Resenha | Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra (Lendas da DC #1) - Leigh Bardugo

Título: Mulher-Maravilha: Sementes da Guerra 
Autora: Leigh Bardugo
Páginas: 400
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal. No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.

Opinião:
Hey pessoal esse livro encontrei em uma promoção e aproveitei e adquiri, depois eu fui pesquisar sobre a autora e vi que tem vários livros dela que tenho vontade de ler, então vamos a resenha dele.
Diana é filha da deusa Hipólita, ela vive em uma ilha junto com outras Amazonas, porém luta diariamente para provar o seu valor, já que ela chegou a ilha de forma diferente do que as outras chegaram. Diana foi uma criação a partir do barro por conta do desejo de Hipólita por uma filha, então algumas guerreiras não davam valor ao seu potencial. Ela também nunca viveu fora da ilha e com 16 anos não sabe como o mundo realmente é com sua modernidade, violência. 
A situação muda quando Diana vê um naufrágio e resolve salvar uma tripulante chamada Alia, que acaba por ser considera uma Semente da Guerra, já que onde ela estiver ocorrera guerras, desentendimentos, brigas, ódio proporcionado apenas por sua presença e como consequência a ilha começa a morrer por conta da Alie, então empenhada em salvar a ilha e as pessoas que moram nela e também salvar Alia de um destino cruel, Diana acaba saindo da ilha com a garota para chegar a Grécia e acabar com a maldição que cerca a garota que salvou,  conhecendo um novo mundo e ganhando aliados inesperados e um vilão inesperado também.

Diana é uma jovem corajosa e de bom coração que sempre está disposta a ajudar os outros, mas acaba tendo sua autoestima diminuída porque as outras amazonas não reconhecem seu potencial, preferem transformar ela em chacota. Ela é uma garota bem determinada e inteligente e é interessante ver ela descobrindo um mundo diferente, mas sem deixar de ter atitude, ela é daquela que confia desconfiando. Uma personagem que mostra a força feminina. 
Alia no começo é meio teimosa e desconfiada, até porque o que Diana falava para ela parecia ter saído de alguma história, então é meio difícil de acreditar, ainda mais quando se vê uma garota com uma força tão grande, depois ela começa a acreditar e ainda mostra-se uma boa amiga para Diana, além disso Alia já perdeu tanta coisa em sua vida e ainda acaba sofrendo um grande baque em sua vida novamente, mas ao menos com toda a ventura que ele enfrenta na história também acaba fortalecendo suas amizades. 
Além de Diana e Alia, a história conta com mais três personagens, o irmão de Alia e mais dois amigos, que sinceramente nem lembro o nome porque já faz um tempinho que li esse livro, só que enrolei para escrever a resenha.

No começo acabei enrolando para engatar na história, o que até me desanimou um pouco, mas depois que engatei na leitura e a história começou a ter um pouco mais de ação, não conseguia mais para de ler e até ficava pensando na história quando não estava lendo, gostei da escrita da autora e antes já queria alguns livros dela, agora eu realmente preciso ler. A história é uma aventura que abrange o universo da DC de uma forma diferente da que conhecemos e acada livro dessa série é escrito por um escritor diferente. 
Sementes da Guerra também mostra a força feminina, mesmo sendo tão jovem Diana é uma personagem madura e a Alia cresceu no decorrer da história e tem até alguns pontos que fala sobre o racismo em algumas falas da Alia a respeito do que ela já sofreu.  Para quem gosta de aventuras e heróis eu recomendo a leitura desse livro, mas se você também que quer conhecer o livro, fugir da sua zona de conforto.
Já quero os próximos livros, mas não sei quando comprarei esses, até porque esse eu cheguei nas americanas vi que estava 9,90 e já fui comprando. 
“Quando as pessoas olham para mim, não veem Alia Keralis. Veem só uma garota de pele escura, maltrapilha, de roupas rasgadas.”
"Essa era a natureza do mundo mortal. Ali o desastre podia acontecer, e com frequência acontecia. A vida humana era uma maré de sofrimento que jamais atingia a margem da ilha."
"Os humanos não conseguem se manter em paz, Diana."
"A coragem humana era diferente da bravura das amazonas. Diana enxergava isso agora. Apesar de toda a zombaria com que ouvira sua mãe e irmãs se referirem ao mundo mortal, ela não podia deixar de admirar as pessoas com quem estava viajando. Levavam vidas violentas, instáveis, frágeis, mas lutavam por elas mesmo assim, agarradas à esperança de que sua breve estada na terra fosse de alguma valia. Era importante preservar essa fé." 

Comentários
10 Comentários

10 comentários :

  1. Adorei! Eu não sou muito ligada nas histórias dos super-heróis (até assisto filmes e tudo, mas nada na ordem das histórias hahahah) mas tenho muita curiosidade e quero muito ler os livros e fiquei intrigada com esse, sem contar que adoro a mulher maravilha!
    Um beijão,
    GABS | likegabs.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá! Apesar de não ser uma grande entusiasta do universo dos super heróis, gosto muito mais da DC do que da Marvel e fiquei bem interessada no livro! Sempre gostei muito da Mulher Maravilha e da maneira que ela representa o empoderamento feminino. Amei a resenha! ♥

    Beijos!
    Estante Bibliográfica > blog novo!

    ResponderExcluir
  3. Olá, Denise.
    Leia os outros livros da autora sim porque são muito bons. Esse eu não li ainda mas é uma série com os heróis que quero muito ler. Espero encontrar em promoção também hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dê!
    O começo é meio empacante mesmo, mas o livro é bom. E repito o que a Sil falou ali em cima: leia os outros da autora.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Dê, eu não li, mas estou com vontade faz tempo, que bom que vc curtiu!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise, esse é um livro que ainda não tenho mas sempre leio comentários positivos então já fico curiosa quanto mais por ser de heroína conhecida <3 Gostei dos trechos do livro que destacou.
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi De,
    Eu não li nada dessa série e confesso que não iria ler, porém vai ser lançado o livro da Batwoman escrito pela diva Sarah J Maas e este sim, eu PRECISO ler! HAHAHAHA
    Ai quem sabe, eu não me aventure em toda a série?
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi De!
    Eu também tive muito problema para engatar nesse livro no começo. E bem truncada a narrativa mas depois melhora. Curti muito a Diana da Leigh Bardugo e tambem quero ler todos. To ansioso esperando pelo da Mulher Gato da Sarah. Ja li o do Batman da Marie Lu e é tao bom quanto.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Sempre fiquei curiosa com essa série, porque adoro os super-heróis e as capas sempre me chamaram a atenção. Gostei da sua resenha.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi, Denise

    Que bom que você começou a curtir depois de um tempo. Alguns livros são assim mesmo, demoram a pegar no tranco! Hahaha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.