Música | Playlist da Semana #146:

Heys pessoal, só para não perder o costume, dia de playlist vou viajar, mas amanhã depois do almoço eu já estou de volta. 


Dorama | My ID is Gangnam Beauty

Título:  My ID is Gangnam Beauty 
 Episódios: 16 
 Duração: 60 min 
 País de Origem: Coreia do Sul 
Onde Encontrar: Online
Sinopse: Kang Mi Rae (também conhecida como um bolinho de doce de leite com nutella que dá vontade de guardar na bolsa e levar embora) é uma moça extremamente tímida que sofreu bullying a vida inteira por ser "feia", anos de esforço para aguentar a situação fizeram com que a auto-estima dela ficasse muito baixa e ela simplesmente parou de tentar se encaixar, já que ninguém nunca tratava ela como uma pessoa normal. Mi Rae então decide fazer cirurgia plástica e refazer o rosto inteiro antes da faculdade (não por querer uma vingança triunfal pisando nos nojentos que encheram o saco dela, como euzínea faria), porque pelo menos uma vez na vida ela quer ser tratada como uma PESSOA. A Mi Rae ficaria feliz com um rosto mediano, só para se misturar na multidão sem ser notada, mas acontece que o resultado da cirurgia deixa ela linda o suficiente para ser o centro das atenções em qualquer lugar (coisa que ela definitivamente não está acostumada).  Só tem um probleminha: É óbvio que ela fez cirurgia plástica. É no primeiro dia da faculdade que ela reencontra Do Kyung Suk , que estudou com ela no colegial e o pior de tudo: ele lembra dela. Na cabecinha da Mi Rae, Kyung Suk era igual a todos os outros e só estava nesse mundo para infernizar a vida dela mas na real não é nada disso, ele gostava dela antes e ao que tudo indica, nunca deixou de gostar. (Crédito - kingdomfansubs)

Opinião:
Hey pessoal, fazia tempo que não trazia um poste de dorama, inclusive faz dias que terminei de assistir esse, mas fiquei enrolando para escrever o poste. 
Esse é uma história que fala sobre cirurgia plástica e o problema da sociedade com a aparência das pessoas, bom nessa história conhecemos  Mi Rae, uma garota que está presta a entrar na faculdade e que fez cirurgia plastica mudando muito o aspecto de seu rostos, no ensino médio por ser considerada feia, ela só tinha uma amiga, todos riam dela e nenhum garoto chegava perto, ela sofria por conta disso, pois não enxergavam que ela era inteligente, esperta, engraçada e que adorava dançar, só ligavam para aparência.  Inclusive nas cenas de flashback dela não conseguimos saber como era seu rosto antes, pois sempre estava com o cabelo na frente do rosto
Quando ela começa na faculdade a situação é bem diferente de antes, agora ela é relativamente bem vista pelos outros alunos, todos percebem suas outras qualidades, mas a beleza acaba tornando um problema, antes ela sofria por não ter a aparência que a sociedade deseja, mas depois se tornou objeto de fofoca pela sua beleza conquista pela cirurgia plástica, para as pessoas nada está bom o suficientes, porém a Mi Rae aprendeu ser forte, para poder lidar com esse tipo de pessoa, mas as vezes as que mais querem te prejudicar é alguém próximo.
Ela reencontra o  Kyung Suk , ele estudou com ela por um tempo, era o garoto mais popular do colégio, porem não conversava com ninguém, sempre estava sozinho. A Mi Rae achava que ele também era ruim como as outras pessoas, mas ele mostrou que não era bem assim e que a lembrança que ela tinha não era o que imaginava. Ele não ligava para aparência dela de antes e não entende porque ela fez plástica.

Resenha | Crash (Quando a Paixão Explode) - Nicole Williams

Título: Crash  (Quando a Paixão Explode)
Autora: Nicole Williams
Páginas: 256
Nota: 4,3/5
Skoob: Link

Sinopse: Para a adolescente Lucy, nada é mais importante que o balé. A dança a transporta para um mundo onde a dor, as lembranças ruins e a violência não existem. Um mundo só dela. Um dia, porém, aquela garota certinha é obrigada a mudar de escola. E é nesse novo ambiente, repleto de descobertas e Inseguranças, que conhece um garoto que só usa cinza e vive com uma toca de lã na cabeça. Jude, o maior bad boy da escola, é lindo e seria o sonho de toda garota, e talvez até o genro que todo pai pediu a Deus... se não tivesse sido preso várias vezes e não morasse num abrigo para garotos desajustados. Lucy não liga para a opinião dos outros: o mais importante é o que Jude sente por ela. E o rapaz parece disposto a abrir seu coração, ainda que um segredo que assombra o passado e o presente dos dois esteja prestes a estraçalhar essa paixão. “Jude era a doença para a qual eu não via cura. A droga da qual eu não queria me livrar nunca. ” LUCY
Opinião:
Peguei esse livro o ano passado em uma troca de Skoob, desde então ele estava encalhado na minha estante, pensei que não iria gostar da história, mas estava totalmente enganada, porque eu gostei e li ela em apenas um dia, fiquei naquela situação só mais um capitulo e quando vi já tinha terminado a leitura.
Em Crash (Quando a Paixão Explode) conhecemos Lucy e Jude, eles se conhecem durantes as férias, já que Lucy foi obrigada a se mudar, depois da família perder quase tudo que tinha, eles se paqueram na praia, chegam a conversar, mas é só, bom em um primeiro momento, depois começa a se encontrar, se tornam próximo e a tensão e a atração entre eles é visível. Depois que já estão envolvidos a garota descobre algumas coisas do Jude, uma delas é que ele foi preso mais de 10 (dez) vezes e ele ainda se envolvem novamente com a policia mesmo se envolvendo com ela.
Jude sabia que não merecia a Lucy e tentava provar isso para que a garota se afasta-se, mas ao mesmo tempo ele não conseguia ficar muito tempo longe, já que ela foi a primeira pessoa que amou em muito tempo. A fama dele mostrava isso, já que ele não namorava, mas foi o primeiro a definir o relacionamento com a Lucy, para todos que quisessem ouvir. 

Bom sobre os personagens: Lucy é uma garota que ama dançar balé, onde ela se alivia e desconta suas frustrações, ela sofreu grandes perdas, uma pessoa importe em sua vida se foi, além disso perdeu a vida que costumava ter após a sua família irem a falência. Seu pai se tornou um homem apático ao mundo, que vivia fechado, e que conversava pouco, mas que adorava escutar beatles, já sua mãe era uma mulher fria, focado ao trabalho e que não demostrava amor a única filho que restou. Lucy não era uma patricinha, amava os animais e lutava por eles, ela viu um potencial melhor em Jude, viu que ele tinha futura e que só precisava se importar mais. O amor entre os dois foi arrebatador, ela o amava , não importando a opinião das pessoas.
Jude perdeu seu pai por conta de uma besteira que o homem fez, cresceu em um abrigo, sem amor, sem carinho, sofrendo violência e para poder se virar melhor seguiu um pouco do caminho fora da lei, ele se apaixonou por lucy contrariando todos os seus princípios, tentava ser alguém melhor, mas mesmo assim cometeu erros, ele não a queria magoar, mas acabou fazendo isso, e por ser assim, pensava que não era digno do amor da garota, teve que aprender a lidar com os seus sentimentos. Por trás da sua mascara de cara mal, ele é um bom garoto, profundo, inteligente e com um talento para o esporte que antes não aproveitava. Lucy entrou em sua vida e a mudou, assim como ele revirou a vida dela.
Gostei de ver o relacionamento deles, ambos os personagens amadureceram e a maior mudança foi para Jude, que antes um garoto sem futuro e que se metia em confusão, passou a ter um futuro em uma faculdade, por conta do esporte, ele passou a se esforçar. O relacionamento deles não foi perfeito, não foi as mil maravilhas, tinha discussões, falta de confiança, mas foi importante para o crescimento dos personagens e eles ainda vão amadurecer mais ainda nos dois próximos livros, que infelizmente eu ainda não tenho o segundo e o terceiro ainda não foi publicado por aqui

Já estou morrendo aqui pela continuação desse livro, foi o primeiro livro da autora que li, achei a leitura bem envolvente e gostei da escrita dela, fora que os capítulos não eram grandes o que ajudou na leitura, como falei antes, ficava repetindo só mais um capitulo, mas acabei lendo o livro todo.
Nesse primeiro livro os protagonistas estão finalizando o ensino médio, já no próximo eles terão que lidar com a vida na faculdade e suas carreiras. 
Vocês já leram esse livro ou algum outro da autora? o que acharam? 

“Jude era uma doença da qual eu não queria me curar. Era uma droga da qual eu não queria me livrar.”
"E lá estava eu, sentada ao lado de um homem que era a definição de “desastre” e que, se eu deixasse entrar na minha vida, me transformaria em um desastre emocional. Ele se aproximou de mim, passou um braço ao redor do meu pescoço e me puxou. Eu devia ter resistido, pelo menos tentado, considerando que ainda não sabia nada sobre o passado, o presente e o futuro de Jude. Mas não resisti, é claro."
"Você não fez de mim uma pessoa melhor, porque ninguém tem essa capacidade . Você me fez querer ser uma pessoa melhor. Acreditou em mim e ficou ao meu lado. E se importou comigo quando ninguém mais ligava. Você me fez melhor, Lucy."





Resenha | A Distância Que Nos Separa - Kasie West:

Título: A Distância Que Nos Separa
Autora: Kasie West:
Páginas: 240
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?
Opinião:
A distância que nos separa é o segundo livro que leio da autora, nessa história conhecemos Caymen, ela trabalha na loja de bonecas da mãe e mesmo odiando pensa em abrir mão de seus sonhos para ajudar a salvar a loja, já que a situação está indo de mal a pior para elas, até por isso a personagem não gosta de pensar muito no futuro.
Ela acaba conhecendo Xander, neto de uma de suas clientes que começa a se aproximar dela e acabam tornando-se bons amigos, eles interagem bem e aprendem um com o outro, além disso é claro que o que eles sentem é mais que uma amizade, porém Xander representa tudo aquilo que sua mãe odeia e que não quer que ela chegue perto, ele é rico e exala isso em sua forma de vestir, em seus carros, por conta de uma experiência que ela teve no passado, porém Xander não é nenhum Bad Boy, e sim gente boa e assim como ela anda meio perdido em relação ao futuro.
Mesmo que Caymen tente se afastar não consegue, até tenta ver se rola algo com outra pessoa, mas o garoto rico já está em seu coração, já que ele é um fofo, simpático e trata bem os amigos da garota.
Me irritei um pouco com a mãe dela, pois a mulher não parecia ver que a filha iria abrir mão de seus sonhos para cuidar da loja e de inicio era só as duas, fora que ela escondeu um grande segredo de sua filha que a impediria de ficar sozinha caso algo ruim realmente acontece-se.
Uma história leve para se ler em um dia tranquilamente, o bom de ser uma história curta é que não fica cheio de enrolação, apesar de demora da Caymen aceitar seus sentimentos, mas é por conta do que ela cresceu escutando de sua mãe.
Leria mais livros da autora, mas só sei de dois publicados por aqui, são bons para pegar o ritmo de leituras seguidas, estava precisando ler uns livros mais tranquilos, que não são histórias profundas, mas que são envolventes. A resenha ficou um pouco mais curta para evitar dar spoilers, mesmo que seja sem querer né.
“- Qual delas você prefere?” “Posso dizer ‘nenhuma’? Apesar de ser meu futuro inevitável, a loja é a paixão da minha mãe, não a minha.”
"- Ah, agora é a sua vez de ficar do outro lado da câmera. Preciso ver se a carreira de modelo não faz parte das suas possibilidades." "- Não tem a menor chance." "- Com esses olhos? - Mais uma foto - É uma possibilidade, sim."
"– Sentimentos, minha querida, são a coisa mais valiosa do universo. Um dia você vai aprender. " 

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.