnica improvisada está disposta a usar toda a sua criatividade na filmagem, feita na estrada ao sabor de encontros inesperados e de sentimentos imprevisíveis. E o jovem cineasta descobre que, quando o destino foge do script, nada supera o apoio de grandes amigos.



Sinopse: Quando um coração falha, não é apenas o corpo que trai. Mas sonhos desfeitos, amores não vividos, destinos cruzados. Maribeth Klein tem a própria cota de problemas: do marido omisso até a chefe e ”ex-amiga” Elizabeth, passando pelos gêmeos superativos. Ela está sempre tão ocupada que mal percebe um ataque cardíaco.  Depois de uma complicação inesperada no procedimento cirúrgico, Maribeth começa a questionar os rumos que sua vida tomou e faz o impensável: vai embora de casa.  Longe das exigências do marido, filhos e carreira, e com a ajuda de novos amigos, ela finalmente é capaz de enfrentar o passado e os segredos que guarda até de si mesma.



13 de maio de 2018

Quotes da Semana:

Hey pessoal, andei sumida semana passada, falta de tempo unido com preguiça, mas até dia 07/06 eu já vou estar mais tranquila, ontem eu não postei a playlist porque sai com a minha mãe fui na rua, aproveitei que as lojas ontem ficavam até mais tarde aberto, mas foi uma decepção total, queria compras umas blusas de frio para trabalhar (porque aqui está fazendo frio), mas entrava nas lojas eu só achava roupas para pessoas magras, e as que diziam ser GG claramente não eram o tamanho real, assim fica difícil achar roupa.
Bom poste de quotes para terminar o final de semana, estou lendo 3 livros e não terminei nenhum para resenhar.
"Os dias perfeitos são para pessoas com sonhos pequenos, possíveis de serem realizados. Ou talvez para todos nós eles só aconteçam em retrospecto: só são perfeitos agora porque contêm alguma coisa irrevogável e irrecuperavelmente perdida." (Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbaum)
“Estava acostumada a ser invisível. As pessoas raramente me viam e, se viam, nunca me olhavam de perto. (…) Mas essa é a questão. Você sempre acha que quer ser notada. Até ser notada.” ( Os Bons Segredos - Sarah Dessen) 
"O que você e eu entendemos, Jamie, é que ter veneno não torna uma criatura má. Veneno é uma forma de proteção. Quanto mais frágil o animal, mais ele precisa se proteger. Portanto, quanto mais veneno uma criatura tiver, mais devemos ser capazes de perdoá-la. Elas são as que mais precisam do veneno." (Suzy e as aguas vivas - Ali Benjamin)
"Tenho a impressão de que muita coisas não está sendo dita. Acho que minha família toda é assim: evitamos falar das cosias sobre as quais não podemos falar e cobrimos cada superfície para nos proteger do momento inevitável em que tudo virá à tona."(Temporada de acidentes -  Moïra Fowley-Doyle)
 "Quando você tranca tudo bem apertado para que a dor não possa sair, você também impede que as coisas boas entrem." (Salve-me - Rachel Gibson)
"A vida é como um piano. Teclas brancas representam a felicidade e as pretas as angústias. Com o passar do tempo você percebe que as teclas pretas também fazem música." ( A última música - Nicholas Sparks)
"Não existe uma vida sem alguns machucados, sem uma dor aqui e outra ali. Isso não quer dizer que não vale a pena. Eu não posso impedir que ele aprenda com seus erros, porque não tenho uma resposta para o que ele"  (A Segunda Chance de Zoe - Layla Casanova) 

 

9 de maio de 2018

Resenha | Uma Sombra Ardente e Brilhante (Kingdom on Fire #1) - Jessica Cluess:

Título: Uma Sombra Ardente e Brilhante
Autora: Jessica Cluess
Páginas: 336
Nota:3,2/5
Skoob: Link

Sinopse: O primeiro livro da série de Jéssica Cluess, perfeito para surpreender fãs de fantasias já bem habituados com magia, profecias e triângulos amorosos Henrietta Howel tem o poder de explodir em chamas. Quando é obrigada a expor suas habilidades ela tem certeza de que será executada. Apenas os feiticeiros podem usar magia, e nenhum deles é mulher. Ela se surpreende quando não só é poupada da guilhotina, mas também nomeada a primeira feiticeira em séculos. Ela é a garota profetizada, aquela que derrotará os Ancestrais – seres sanguinários que aterrorizam a humanidade. Henrietta então passa a treinar dia e noite com um grupo de feiticeiros ansiosos para testar as habilidades – e o coração – da garota da profecia. Mas será que Henrietta é mesmo a garota da profecia?
Opinião:
Um mundo onde as mulheres não são muito aceitas como feiticeiras no mundo dominado por feiticeiros, elas são vistas com mal gosto. Bom a história de Uma Sombra Ardente e Brilhante é a respeito de Henrietta Howel uma jovem que trabalhava como tutora no colégio que estudo, mas que sofria nas mãos do diretor do colégio junto com o seu melhor amigo Rook que é considerado um impuro, por conta das marcas que possui pelo copo, por ser vitima  de um dos Ancestrais. Ela possui segredos e que só uma pessoa sabia até o momento, mas a situação muda quando um Feiticeiro vai ao colégio procurando algo e após uma situação descobre que  a Henrietta consegue controlar o fogo e que ela pode ser a Feiticeira da profecia com o poder de derrotar o Ancestrais, mas ela não está bem confiante com essa descoberta.
Ela vai com o Feiticeiro Agripa para que possa realizar o treinamento com outros jovens que possuem praticamente a mesma idade que ela, na qual dois dos jovens que ela conhece é o Magnus e Blackwood, mas ela precisa ligar com aqueles que não aceitam uma mulher como Feiticeira, pois foi uma mulher que colocou eles nessa situação de perigo. 
Ela ainda descobre algumas coisas a respeito de deus pais e também sobre ela mesma, mas que acaba sendo um segredo, já que pode acabar com a chance de melhorar a sua vida e a de seu melhor amigo. Uma jovem que cai de cara em uma nova situação e ainda precisa lidar com o peso das mentiras.
“Os feiticeiros eram diferentes de todos os outros, irremediavelmente diferentes. (...) Meu caminho atual estava me levando para longe de pessoas como Lilly, Charley e Rook, os tipos com quem eu havia crescido. O tipo de pessoa que eu havia sido.”
Henrietta é uma jovem que lidou com a perda dos pais e depois com o abandono da tia, que se vêm um mundo cheio de magia, na qual precisa conquistar o seu lugar em um mundo dominados por homens, uma personagem que ainda tem o que amadurecer e aprender a lidar com essas novas descobertas. 
O Magnus é aquele cara que fica dando encima da Henrietta a torta e a direita, descarado, ou seja um espirito dele e confesso que não shippei nem um pouco ele com a protagonista, fiquei com um pé atrás com ele a leitura toda. Já o Blackwood é um personagem que aparenta ser frio, mas ele teve que amadurecer muito cedo para tomar posse de um legado cheio de responsabilidade e sem a oportunidade de fazer amigos, ele é duro com a Henrietta porque pensa no melhor para o seu povo, ainda mais na questão da garota da profecia e por fim Rook o melhor amigo da protagonista que também passa por um período de descobertas, mas que não podem ser considerados boas como ele pensa.

Esse livro além de ser uma fantasia também mostra as dificuldades de mulheres feiticeiras, na verdade mulheres ao todo serem aceita em outros lugares que não seja cuidando da casa e dando aulas, então ele precisa provar que é capaz como qualquer um. 
Uma coisa que percebi é como teve personagem que pode enganar fácil, não acreditei que um dos amigos dela foi capaz de fazer uma coisa e falar algumas palavras detestáveis, a coitada teve que enfrentar algumas traições.
Uma história legal de se ler, mas espero que como esse o segundo livro ainda mantenha o romance em segundo plano e de mais destaque a luta para derrotar os ancestrais.
Bom a resenha não ficou como queria, mas já é alguma coisa, levei um mês para ler esse livro, mas não porque ele é chato e sim porque estou lotada de trabalhos por esses dias.

“Blackwood assentiu para mim, o retrato da boa educação, mas entendi. Ele não me aceitaria como igual. Ele não me considerava uma feiticeira”. 
 "Nunca vou me casar. Nenhum homem me deixaria participar de batalhas, e eu não iria querer ninguém que pudesse me impedir de cumprir meu dever."
“Nenhuma vida inocente é mais valiosa do que outra. Nunca”.