29 de janeiro de 2017

Resenha | Desconstruindo Una - Una:

Título: Desconstruindo Una
Autora: Una
Páginas: 208
Skoob: Link

* Livro cedido pela editora

Sinopse: West Yorkshire, 1977. Um assassino em série está aterrorizando o pequeno condado inglês, e a polícia encontra dificuldade em resolver o caso – mesmo tendo interrogado o assassino (sem o saber) nada menos que nove vezes. Enquanto a história se desenvolve ao seu redor, Una, então com 12 anos, vivencia uma série de atos violentos pelos quais se culpa. Por meio de um entrelace de imagem e texto, Descontruindo Una examina o significado de se crescer em meio a uma cultura na qual a violência masculina não é punida ou questionada. Com uma retrospectiva de sua vida, Una explora sua experiência e se pergunta se algo realmente mudou, desafiando a cultura que exige que as vítimas de violência paguem por ela.
Opinião:
Hey pessoal, o grupo Gutenberg mandou um e-mail falando que tinha alguns exemplares desse livro disponível e como ainda não tinha lido uma Graphic Novel me interessei por essa e acabei solicitando Ele possui muitas ilustrações lindas, eu vou colocar algumas fotos nesse poste e mostro outras no vídeo de recebidos do mês.
Desconstruindo Una é um livro que se passa entre 1975 e 1981 e é um álbum autobiográfico de Una e pensar que essas coisas descritas realmente aconteceu com ela doí no coração, afinal ela era somente uma criança não sabia de nada e apesar de ter acontecido a mesma coisa depois de adulta ela continuava sem entender  e achava que a culpa era dela, como qualquer vítima.
Essa Graphic Novel fala sobre violência contra mulher e é um assunto que esta tendo tanto destaque hoje em dia, vai ser um pouco dificil escrever sobre ele, mas vou tentar né.
A primeira vez que Una foi abusada sexualmente ela tinha apenas 10 anos de idade, nunca contou nada pra ninguém e a partir dai começou a ter alguns problemas, conforme ela foi crescendo foi abusada novamente quando estava com uma amiga, passou a ser tratada como Vadia [ ela usa no livro essa palavra] e se tornou uma garota fechada, sem amigos e que vivia mergulhada nos livros, ela foi abusada várias vez nunca contou e para ela a culpa era sua e ninguém realmente queria saber o que acontecia de errado com ela. A sua vida desandou passou a ir mal na escola, vivia atenta e passou a ter medo de dormir já que sonhava com alguém rastejando em cima dela e ainda tinha o bullying que sofria de outros jovens de sua idade.
"E ainda assim, ninguém sabia ou imaginava o que tinha acontecido comigo...
De fato Eu não sabia o que tinha acontecido comigo!"

Minhas fotos são péssimas.


Nessa época que se passa a história, teve um assassinato em série de mulheres que foram abusadas e mortas de uma forma brutalmente, são crimes que acontecerem durante anos e foram várias mulheres mortas, crianças  que ficaram sem sua mãe, na história inclusive é possível ilustrações com as noticias daquela época,
Muitas coisas que ela cita ainda continua acontecendo, greves, corte de energia, luta pela igualdade de gêneros e outros como a violência contra a mulher que é basicamente o foco da vida da protagonista e que mudou toda a sua vida. Uma história delicada que mostra os sentimentos de uma criança, adolescente, Mulher que não sabia o que realmente acontecia e que se culpava.
Ela cresceu em um mundo que não existia as mídias sociais e até agrade-se por isso se não o bullying poderia ter sido bem mais intenso.
"Eu me deparei inúmeras vezes com uma completa falta de interesse com relação ao meu consentimento e com um total desinteresse pelo meu prazer que coisa estranha é negligenciar isso. Quando eu disse sim ou não, o resultado final foi o mesmo."

"A cultura pela qual tudo isso foi possível se fia no silêncio..
Se fia na vergonha" 
Gente é uma história real, delicada e eu queria fazer uma resenha descente dele, mas é até complicado escrever sobre um livro real, fora que a história mexeu, fiquei revoltada pelos acontecimentos, sei que minha resenha não está a altura, mas pelo menos eu tentei. Eu realmente indico a leitura dele, como é cheio de ilustração a história acaba sendo rápido de se ler.



Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Ai que top. Amo quando é história real. Fiquei com vontade de ler! Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Dê! Nossa que forte, fortíssimo e com um tema super atual! Eu não conhecia essa Graphic, mas já me interessei!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. É de fazer o coração virar pedacinhos né?

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dê!
    Mulher, eu não sabia dessa graphic novel, mas agora necessito ler. Fiquei bem intrigada.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho desejado essa graphic há algum tempo, sabia que era pesada, mas nem tanto. No entanto, saber que se trata de uma história assim desperta ainda mais o meu interesse pois essas histórias não podem ser silenciadas, por mais difícil que seja falar sobre elas! Parabéns por conseguir fazer a resenha, eu também teria dificuldades para escrever e você fez muito bem!

    ResponderExcluir
  6. Olá, Denise.
    Esse assunto infelizmente é mais comum do que a gente imagina. Quantas garotas não passam por isso e acham que é culpa delas. Acho que leria ele sim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise!
    Eu não conhecia a obra, mas fiquei curiosa e empolgada em conhecer.
    Adorei a resenha.
    Beijos
    http://lua-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Denise!
    É tão triste e revoltante saber que tantas meninas e tantas mulheres passam por isso que é difícil mesmo escrever, ainda mais se tratando de uma história real. A Nemo tem lançado uma graphic novel melhor que a outra, já li duas e não me arrependi. Essa parece ser bem forte, mas quero ler também.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  9. Oi, Denise!
    Nossa parece ser uma história bem delicada mesmo, dramática, e muito triste. Não sei se leria, sei como deve ter sido difícil resenhar, principalmente por ser real.
    Parabéns pela resenha!

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  10. OOOOOI

    eu achei super interessante esse lance de misturar graphic novel com uma história tão densa.
    Quero ler! Deve ser uma experiência bem diferente do que uma leitura comum.

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  11. Oie,
    não conhecia o livro, mas achei muito fofo.
    Adorei os desenhos

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Canal

    ResponderExcluir
  12. Oi Denise, eu não conhecia o livro e, nossa, não sei nem o que dizer. Só de pensar em uma criança sendo abusada é algo horrível e saber que no livro a autora vai mais além, e sabendo que é uma história real, que realmente aconteceu com alguém, é horrível. Obrigada por me apresentar esse livro, vou anotar a dica aqui e espero lê ele em breve haha

    ResponderExcluir
  13. Olá Denise,
    Só de ler sua resenha já fiquei muito triste/revoltada/chateada com a história da personagem. Só não entendi se ela tem um bom final ou não... Não sei se conseguiria ler o livro todo e terminar bem sabe... Por isso temos que lutar, para que esse tipo de coisa não aconteça mais.
    bjos
    http://www.kelenvasconcelos.com.br/

    ResponderExcluir