24 de abril de 2017

Resenha | Algum tipo de amor - Letícia Kartalian:

Título: Algum tipo de amor
Autora: Letícia Kartalian
Páginas: 230
Skoob: Link
Amazon:  Link

Sinopse: Makena Taylor está em ascensão. Com apenas 22 anos e cantando e compondo músicas agitadas que conversam diretamente com o público jovem feminino, ela nunca esteve tão em sintonia com sua mente, corpo, alma e arte. Chuck Plith mantém os dois bem pés bem fincados no chão. Ele só quer fazer música, cantar sobre o amor e ser feliz. Se ele conseguisse ficar menos nervoso antes de cada show também seria bom. A amizade entre os dois tinha tudo para ser improvável, mas aconteceu. O amor pela música os uniu. Mas e quando a forte conexão que existe ultrapassa a barreira do carinho e se transforma em algo mais para um dos dois? Quanto se pode carregar de culpa por não conseguir controlar as batidas do próprio coração? Em Algum tipo de amor, novo romance new adult de Letícia Kartalian, vemos uma forte relação surgir entre versos e notas, entre medos e incertezas, entre a amizade e a paixão. É uma hist                    ória sobre a música com amor e sobre o amor com música, mostrando que quando o coração encontra a sua harmonia perfeita... Já era.

Opinião:
Makena Taylor é uma jovem cantora que conquistou o mundo com sua voz, uma mulher que sofreu muito com as incertezas sobre sua vida, seu corpo. seu álbum de estreia se chama Meu corpo, minhas regras. Um dia ao visitar a gravadora acaba conhecendo Chuck Plith com sua voz encantadora e tocando piano, eles ficam amigos, ambos se aproximam mais quando ele faz a abertura de alguns shows de Makena e logo depois gravam junto, os dois se dão bem e tem muita química , mas os sentimentos deles a respeito um do outro ainda são um pouco confuso, mas há desejo só que o Chuck namora uma cantora chamada Serena e a Makena não quer ser um empecilho nesse relacionamento.
"E eu também cantava sobre o amor. Porque é universal, é um dos motivos pelos quais continuamos vivendo. Alguém sempre vai se identificar com algo que você viveu, ou com o que sonha viver, quando você canta."
Makena é aquela personagem alto estima, que está bem com o seu corpo e se importa com a música, ela esconde seus sentimentos e prefere manter sua relação na amizade. Ela é uma mulher forte, mas que também tem seus momentos tristes e seu irmão é um grande amigo e conselheiro.
Chuck Plith é um músico sensível, mas teve uma parte que ele me fez ficar com um pouco de raiva, entendo que ele estava confuso, mas não precisava fazer aquilo e machucar sua amiga por conta de um desejo, mas ao mesmo tempo torcia por ele.
Bom a história se passa no presente que especificamente no dia dos namorados com os dois assistindo filme na casa de Makena, na qual Chuck está tentando dizer algo e também no passado, dois anos antes mostrando como eles se conheceram e como a amizade foi crescendo e diferentes sentimentos foram surgiam.

Fazia um tempinho que a autora entrou em contato, mas só agora consegui ler essa história e simplesmente adorei. Li o e-book em apenas um dia, já que não conseguia parar de ler.
Nessa história podemos ver a amizade, o amor e a luta dos personagens para afastar os sentimentos tentando entender o que realmente querem.  Foi bom porque parece que um dos personagens está contando para um amigo como tudo aconteceu. Vimos eles se tornarem amigos, fazerem sucesso e se tornarem inseparáveis, teve momentos que a relação ficou um pouco estranha, mas não demorava muito para tudo voltar ao normal.
Já li outras histórias da autora, um livro e dois contos se não me engano e gostei muito de Algum tipo de um amor e esse entrou para a minha lista dos que gostei, pois a história é muito envolvente e leve, com personagens carismáticos, uma sabe o que quer é se sente confortável do jeito que é, o outro é um pouco tímido, mas tem seu lado canalha.
Gostei bastante da história e acho que a autora baseou-se em alguns cantores para criar seus personagens, fiquei com aquela impressão que foi do Charlie Puth e da  Meghan Trainor, fora que no inicio dos capítulos tem pedaço das músicas do Charlie.

"Há essa linha invisível entre a amizade e algo mais. Uma vez que você a cruza, mesmo que minimamente, é praticamente impossível voltar atrás. A minha única certeza é que o amor é incerto. Não é num piscar dos olhos que as coisas se encaixam. Mas, eventualmente, elas o fazem. Fomos apenas seguindo em frente. E o tempo... passou."
"O amor é um sentimento descrito como único, mas existem tantas nuances... Talvez essa seja uma extensão à minha resposta da pergunta anterior. Existem formas diferentes de amar."
" Porque não importa se você acha que não vai superar ou se acha que ama demais uma pessoa para esquecê-la. A vida sempre segue." 


Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. fiquei curiosa
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise! Tudo bem?

    Eu não conhecia o livro, mas gostei do enredo! Plea descrição dos personagens, eu vou gostar de Makena e Chuck <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise, sua linda, tudo bem?
    Eu acho lindo quando de uma amizade nasce o amor. O problema no caso deles é que um é comprometido. E não gostei da atitude dele. Eu não gostei desse lado cafajeste dele. Eu acho muito egoísta que uma pessoa queira manter a segurança do seu relacionamento e ainda se envolver com outras pessoas. Por isso gostei dela, que sempre manteve distância. A princípio, acho que ele não a merece. Parece ser uma história que irá despertar muitas emoções. Dica anotada. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! Que história interessante, fiquei curiosa para saber se terminam juntos. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  5. Oie, tudo bom?
    Faz tempo que não passo por aqui, saudade do seu blog!!
    Não conhecia o livro, mas parece ser uma leitura gostosa.
    Como sempre, adorei sua resenha!

    Beijos,
    Juliana Bernardo
    Um minuto, um livro

    ResponderExcluir
  6. Oi, Denise!
    Ah, gente, que livro gracinha!
    Gostei do enredo, da premissa e da capa.
    Sinto que é aquele tipo de livro que vou adorar e ficar com a pupila em formato de coração.
    E seria uma graça ser inspirado mesmo no Charlie Puth e na Meghan Trainor.
    <3

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com
    www.livrosdateca.com

    ResponderExcluir
  7. Lendo a resenha eu também vi um pouco de Charlie Puth. Bom, a história tem uma premissa interessante, mas achei meio clichê. Gosto de romances assim, mas não são todos que conseguem me fazer amar a história.
    Mas achei interessante o desenvolvimento dos personagem separadamente e parece ser realmente interessante. Posso dar uma chance assim.
    Adorei sua resenha!

    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
  8. Já pensou se a autora se inspirou no Charlie e na Megan mesmo?? Nossa, adorei hahaha fiquei com vontade de ouvir a música deles só por isso. A história parece super fofa também, daquelas leves que deixa o leitor suspirando. E se você engoliu o livro num dia só, imagino o quão bom seja mesmo!! Queroooo ler

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Denise, que bom que gostou do meu livro!
    Hahahaha, ri com você chamando o Chuck de canalha.
    A história é inspirada no Charlie Puth e na Meghan Trainor, sim, por isso eles e a Sandy abrem os capítulos. As músicas, os três como pessoa em si me ajudaram demais na criação da história, dos personagens e o Charlie e a Sandy, em especial, me apresentaram muita coisa do mundo da música e bastidores.

    Obrigada demais pela resenha, espero que você volte a ler livros meus no futuro. ♥

    ResponderExcluir