Música | Playlist da Semana #138:

Hey pessoal, hoje é dia de playlist, enrolei para postar hoje, estou mega cansada hoje. Espero que gostem das escolhas das músicas.


Quotes da Semana:

Estava dando uma olhada no meu tumblr que não att lá faz anos, ai vi essas frases e resolvi postar por aqui, espero que gostem.

"Eu pensava que as pessoas só se perdiam quando tentavam ir a algum lugar, e eu pensava que a vida das pessoas só era difícil, porque elas estabelecem objetivos. Mas ficar no mesmo lugar por muito tempo faz você perder o seu caminho também, é o que parece. (Dorama - Age Of Youth)"
"(…) talvez algumas pessoas pensem que vestir um figurino signifique que você está tentando esconder sua verdadeira identidade, mas eu penso que um figurino é mais verdadeiro que uma roupa normal jamais poderia ser. Ele realmente diz algo sobre a pessoa que o veste. Eu conhecia aquela Lola, pois ela expressava suas vontades, desejos, sonhos para toda a cidade ver. Para eu ver. (Lola e o garoto da casa ao lado  -  Stephanie Perkins )
“…as palavras têm um poder maior do que qualquer dom. Elas são capazes de mudar o mundo, mudar uma pessoa… dependendo de como forem interpretadas, podem causar a paz. Ou uma tragédia. Uma vez que a palavra está escrita em um papel, ela é eterna. (Versos Sombrios - Bianca Carvalho )
"Pessoas são previsíveis e impulsiveis ao mesmo tempo: parece que, sempre que você deseja que alguém o surpreenda, a pessoa continua a mesma; e aquelas que pareciam legais estragam tudo de uma forma ou de outra. As pessoas geralmente tomam decisões idiota, mas é pior que isso: elas têm razões idiotas para essas decisões; porque elas estavam em cacos e foram forçadas a se reerguer, para ser de um jeito que provavelmente nunca pretendem ser. ( O nome em seu pulso - Helen Hiorns)"
"As mulheres podem suportar o pior tipo de dor. Você vai aprender isso um dia.(Se eu ficar - Gayle Forman)

TOP 5 | Os piores livros que já lí

Hey pessoal, estava olhando os livros no skoob e por isso surgiu essa ideia, ao ver as notas que dei para esses livros. Gente eu não vou comentar sobre eles, já faz tempo que li e são histórias que não gostaria de reler, algumas foram leituras bem difíceis como eu creio em mim, mas como foi um livro que ganhei eu não desisti e li, mas levei 3 meses para terminar ele.


Ratos - Gordon Reece
Sinopse: Shelley e a mãe foram maltratadas a vida inteira. Elas têm consciência disso, mas não sabem reagir — são como ratos, estão sempre entocadas e coagidas. Shelley, vítima de um longo período de bullying que culminou em um violento atentado, não frequenta a escola. Esteve perto da morte, e as cicatrizes em seu rosto a lembram disso. Ainda se refazendo do ataque e se recuperando do humilhante divórcio dos pais, ela e a mãe vivem refugiadas em um chalé afastado da cidade. Confiantes de que o pesadelo acabou elas enfim se sentem confortáveis, entre livros, instrumentos musicais e canecas de chocolate quente junto à lareira. Mas, na noite em que Shelley completa dezesseis anos, um estranho invade a tranquilidade das duas e um sentimento é despertado na menina. Os acontecimentos que se seguem instauram o caos em tudo o que pensam e sentem em relação a elas mesmas e ao mundo que sempre as castigou. Até mesmo os ratos têm um limite.



Resenha | A Escolhida (O Doador de Memórias #2) - Lois Lowry:

Título:  A Escolhida
Autora: Lois Lowry
Páginas: 192
Nota: 3,5
Skoob: Link
Sinopse:  Kira, uma órfã de perna torta, vive em um mundo onde os fracos são deixados de lado. A partir do momento da morte de sua mãe, ela teme por seu futuro até que é perdoada pelo Conselho de Guardiões. A razão é que Kira tem um dom: seus dedos possuem a habilidade de bordar de forma extraordinária.  Ela supera a habilidade de sua mãe, e lhe cabe a tarefa que nenhum outro membro da comunidade pode fazer. Enquanto seu talento a mantêm viva e traz certos privilégios, ela percebe que está rodeada de mistérios e segredos, mas ninguém deve saber sua intenção de descobrir a verdade sobre o mundo.


Opinião:
 A escolhida é o segundo livro da série O Doador, nessa história conhecemos Kira uma jovem que acabou de perder a mãe, sua única família e foi meio que enxotada de sua própria casa, pois por ter uma deficiência na perna, as mulheres acham que ela é um fardo, por isso preferem pegar a casa dela e transformar em um lugar para as crianças. Só que a Kira tem um dom com os bordados e acaba sendo acolhida pelo conselho de guardiões para poder restaurar um manto que conta o passado, para isso a jovem também precisa aprender a tingir . Ela  também passa a conviver com um jovem que tem o talento de em entalhar madeira e que vive junto com os guardiões desde pequeno.
Esse é um livro pequeno, li ele em um dia e apesar de ser a continuação do livro O doador de memórias, não temos uma conexão com o livro anterior e sim a introdução de novos personagens como a Kira, as pessoas dessa vila são mais simples e pelo que percebi algumas pessoas só se interessam em sobressair as outras e que os Guardiões não são muito confiáveis, apesar de aparentar serem boas pessoas, essa situação é afirmada a respeito de um deles com a volta de um certo personagem do passado da garota, fora que não vou mentir fiquei desconfiada com eles tentando "ajudar" os jovens com talento, mas era como se os garotos não tivessem opção e por conta dessa situação fiquei na dúvida seria sobre a morte dos País de deles.
A escolhida não é o melhor livro que li na vida, mas gostei da história, ela é uma boa história e eu fiquei com a sensação de que a história promete uma reviravolta no próximo livro, também gostei da escrita da autora e creio que como li essa história sem expectativa favoreceu para que eu curti-se a leitura.
A protagonista Kira é uma garota forte que aprendeu a se virar apesar de suas dificuldades, tentando ter um lugar no vilarejo, mas que por conta da sua deficiência não era aceita por algumas pessoas, ela é uma garota inteligente e uma boa amiga, inclusive conhecemos Matt uma criança próxima da Kira, inclusive ele é o protagonista do próximo livro, na qual já sei que as histórias do primeiro e segundo livro se interligam.

Ando enferrujada para escrever resenhas, mas agora que hoje é oficialmente meu primeiro dia de férias vou tentar pegar o ritmo, espero que curtam a resenha.

"Uma visão repentina invadiu a mente de Kira. A túnica. Ela mostrava como tinha sido no passado, logo o que Thomas falava não era verdade. Houve épocas muito, muito distantes em que a vida das pessoas havia sido dourada e verde. Por que um tempo parecido não poderia voltar?"
“Tremeu levemente de medo. O temor sempre fizera parte da vida das pessoas. Por causa do medo, elas construíam abrigos, buscavam comida e plantavam hortas. Pelo mesmo motivo, armazenavam armas, precavidas. Havia o medo do frio, da doença, da fome, das feras. E foi o medo que a impulsionou naquele momento, apoiada em seu cajado. Ela lançou um último olhar para o corpo sem vida que um dia abrigara sua mãe e perguntou-se aonde poderia ir.”

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.