19 de fevereiro de 2016

[Resenha] A Jovem Alessia:

Sinopse:  França, século XVIII. Alessia é uma jovem simples e inocente, q ue vive numa fazenda vinícola com o pai, um conde amargurado que não tem carinho pela filha. Convidada pela princesa Anna, Alessia vai passar uma temporada na corte do rei Henri, seu padrinho, e lá se apaixona pelo jovem capitão Marcus de Lanpré, principal  oficial da guarda real e braço direito do rei. Sofrendo por um amor impossível, já que era nobre e Marcus, um plebeu, Alessia enfrentará muitos obstáculos. Há lutas de espadas, festas, bailes, guerras, intrigas e um final inesperado! A descoberta do amor e do sexo, a vida conjugal e o valor das amizades, em meio a conflitos pessoais e familiares, recheiam este romance. Embora os muitos diálogos utilizem as formas verbais da segunda pessoa para dar um toque de época, o livro é fácil de ler, apresentando uma  narrativa rápida.  O livro foi escrito com inspiração em antigos e consagrados romances juvenis da literatura  internacional,  tais  como:  “O  Conde  de  Monte  Cristo”,  “Mulherzinhas”, “Ivanhoé”, etc., mas traz seguramente a marca da modernidade. As situações retratadas no livro não descrevem nenhum trecho da verdadeira história da França ou das famílias reais que lá viveram. No entanto, os detalhes históricos, principalmente sobre sucessão monárquica, sobre história dos costumes e outros de maior relevância, foram minuciosamente pesquisados com o intuito de dar veracidade à história.  
Título: A Jovem Alessia | Autora: Louise Bennett | Skoob: Link

Opinião:
A Autora me mandou o pdf para ler, mas confesso que ao mesmo tempo que me interessei em ler também fiquei com medo de não gostar da história, mas eu gostei apesar de ter alguns itens que me irritaram um pouco.
Nessa história somos apresentados a jovem Alessia, uma garota de dezesseis anos que não conhece nada do mundo e vive confinada da residência de um Pai que a despreza, um dia ao sair com sua criada Emilie  a jovem se sente atraída a primeira olhada por um jovem que trabalha ao lado do rei e mesmo sem saber quem ele é, acaba por sonhar com o rapaz.  O rapaz de fato é o jovem médico Jean-Marcus-Phillipe de Lanpré que trabalha ao lado do rei cuidando de sua segurança. Marcus também se sentiu atraído pela Jovem, só que seu melhor amigo Sr. León diz que nem á chance já que a garota é uma jovem nobre.
Passando  desse encontro, eles acabam se encontrando e agora se conhecendo de verdade quando a Alessia vai para o castelo pela primeira vez, para comemorar o aniversário de uma amiga e princesa Anna, lá eles conversam e a conexão é imediata.
- Mas mamãe, ele é um plebeu, Alessia é uma nobre!
-Vejo que nunca amaste, minha criança, pois o amor nada vê dessas coisas, o amor vê somente a essência do coração de cada um.


Em a Jovem Alessia temos também uma trama secundária que envolve a Anna, os protagonistas vão descobrir segredos que foram escondidos há muito tempo, mas que pode se transformar em algo bom para esses jovens;
Uma coisa que me agradou muito e que não tem aquela enrolação no livro todo para Alessia e Marcus ficarem juntos e com a ajuda do rei tudo é logo resolvido e o casal pode desfrutar do amor, mas nem tudo são flores para eles e os jovens ainda passam por alguns problemas antes de levar uma vida tranquila.
Alessia é uma garota muito ingênua e que não entende muito da vida, o único carinho que ela recebeu na infância foram de seus empregados e de dois vizinhos que gostavam muito dela, quando se casa que ela começa a descobrir as coisas da vida, já o Marcus é uma rapaz inteligente e que se formou em medicina, mas não exerce já que trabalha na guada do rei. o Rei considera o jovem como se fosse um filho e confia apenas nele, apesar de ter gostado do Marcus confesso que chegou uma parte que ele me irritou e muito, pois por ser um médico acha que tem resposta para tudo, ele se afastou da esposa e não confiava nela o seu segredo, por isso a Alessia sofria achando quele não gostava mais dela.

Na parte secundária da história temos a princesa Anna que tem toda a liberdade do seu Pai, inclusive para escolher o seu próprio marido, só que toda essa liberdade e os mimos que recebeu  á tornou uma mulher  sem esperança de encontrar o amor e que acaba se deitando com qualquer um. Anna não é mais uma jovem inocente já faz um bom tempo e sempre dá umas escapadas do reino e o único que sabe seu segredo é o Sr. León que cuida da segurança da garota.
Uma coisa que não me agrada muito é o amor a primeira vista quando acontece uma troca de olhares, mas eu entendo que na época que o livro se passa pode ser considerado algo comum, pelo menos o casal de protagonista me agradou. Agora a respeito de Anna ela me irritou um pouco porque o pai dela levou um reino a guerra por causa dela, entendo que Anna acabou sendo vitima da história, mas sua imprudência acabou quase destruindo uma família, pena que o Príncipe do outro reino não teve o fim que merecia por conta de suas atitudes nojentas.

"Mas, para resumir, queria dizer o seguinte: as coincidências, os fatos que acontecem em nossas vidas são o destino. Nossas escolhas, o livre arbítrio."
Considero a Jovem Alessia uma boa leitura, para quem gosta desse tipo de história, mas ela tem seus clichês e acabou que pra mim se tornou meio previsível já que conforme ia lendo já imaginava o que seria esses segredos e  acabei acertando, mas nem por isso deixei de gostar, achei que a escrita da autora me envolveu na leitura e até fiquei curiosa com o futuro dos descendentes desses jovens.
É um livro que mostrou também as dificuldades que um casal enfrenta ao logo do seu casamento, ainda mais sendo tão jovens e também fala de assuntos como violência contra mulher e de pessoas sedentas pelo dinheiro e poder que esquecem da família só por esses quesitos.
Foi o primeiro contato que tive com a autora e como falei antes, gostei de conhecer esses personagens e essa história. Espero que a autora tenha sucesso com o lançamento do livro em formato físico.
Comentários
21 Comentários

21 comentários:

  1. Ótima resenha!!!!

    >>> http://gilustre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha, concordo com os pontos negativos que você apontou. O livro tem uma capa linda :)
    Beijo*
    http://umminutoumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu gosto e histórias assim, vou por na minha listinha :D
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu particularmente gosto desses clichês, a estória me interessou muito.
    Beijo
    blogueirasara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Acho que é aquele tipo de leitura para quando vc está querendo desestressar e conhecer uma estória que tem um final feliz depois de alguns perrengues pelo caminho ;D

    ❥Blog: www.amigadelicada.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Denise! Tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas gostei da sua opinião sobre a obra.
    Parece o tipo de leitura excelente para curar uma ressaca literária. Sobre os clichês: às vezes é bom, né?

    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Denise!
    Realmente a história parece ser boa, mas não seria minha opção por agora.
    Beijos
    Balaio de Babados | Participe do sorteio do livro Marianas

    ResponderExcluir
  8. Olá, Denise.
    Eu ainda não conhecia o livro e ainda não sei se quero ler. Gosto de histórias com princesas, mas essa não me pareceu muito atrativa, principalmente pela protagonista.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia mas parece ser bastante interessante.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Oi Denise! Não conhecia o livro, mas confesso que em interessou, mesmo vc falando dos clichês, é que eu não resisto a um romance rsrsrsrs


    Bjs, Michele

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha alma gêmea literária, poderia ter copiado e colado o comentário hahahaha

      Excluir
  11. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e adorei a dica, não sei se iria me envolver, achei mais a cara da minha irmã ahah já vou contar pra ela :D

    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Ah eu sou louca por romances de época, mesmo com clichês. Um clichê bem desenvolvido cai muito bem. Eu achei que somando os prós e os contra, como você fez na resenha, fica um bom livro que distrai e enternece! Curti a dica!

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
  13. Também fico com um pé atrás na leitura, ser previsível e clichê demais as vezes tira o potencial da história :/ mas é sempre bom arriscar!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "House of night", vem conferir!

    ResponderExcluir
  14. Oi, Denise, tudo bem?

    Acho que todos os romances de época vão ficar, em maior ou menor grau, presos a alguns clichês, né?
    Eu estou meio em cima do muro... não sei se leria ou não. Mas adorei o nome do mocinho, nome de gente chique! Hahahahaha


    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  15. Oi! Tudo bem contigo, moça?

    Nunca vi esse livro por aí e agradeço pela dica. É uma pena, no entanto, que não tenha conseguido chamar minha atenção em sua totalidade: capa, sinopse e trama de acordo com seus comentários.

    De qualquer forma, também desejo sucesso para a autora na publicação em formato físico e parabenizo-a pela resenha! ;)

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros - docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oi!

    Eu já não curto muito romance de época, ainda mais se ele não for tão extraordinário.
    Não sei se leria. A estória não me pareceu muito empolgante..

    Beijos

    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  18. Olá, Denise, tudo bem?

    Mesmo com alguns pontos que te incomodaram eu gostei bastante da premissa da estória, parece ser algo agradável e rápido de ler,não sabia da existência do livro, por isso adorei a dica e conhecer o trabalho da autora, muito sucesso para ela, adorei a resenha, e espero ler um dia.

    Beijinhos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi, ainda não conhecia a obra e sinceramente ainda não sei se leria ela. Você disse que acabou se tornando um pouco previsível algumas coisas e acho que isso tira um pouco o encanto da obra.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi, ainda não conhecia a obra e sinceramente ainda não sei se leria ela. Você disse que acabou se tornando um pouco previsível algumas coisas e acho que isso tira um pouco o encanto da obra.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir