[Música] Playlist - Um novo ano:

E iniciamos mais um novo ano e nada melhor do que aproveitar o primeiro final de semana do ano com música, espero que gostem dessa playlist.

[Book Tour] O Lado Negro e Panlásia:

Primeiramente Feliz 2016 pessoal, não fiz nenhum poste especial para essa data e a minha intenção nem era postar hoje, mais cheguei cedo da onde estava e resolvi postar, só não dá para fazer nada diferente, pois estou mega cansada.
Eu me inscrevi par participar de dois Book Tour e fui selecionada, mais vou ser a penúltima para ler ambos.

Verônica é uma garota problemática marcada por um passado traumático do qual mal se lembra, mas que lhe tirou o direito à total sanidade. Ao se mudar para o interior, depois de passar no vestibular, ela se depara com o local perfeito para se inspirar e, finalmente, transformar seus personagens imaginários em um livro. Lagoana é uma cidade nebulosa, úmida, habitada por almas quietas e pouco amigáveis. Porém, o clima obscuro não despertará somente a criatividade, mas também acordará seus fantasmas mais profundos. Prestes a perder o controle sobre sua trama e sua mente, Verônica conhece um estrangeiro de sorriso cafajeste e olhos azuis e, desconfiada de suas intenções, ela guarda segredo quanto ao seu livro, mas não sabe que Liam também tem os seus. Verônica nem desconfia, mas eles podem ser a chave para os mistérios que a rondaram durante toda sua vida. Assim, o lago negro de sua imaginação será, definitivamente, o estopim para toda sua loucura emergir. O que será que ele esconde no fundo de suas águas escuras?
O Lago Negro foi escrito pela Juliana Daglio e eu já li um livro dela e gostei, estou louca para ler ele, pois a história parece ser bem interessante.



Um Reino onde nada é o que parece ser. Onde a paz foi conquistada à base de medo e muito sofrimento. Um lugar em que a harmonia não passa de fachada para esconder aqueles que realmente sofrem. Habitantes punidos por descenderem daqueles que foram considerados os vilões de uma guerra em que paz nunca foi o verdadeiro prêmio. Uma história em que o desentendimento de duas irmãs resulta na morte daquele que sustentava a ludibriosa paz, o grande Rei de todo um Reino. A filha mais velha é responsável pela morte do pai, com a intenção de se vingar da irmã, aquela que um dia lhe tirou o que lhe era mais precioso. Agora, ela precisa do poder da Coroa, o único capaz de trazer novamente à sua vida aquilo que mais ama. A filha mais nova, após ser acusada da morte do próprio pai, é banida do Reino, jogada sem remorsos na Cidade da Traição, lar daqueles que cometeram os maiores crimes contra a Coroa. Lugar conhecido por punir com a tortura eterna esses traidores. Quando as máscaras começam a cair, a verdade é finalmente revelada. Um ódio descomunal entre duas irmãs, nascido de uma relação repleta de amor. Um lugar de traições e torturas revela-se o único lugar onde uma princesa pode descobrir o que é o amor, o que é ser parte de uma família. Entre estranhos é que ela encontra dentro de si a força para fazer o que é certo, para tirar a Coroa daquela que um dia tanto amou, mas que a puniu além do que qualquer pessoa mereceria.
Não conhecia a autora do livro, mais estava aberto as inscrições para o Book Tour e quando li a sinopse e adorei eu fui logo correndo me inscrever e espero gostar da leitura. 

[Resenha] A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista:


Título:Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista
Autor: Jennifer E. Smith
Páginas: 224
Skoob: Link
Sinopse: Com uma certa atmosfera de Um dia, mas voltado para o público jovem adulto, A probabilidade estatística do amor à primeira vista é uma história romântica, capaz de conquistar fãs de todas as idades. Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em Nova York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que se senta a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles provam que o tempo é, sim, muito, muito relativo. Passada em apenas 24 horas, a história de Oliver e Hadley mostra que o amor, diferentemente das bagagens, jamais se extravia.
Opinião:
A última resenha que posto em 2015, nem iria postar ela hoje, mas não queria deixar muitas resenhas para trás e por isso resolvi postar ela hoje, que ai só fica uma resenha de livro lido em 2015 para postar em 2016.
Não posso negar que eu tinha um pouco de relutância em ler esse livro, pois nem acredito muito nessas coisas de amor a primeira vista, mas sabia que não conseguiria fugir dessa leitura por muito tempo e nisso resolvi pegar ele emprestado com uma prima minha e simplesmente adorei essa leitura.
Em Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista conhecemos Hadley e Oliver dois jovens que estão embarcando para Londres com finalidades diferente. Hadley está indo para o casamento de seu Pai na qual faz mais de um ano que eles não se viam, ela ainda não aceita muito bem a separação dos Pais, mesmo fazendo quase dois anos e cada um seguindo seu rumo.


"- Nem todo mundo fica 52 anos juntos, e se ficam, não faz a mínima diferença se você faz uma promessa na frente de todo mundo. O importante é que você teve uma pessoa ao seu lado o tempo todo. Até mesmo quando tudo está dando errado.
Ele ri.
- Casamento: para quando tudo der errado. "
Não vou nem ficar enrolando se não conto a história toda. A Hadley está magoada com o seu Pai e por isso vai ao casamento contra a vontade e ainda diz odiar uma mulher que ela nem conhece, na viagem ela conhece o Oliver e os dois conversam bastante e com isso percebemos um garota machucada, pois ela tinha uma ótima família e era feliz e de repente tudo mudo e que mesmo depois de um tempo ela não conseguiu aceitar e nessa viagem foi algo para ela amadurecer.
Oliver é um bom garoto e me conquistou, ele nunca demostrou seus problemas e na viagem apoiou e deu até risada com a garota, ele foi um perfeito cavalheiro.
A história apesar de passar em um pouco mais de vinte quatro horas, não acontece nada rápido e sim de forma natural e no meu ver até delicada, ao se conhecerem eles se apoiaram um no outro para que suavizasse o medo de chegar em Londres e encarar seus problemas. Um livro leve que me conquistou logo no inicio e agora não entendo porque olhava meio torto toada vez que via algo sobre o livro.

"Talvez os atrasos no decorrer do dia sejam apenas detalhes, mas, se não fosse por eles, teria sido por causa de alguma outra coisa."
A capa é bem fofa, com um garoto e uma garota, gostei da edição as folhas são amareladas e com um bom tamanho de fonte de se ler, foi uma leitura que valeu totalmente a pena e li ele bem rápido, me arrependo de não ter lido ele antes. A Probabilidade Estatística do Amor À Primeira Vista é um bom livro para se ler nas férias.

Feliz Ano Novo e um ótimo 2016

[Desapegando] Sorteio do livro Rose na Tempestade:

Fazia um tempinho que queria fazer esse sorteio de desapego, eu vi no blog Fluffy uma coluna parecida com essa. Rose na Tempestade é um livro Usado, mas está em bom estado e como ainda não consegui trocar ele acabei resolvendo sortear aqui no blog, afinal não vou ficar com livros que sei que nunca mais vou ler. 
Sobre o sorteio de Mimos já foi realizado e o resultado está no facebook.


Lembrando:
  1. O Livro é Usado
  2. Envio o livro em até 30 dias
  3. O ganhador têm 48 para responder o e-mail.


a Rafflecopter giveaway

[Resenha] Doze por Doze:

O blog nem te conto lançou um projeto e que o Conto são 12 contes que se refere a cada mês do ano e eu me inscrevi para ler e resenha ele e hoje aqui estou trazendo a resenha desse livro.


Título: Doze por Doze
Autores: Diversos
Páginas: 328
Tipo: E-book
Skoob: Link
Onde Comprar:

Sinopse: A chegada do ano novo traz consigo o desejo de renovação. Renovamos nossas esperanças, nossos desejos, nossas metas... E, ao início, não sabemos o que esperar do novo ciclo, mas e se... Pudéssemos medir a intensidade de um ano através de suas histórias? Essa é a proposta do “Doze por Doze”. Trazer variados contos, dos mais variados gêneros, para nos fazer enxergar quantas coisas incríveis podem acontecer no período de 12 meses; de 365 dias. 


Opinião:
Eu recebi os contos enviado pela Thati machado e eu gostei muito dos contos, eu vou falar separadamente sobre cada conto e depois falo a visão que tive ao ler, só que a resenha pode ficar um pouco grandinha por esse motivo.

Janeiro - Salada Mista
Karina rocha
Esse conto fala sobre uma garota que vive no mundo da lua e que também é sonhadora, apaixonada por um garoto que reviu depois de muitos anos e isso acaba trazendo sua desilusão e quando isso acontece ela abre o olho para  mundo real e com isso percebe algo que sempre deixou passar que a sua verdadeira paixão estava em baixo do seu Nariz só que nunca percebeu ou não quis aceitar.

Fevereiro - Um carnaval inesquecível
Lucas Borges
Fala sobre nunca julgar um lugar sem conhecer, pois essa nova cidade em um feriado pode te surpreender e fazer você criar novos laços com pessoas que acabou de conhecer e isso pode ser algo que se leva para a vida toda.

Março - Águas de Março
Mariana Cestari
Em março a protagonista dessa história viu sua vida mudar, primeiro ao ir em um mercado e encontrar uma pessoa e depois um reencontro com o mesmo, ao ajudar quem precisa, ela também se ajudou e se apaixonou.

[Resenha] Cinderela Pop:

Título: Cinderela Pop
Autora: Paula Pimenta
Páginas: 160
Skoob: Link

Sinopse: Nesta versão estendida do super conto de Paula Pimenta no Livro das Princesas, Cinderela é reinventada. Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Mas a garota vê seu cotidiano virar de cabeça para baixo depois da separação dos pais: vai morar com a tia, se afasta do pai e, principalmente, deixa de acreditar no amor. Até que um encontro inesperado e revelador a faz rever as próprias escolhas – havia mesmo um belo príncipe em sua história, e tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira!


Opinião:
Eu estou com poucos livros para ler, então peguei esse emprestado de uma prima minha e li ele em menos de um dia, a história é bem rápida e envolvente e foi o segundo livro que li da autora.

Em Cinderela Pop somos apresentados a Cindy uma garota de 17 anos que a um ano teve sua vida completamente mudada e encontro no Hobbie como Dj uma profissão, mas a garota sempre tinha que sair a meia noite por ser menor de idade e por isso ficou conhecida como Dj Cinderela, só que sua vida não é fácil, mas pelo menos fica longe de sua madrasta bruxa. Em um dos trabalhos dela a garota acaba usando uma máscara e por coincidência um garoto com uma máscara parecida vai conversar com ela e ao descobrir a identidade dele Cindy é totalmente surpreendida.

"Às vezes uma pessoa especial pode estar bem na nossa frente e não conseguimos enxergar  pelo fato de ela estar escondida atrás de um disfarce, fingindo ser quem não é..."
Cindy depois da separação de seus Pais parou de acreditar no amor, mas acaba sendo surpreendida ao se apaixonar, o problema dela nem é esse e sim por quem ela está apaixonada e ainda tem a bruxa de sua madrasta que tenta fazer mal para a garota sem ela nem ter dado motivo.
Cinderela Pop é um livro mega rápido, então nem é bom falar muita coisa e eu achei a historia bem envolvente e que se lê em um dia e os personagens também são bem interessantes,
Esse é um livro da qual não devemos esperar nada profundo, mas que proporciona bons momentos.

A edição está bem feita, a capa ta linda parece um desenho em aquarela e as folhas são amarelados com uma fonte grande, em fim um ótimo livro para se ler no verão em baixo de uma sombra.
“Como se fossem quadrinhos em preto e branco, a animação contava a história de uma princesinha que, em vez de sapato alto, usava All Star, pois seus pés doíam muito se calçasse outro tipo de sapato. Um dia, ela conheceu um príncipe. E a vida dela ficou colorida.”

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Sorteio

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.