1 de fevereiro de 2016

[Resenha] Jogos Mentais:

Título: Jogos Mentais
Autora: Teri Terry
Páginas: 480
Editora: Farol Literário
Skoob: Link

Sinopse: Em um mundo futuro, viver entre o universo real e o virtual é cotidiano. Todos os dias, as pessoas se plugam a uma realidade virtual, criada por uma poderosa empresa do governo, onde podem fazer tudo: se divertir, ir às compras ou estudar. Tudo sempre rigorosamente controlado. Luna, diferentemente de seus amigos e de sua família, não consegue se conectar por inteiro a essa dimensão, por isso permanece ao mesmo tempo nos dois mundos. Ser diferente nesse sentido, no entanto, acaba levando-a a fazer descobertas surpreendentes e assustadoras sobre essas realidades, que mudarão por completo os rumos de sua vida.
Opinião:
Estava bem curiosa para realizar a leitura desse livro, pois já tinha lido a trilogia Reiniciados da Teri Terry e gostei da escrita da autora, mas a premissa de Jogos Mentais chamou muito minha atenção e achei diferente também.
Em Jogos Mentais somos apresentados a um novo mundo, onde a sociedade vivi em uma realidade virtual, as pessoas preferem passar mais tempo plugadas e menos no mundo real, um lugar onde ir ao parque é coisa de criança que ainda não tem a idade para entrar nesse mundo, nisso conhecemos Luna uma renegada, ou seja, uma pessoa que não quer estar em uma realidade virtual e por isso evita se conectar e nem implante ela tem. A garota é uma das selecionadas para fazer um teste que vai definir com o que ela trabalhará, mas esse teste também pode destruir a sua vida caso os resultados sejam bons, nesse lugar de teste ela conhece Gecko e com a ajuda dela ela descobre algumas coisas sobre a organização PareCo. Nesse mundo existe pessoas que passam meses deitados no adaptador (nem lembro o nome) sem interagir com a família e até trabalham nesse mundo, um tipo de pessoas que envolve essa realidade são os Hackers e no mundo real surgem marcas pretas o que destaca os rackers de outras pessoas.

Luna como falei antes é uma recusadora e sua mãe era uma Hackers que morreu de uma forma considerada não digna e ela carrega esse fardo nas costas, ela tem um dom e ninguém pode saber, pois ela já é considerada uma ameça quando volta a frequentar a realidade virtual. Ela se negou tanto tempo em se conectar e quando volta, ela meio que vicia na realidade  e ela descobre ser uma Hacker só que um tipo diferente e que a PareCo não aprova por considerar eles rebeldes e por eles não conseguirem identificar.

"— E você ainda pode ver o que é real e o que não é. Com o Implante, é simplesmente como uma sobreposição de coisas; pode ligar ou desligar. Não é como estar plugada."
A história foca mais em Luna e em sua jornada, mas tem personagens secundários importante para o desenvolvimento da história e eu fiquei triste pelo que aconteceu com os dois secundários que mais gostei, foi algo muito cruel e nem um pouco humano, além disso não esperem um romance quer dizer até tem principio de um, mas nada que vá muito longe por conta dos acontecimentos.
No enredo tem uma empresa que já domina muitos e quer expandir o poder no caso é a PareCo, ela quer que todos tenham implantes e que não exista mais renegados e por isso andam fazendo testes também, além deles querem ganhar dinheiro com uma coisa ai que não posso falar.
Eu gostei muito da história e achei a premissa diferente, já que ainda não tinha lido nada do tipo, só que mesmo gostando fiquei com raiva porque os personagens só pensavam no mundo virtual, preferiam dar festas, se encontrar e até namorar pelo mundo virtual e com isso até o número de pessoas gravidas diminuiu, por falta de contato físico das pessoas.
Nessa distopia na minha percepção a autora acaba fazendo também uma crítica a sociedade atual, já que os meios tecnológicos estão ganhando cada vez mais espaço e as pessoas estão interagindo menos pessoalmente , hoje em dia muitos ficam no mesmo ambiente mais conversando pelo celular, no caso do livros alguns jovens se plugam estando deitados na base na mesma sala, mas preferem entrar no mundo virtual para conversar e deixam de aproveitar o sol, o mar e o ar livre só para jogar no mundo virtual, como uma personagem chegou a falar que ficou sabendo que nadar no mar verdadeiro era um experiência horrível por conta da areia.

"Vejo a vida mais como uma dessas luzes brilhantes, passando num breve clarão pelo espaço e pela escuridão infinitos."
Ao ler o livro eu me lembrei de um MV do grupo 2NE1 que os personagens se plugam em um mundo virtual e preferem ficar lá do que no mundo real, mais o que lembra é o MV em si  e não a letra da música, o nome da música é Come back home.

Bom a resenha parece ter ficado um pouco confusa e porque é um pouco difícil explicar a história sem dar spoiler e ainda mais que eu estava com um pouco de dificuldade de passar o que eu senti na resenha. O final ficou em aberto e com a sensação de que falta algo e mais explicações sobre os acontecimentos, mas ainda bem que a Teri escreveu um conto para finalizar melhor esse mundo e ele se chama Dangerous Games e espero que a Farol traduza ele.
Sobre a edição eu achei linda, gostei da capa e tem tudo haver com o que acontece na história, quem ler vai entender mais lá pro final o que a capa representa. O livro tem quarenta e nove capítulos que são divididos em seis partes e na divisão dessas partes tem detalhes como os das capas e frases de outros autores e que por sinais eu gostei delas.
Gosto da escrita da Teri, o livro foi uma boa leitura e como falei antes algumas coisas me deixaram um pouco indignada e queria um final menos confuso e com mais explicações.
Comentários
18 Comentários

18 comentários:

  1. Oi, o livro parece trazer a tona um tema interessante, considerando os avanços tecnológicos da atualidade, mas acho que não leria esse livro.

    http://mysecretworldbells.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise!
    Eu não li Reiniciados, mas quero muito ler esse. O fato de ser livro aumenta mais meu interesse.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falar nesse livro e fiquei muuuito curiosa! Me lembra o livro Jogador n°1 por todo esse mundo virtual

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Fragmentados", vem conferir!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Denise.
    Diferente de você, não gostei muito da escrita da autora, mas me interesso nesse livro. O enredo é bem interessante. ainda mais nos dias em que estamos vivendo. As pessoas não desgrudam do celular nem para comer. E o engraçado é que tem gente que conversa horrores pelo whatsaap e ao vivo não tem assunto.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela visita lá no blog, adorei muito tudo por aqui. Começarei a acompanhar o blog.
    Beijinhos, flor.

    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nunca ouvi falar...mais que livro eim! Parece muito bom.

    >>> http://gilustre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  8. Eu agora estou a ler 'A Amiga Genial', de Elena Ferrante. É uma escritora italiana.
    http://newblackis.blogspot.pt/
    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi (:
    Nossa, gostei!
    A capa já me chamou a atenção, e me interessei pelo enredo. Não achei confuso, fiquei foi com vontade de ler hahah
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi, Denise, tudo bem?

    Essa é a segunda resenha que leio desse livro e ela me deixou ainda mais interessada. Essa coisa de ter uma pessoa que é diferente de todo o resto já é bem batida,né? Mas essa história tem o diferencial do mundo virtual e tal... quer ler com certeza! E essa capa é realmente muito legal!
    Mas sabe que das duas vezes que olhei o nome do livro, hj e na outra resenha, eu li Jogos Mortais! Hahahhaa

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  11. Oi moça perfeita!
    Primeiramente, gostaríamos de parabenizar pelo blog fantástico, amamos todas as postagens, nos servem de inspiração para nosso blog.
    Segundamente, será que poderia nos seguir para ajudar nosso blog, já que ele não chega nem perto de famoso e nós o seguimos, rsrs?
    Gratas pela atenção, muito sucesso e abraços! <3
    http://particulasinfinitas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Denise, tudo bem?
    Gostei da premissa do livro, achei bem interessante. Gosto do tema ficção científica!
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas | Participe do sorteio de 2 anos do blog!

    ResponderExcluir
  13. Confesso que achei um pouco complicado, mas concordo com você sobre como é difícil sem dar spoilers.
    Gostei da ideia central do livro, de como ele trabalha essa nova "mania" de se prender no mundo virtual e se esquecer do atual. Apesar de ser um pouco triste, é bom por outro lado porque temos livros com enredos bem diferentes sobre esse tema.
    Triste mesmo é saber que esse mundo virtual aproxima quem tá longe e afasta quem tá perto.
    Beijo,
    "Paraíso de menina"
    "Página no Facebook"

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    O livro parece bem interessante, é um pouco triste conseguir explicar sem dar spoiler, porém deu para entender bem :D
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá, Denise, tudo bem?

    Não vou negar que fiquei um pouco confusa, mas pude entender os principais pontos,não sei se o livro faz muito meu gênero, mas a ideia em si e interessante, já me prende a internet de tal forma que não saia de casa pra nada, não vou dizer que era uma fase ruim, por que até gostei HAHAHAHA mas não acredito que seja saudavél e etc o livro parece ser bem triste em alguns momentos da historia, fico feliz que você apreciou a leitura, mas acredito que eu não leria.

    Beijinhos

    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá Denise, tudo bem?
    Eu adoro esse tipo de livro e nunca tinha ouvido falar nesse.
    Gostei da sua resenha e deu pra perceber que você não queria dar nenhum spoiler mesmo hahaha
    Entrou para a minha lista de livros desejados <3
    Beijinhos

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  17. Oi Denise, tudo bom?
    Ai essa autora, eu preciso terminar a Trilogia Reiniciados mas esse livro me lembrou muita coisa de Jogador Numero 1, E sim, ficou confusa mas é bom, me fez querer ler pra ver se é diferente do que imaginei

    Beijos

    http://penelopeetelemaco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia esse livro, mas quando percebi que era uma distopia (pela capa, óbvio hehe) já me interessei. Não sei até que ponto podemos considerar original, mas dependendo da forma que foi abordada pode ser uma leitura interessante.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir