19 de novembro de 2015

[Resenha] O Nome em Seu Pulso:

Título: O nome em seu pulso
Autora: Helen Hiorns
Páginas: 256
Editora: Farol Literário
Onde Comprar: Link
Skoob: Link

Sinopse: No mundo em que Corin vive, logo nos primeiros anos de vida o nome da sua alma gêmea é marcado para sempre no seu punho. A busca pela pessoa predestinada pode durar anos, até mesmo décadas. Mas e se você nunca encontrar essa pessoa? Ou se encontrar e simplesmente não amá-la? E se, como Corin, a última coisa que você quiser é ser encontrado? Com essa obra, a autora ganhou o prêmio Sony Young Movellist.



Opinião :
Estava curiosa para ler ele desdo lançamento e agora tive a chance de ler esse livro e curti a leitura e achei bem interessante a premissa dele.

Corin vive em uma sociedade em que muitas coisas foram proibidas como os livros de  shakespeare e agora os jovens recebem um nome em seu pulso e eles acreditam seriamente que o nome seja de sua alma gêmea, só que esse nome quando aparece ninguém além da pessoa pode ver e por esse motivo eles usam protetores no pulso, só que Corin é diferente e ela não gosta muito de seguir as regras, sempre está namorando caras com o mesmo nome e tendo acesso a informações proibidas por meio de seus contatos, além disso Corin têm problemas em sua casa com sua mãe e principalmente com a sua irmã Jacinta que vive indo para os hospitais.

"Pessoas são previsíveis e imprevisíveis ao mesmo tempo: parece que, sempre que você deseja que alguém o surpreenda, a pessoa continua a mesma; e aquelas que pareciam legais estragam tudo de uma forma ou de outra. As pessoas geralmente tomam decisões idiota, mas é pior que isso: elas têm razões idiotas para essas decisões; porque  elas estavam em cacos e foram forçadas a se reerguer, para ser de um jeito que provavelmente nunca pretendem ser."

Corin é uma personagem que apesar de ser interessante me irritou um pouco pelo seu comportamento e por fazer escolhas sem pensar, ela não amadureceu no decorrer da leitura, mais pelas coisas que ela luta eu entendo a Corin, ela só queria ter a liberdade de escolha e por isso sempre buscava coisas ilegais, mais que muito antes todos podiam ter acesso. Ela têm personalidade, mais como eu disse ela não pensava direito e acabou me irritando um pouco. Ela chega a descobrir a verdade por trás dos nomes e não faz nada, ela não é forte suficiente para tentar mudar o que acontece, agora a coitada tem uma mãe chata e que além de fingir que tudo está bem, ainda dá atenção só para a irmã da garota.



Jacinta é a irmã mais velha de Corin e ela é cheia de problemas principalmente por conta do nome no pulso dela , ela parece ser sempre distante com a sua irmã e vivem brigando, mais da para perceber que elas ainda se gostam, afinal são irmãs e  cada uma têm seus segredos.
Colton estuda na mesma turma que Corin e eles nem eram muito próximos, mais acabam se tornando amigos e ele consegue ver por trás da máscara dela e agora ambos vivem juntos conversando até que as coisas começam a evoluir. Eu gostei do Colton ele é um personagem no inicio certinho, mais começa a fazer algumas coisas ilegais, mais acaba sendo que ingenuo a respeito de um assunto e isso me deixou nervosa com ele, só que apesar disso ele é um personagem amigável.

"Eu gostava de uma foto em particular, porque parecia capturar bem a nossa personalidade como família e eu achava interessante que um momento congelado no tempo pudesse nos dizer tanta coisa."
Uma resenha complicada de fazer porque posso falar algo que não deve e dar Spoiler, eu gostei do enredo dessa história, apesar que as atitudes dos personagens me deixarem nervosa, teve momentos que tinha vontade de pegar a Corin e dar uma sacudida dela para começar a fazer as escolhas certas e não pela rebeldia .
O ritmo do livro é rápido e no final conseguimos entender como tudo começou e como a sociedade aceita as coisas sem questionar o porque dos nomes, pois ninguém sabe se o nome no pulso representa a alma gêmea da pessoa. Uma coisa que me incomodou um pouco que apesar das explicações ainda senti que ficou assuntos em aberto e eu até procurei para saber se têm continuação e não encontrei nada, se eu souber de alguma coisa aviso para vocês.
Eu recomendo a leitura, para quem gosta de distopia e romance, mais como eu disse antes não vão esperando uma protagonista madura que apesar de seus 19 anos ainda têm muito o que mudar. A resenha foi mais rápida já que o livro têm poucas páginas e qualquer informação a mais que eu der ai vai ser Spoiler. 

Sobre a edição é um livro fino e com folhas amareladas, além disso a fonte têm um tamanho bom e eu gostei da capa, falando em capa quem escolheu foram os leitores e a Farol deu dois tipos de capa e a que ganhou foi essa, mais confesso que votei na outra.

"O mundo  só é grande quando você está em busca; assim que é encontrado, você aceita que seu lugar é ao lado daquela pessoa."
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Oii!
    Eu amo distopias, mas confesso que sempre espero encontrar personagens mais maduras e decididas para esse tipo de livro.
    Mas enfim, acho que eu iria gostar, apesar disso..

    Beijo!
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise, também tenho a mesma vontade que vc tem de dar uma sacudida quando a mocinha não amadurece kkkkk Achei a sinopse muito interessante, é autora nacional? espero que ela explique bem na obra pq as pessoas recebem essa marca no pulso. Fiquei curiosa.
    Um abç,
    Boo Nina
    http://www.rascunhocomcafe.com/2015/11/morte-no-nilo-tipicas-ferias-de-poirot.html#.Vk4oq3arQdU

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha! Ainda não conhecia, achei bem interessante <3
    Kisses
    http://mahkemmely.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oiiie
    Terminei esse livro ontem e simplesmente adorei, olha que não sou fã de fantasia, mas essa protagonista me conquistou do inicio ao fim, foi uma das mais fortes e bem escritas que já vi, além do mais, adorei o final, porém tbm senti que ficou algumas pontas e procurei a continuação, não achei nada mas vou façar com a editora pois amei haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, Denise.
    Eu também quero muito ler esse livro desde que vi ele nos lançamentos. Ele trás um tema que acho muito interessante e levanta muitas questões a serem respondidas. Eu não sei o que faria se isso acontecesse realmente hehe. Assim que der eu vou ler ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise!
    Eu nunca tinha ouvido falar nesse livro.
    Sua resenha está ótima, achei uma história bem diferente.

    Bjos
    http://helendutra.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi, Denise! Já tinha visto esse livro, mas não sabia do que se tratava. Não me interessei muito pela história, talvez eu mude de ideia algum dia. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, não conhecia a história e confesso que não me chamou muito atenção, mas não descartar ainda, quem sabe daqui pra frente eu não leia? haha
    Adorei a resenha <3
    Beijos
    http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, esse livro parece ser bem legal. A sinopse parece boa. Gosto de ler livros assim. Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
  10. Oi, Denise!
    Gente, eu lia/traduzia uma short-fic que tinha a uma premissa parecida. Até pensei que a autora tinha lançado um livro hahahahaha
    A premissa é bem interessante, mas, com certeza, irei me irritar com Corin.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise. Confesso que me interessei pela premissa do livro desde o começo. Ao decorrer da resenha fui percebendo o quanto mais essa estória é envolvente, com toques sobrenaturais e dramáticos. O nome em seu pulso é um livro que despertou a minha curiosidade, desejo acompanhar essa rede de decisões envolvendo Corin.
      Consumidor de Sonhos

      Excluir
  12. Oi Denise, tudo bem???? Adorei a resenha <3 Adoro distopias e achei o máximo isso do nome no pulso :) E com toda a certeza do mundo eu faria parte do grupo dos rebeldes hahahhaha
    E sabe, que pela sua resenha acho que vou me identificar com a garota kkk. Sou super rebelde e iria adorar fazer as coisas erradas só para ser do contra hahahha, por que eu sou dessas mesmo kkk
    beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir