22 de janeiro de 2018

Resenha | O Martelo de Thor (Magnus Chase e os Deuses de Asgard #2) - Rick Riordan:

Título:  O Martelo de Thor (Magnus Chase e os Deuses de Asgard #2) 
Autor: Rick Riordan
Páginas: 400
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse:  Em A Espada do Verão, primeiro livro da série, os leitores são apresentados a Magnus Chase, um herói boa-pinta que é a cara do astro de rock Kurt Cobain. Morador de rua, sua vida muda completamente quando ele é morto por um gigante do fogo. Por sorte, na mitologia nórdica os heróis mortos vão parar em Valhala, o paraíso pós-vida dos guerreiros vikings. Lá, Magnus descobre que é filho de Frey, o deus do verão, da fertilidade e da medicina. Desde então, seis semanas se passaram, e nesse meio-tempo o garoto começou a se acostumar ao dia a dia no Hotel Valhala. Quer dizer, pelo menos o máximo que um ex-morador de rua e ex-mortal poderia se acostumar. Magnus não é tão popular quanto os filhos dos deuses da guerra, como Thor e Tyr, mas fez bons amigos e está treinando para o dia do Juízo Final com os soldados de Odin — tudo segue na mais completa paz sanguinolenta do mundo viking. Mas Magnus deveria imaginar que não seria assim por muito tempo. O martelo de Thor ainda está desaparecido. E os inimigos do deus do trovão farão de tudo para aproveitar esse momento de fraqueza e invadir o mundo humano.

Opinião:
E aqui estou com a resenha do segundo livro da trilogia Magnus Chase e os Deuses de Asgard, agora Magnus já está acostumados com Valhala, menos com as mortes diárias referente as atividades do hotel. Bom tudo estava tranquilo até que o martelo de Thor desaparece e Sam o contata e diz que possui algumas pistas sobre o plano de Loki e que no meio disso envolve um casamento de Sam, filha de Loki, mas não com o seu noivo de longa data e sim com o gigante que roubou o martelo, depois disso começa uma corrida contra o tempo para conseguir uma arma como moeda de troca e tentar livrar Sam desse casamento e no meio dessa confusão surge um novo personagem filho(a) de Loki, Alex que é um personagem de gênero fluido (explico abaixo) e que se junta a busca do martelo com Sam, Magnus, Blitz e Hearth, mas que quando necessário recebem ajudo do pessoal do 19º andar do hotel.
Esse é um livro possui muita aventura, mas também mostra amizades que se fortalecem e que surgem, diferenças culturais e outras.
“Como é que se decidia que alguém era um caso perdido? Quando uma pessoa era tão má ou tóxica ou determinada a fazer as coisas do próprio jeito que tínhamos que simplesmente aceitar o fato de que nunca mudaria? Quanto tempo dava para insistir em salvar alguém, e em que momento desistíamos e sofríamos como se aquela pessoa tivesse morrido para nós?”
Magnus agora já está acostumado com esse novo mundo que vive, mas ainda precisa lidar com o seu Tio sendo o brinquedinho de Loki e com o próprio Loki querendo destruir o mundo e ele é um bom amigo, mas ainda não é tão habilidoso nas batalhas, mas no caso uma das que ele enfrentou com os Gigantes foi diferente e foi focado mais nas habilidades. Ele é um personagem que não liga para as diferença e o importante são as pessoas que estão ao seu redor e que são seus amigos.
Sam está passando problemas com o seu noivo, por conta que o seu pai Loki a prometeu em casamento com um Gigante e ela precisa se livrar disso o quanto antes e por isso escolhe mostrar para Almir sua outra vida e espera que ele entenda o que está acontecendo. A Sam leva muito a sério sua religião e os seus amigos entendem isso.

Alex é a nova personagem e que não gosta muito de definir ele e ela, pois é os dois, seu gênero é fluido, ou seja, tem horas que está mulher e outra que está homem, gostei muito do personagem que é daqueles que parte pra briga, mal humorada no começo e que aos poucos vai aceitando a amizade dos colegas do grupo principalmente com o Magnus chance, eles brigam, mas se dão bem e eu super shippo esses dois juntos, os personagens interagem muito bem juntos e apesar de brigarem se preocupam um com outro.
Queria falar mais da missão para encontrar o martelo do thor, mais seria spoiler, só que posso dizer é que eles se metem em muitas confusões e com entidades perigosas, principalmente com os Gigantes que não possuem a intensão de cumprir a promessa, os personagens são uma equipe unida, mas as vezes para que tudo de certo é preciso se separar e cada um fazer a sua parte, mas o mal acabou sendo um pouco mais poderoso dessa vez.
Uma outra coisa legal no livro é que nesse conhecemos mais o passado do Hearth que é surdo e que por ser diferente sofreu nas mãos de seu pai, na parte que ele chegou em sua casa e o Magnus ficou sabendo do passado do amigo, deu vontade de pegar o Hearth e abraçar ele, o pai dele é muito mal. Nesse livro cada um dos personagens que aparecem mais ganhou um maior destaque na história, o que foi bem legal.
O Rick mais uma vez na minha visão escreveu uma história envolvente, com personagens interessantes e que diferem de alguns personagens da serie Percy Jackson e os olimpianos. Bom já estou lendo o último livro dessa trilogia e em breve trago a resenha para vocês.

"Aprendi uma coisa sendo filho de Frey: nem sempre era possível lutar as batalhas dos meus amigos. O melhor que eu podia fazer era estar presente para curar as feridas deles."
“Essa coisa do gênero não foi o que me surpreendeu. Uma porcentagem enorme dos adolescentes sem-teto que eu conheci teve um gênero atribuído ao nascer, mas se identificava com outro, ou sentia que o binário garoto/garota não se aplicava a eles. Eles iam parar na rua porque, pasmem, suas famílias não os aceitavam. Nada mais amoroso do que jogar seu filho não heterossexual na sarjeta para que ele experimente abuso, drogas, altas taxas de suicídio e perigo físico constante. Valeu, mãe e pai!”

Livros:
O Martelo de Thor


Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Oi Denise, tudo bem? Eu ainda não peguei essa série pra ler, mas é bom saber que o Riordan continua com histórias excelentes!

    Bjs, Mi

    http://oquetemnanossaestante.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise,
    Tenho vontade de ler essa trilogia e AINDA a série do Percy haha.
    Mas, as resenhas sobre essa me agradam mais. Logo, logo darei uma chance ao tio Rick.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise!

    Eu adoreeei essa trilogia, Magnus e seus amigos são ótimos personagens, e além disso ainda deu pra conhecer um pouco da mitologia nórdica. Ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Denise!
    Eu amoooooooo o Magnus. Aliás, amo o Rick Riordan de modo geral.
    <3
    Adorei O Martelo de Thor e achei muito legal a/o Alex e todo passado de Hearth.
    É super interessante como o Rick Riordan busca representatividade em todo!

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise,

    Ainda não li nada do autor, mas tenho certa curiosidade sobre suas obras.
    Dica anotada!
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Dê!
    Eu amei Alex Fierro <3 Melhor personagem dessa série.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Olá, Denise.
    Eu não comecei ainda essa trilogia. Só tenho o primeiro aqui em casa. Mas quero muito ler porque o Rick não decepciona. Espero que goste do ultimo.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise,

    Tenho os dois primeiros e ainda não li, estou aguardando comprar o terceiro e uma folga das parceria parar ler todos...ótima resenha...bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir