19 de março de 2015

[Resenha] Playing in the Rain:

Título:  Playing in the Rain
Autor:  Jane Harvey-Berrick
Páginas: 144
Skoob: Link

Sinopse: Ava Lawton não pode acreditar na maré de azar que ela está. É esperado que seja um momento emocionante em sua vida: recém-saída da faculdade, vivendo em um estado novo, com um novo emprego, e longe de sua família finalmente.Mas quando ela é forçada a largar o emprego, tudo se desmorona rapidamente. De repente, ela está sozinha no meio da multidão, sem ninguém a quem recorrer.Em seu ponto mais baixo, um estranho lhe dá uma mensagem que lhe traz esperança.Agora é a hora de viver a vida à sua maneira.Agora é a hora de escolher ser feliz.E talvez seja hora de deixar um belo estranho ser parte de sua vida
Opinião:
Ava é uma garota de 22 anos que mudou de cidade para trabalhar, mas seus planos foram por água abaixo quando o seu chefe sugeriu sexo para ela conseguir se manter no emprego, então ela acaba se demitindo e em um  dia chuvoso enquanto ela espera no transito um rapaz lindo aparece brincando com um cachorro e manda ela abrir a janela entregando uma papel para Ava, escrito que ela é linda.  No dia seguinte ela resolve voltar ao parque para ver se encontra aquele rapaz misterioso. O rapaz em questão é Cody, ele começam a conversar e ele chama ela para fazer uma lista com 10 coisas e fala que ela vai ajudar ele cumprir algumas desses, a primeira coisa que riscam da lista é nadar com golfinhos e depois a tatuagem, Eles foram se tornando mais próximos, só que Ava descobre que ele têm 18 anos, ou seja, ela é quatro anos mais velha e tenta ser apenas amiga dele, mas fica meio difícil quando ele é lindo, inteligente, simpático.

"— Nada é fácil sobre a vida, mas é muitíssimo mais difícil se você está infeliz, enquanto vive. "

Esses dias estava por uns sites ai e acabei baixando o e-book em português desse livro e gostei da história, ela até pode ser um pouco clichê e conforme a leitura vai acontecendo já é possível imaginal o que pode acontecer no final. Mas é um livro simples que fala sobre aproveitar a vida e não ter medo de experimentar coisas diferentes e que as vezes é preciso sair da zona de conforto e seguir seu coração.

Cody quer realizar tudo que está na lista antes do verão acabar, mas nunca diz o verdadeiro motivo . Ele é uma pessoa alegre que contagia todos que estão em sua volta mesmo sendo tão novo, ele faz a Ava se sentir bem quando está perto dele, começaram como amigos, mas o romance falou mais alto. Quando toda a sua animação mostrou para a Ava como é importante aproveitar a vida e lutar pelo que deseja.
Ava sente toda a pressão por ser a filha mais nova e a de menos sucesso, seu Pai quis que ela seguisse a mesma carreira que ele e mesmo sem gostar foi o que ela fez, acabou mudando de cidade para trabalhar e ver se deixava seu pai orgulhoso, mas no meio do caminho perdeu emprego, voltou a ser garçonete e conheceu Cody. Ele tirou ela daquela zona de conforto e a convenceu a fazer coisas que não tinha coragem como pular de uma avião. Os meses que eles ficaram juntos foram mágicos.

"— Se você decidir fazer isso, tudo bem, mas você não deve desistir de seus sonhos, Ava. A vida é muito curta para viver com arrependimentos. Você devia ir para Itália, viver o seu sonho. Você sempre pode voltar e ser uma contadora. Mas suponha que a Itália seja tão boa quanto você acha? "
Gostei dos personagens, principalmente do Cody, pois ele é cheio de personalidade. È um livro simples, onde não se fica triste pelo que acontece no final, pois a intenção do livro era falar sobre aproveitar e depois daquele final sobre seguir em frente. Queria falar mais coisas só não posso, se não do Spoiler, me remoendo aqui por conta disso.
Como eu li em e-book não tem muito o que falar, apesar de ser um livro traduzido por um site não reparei nenhum erro e acho que a capa além de bonita tem haver com a história.

"Você foi a pessoa que me fez viver. Vou sair daqui com um sorriso no rosto, e isso me faz um vencedor. "
Comentários
8 Comentários

8 comentários:

  1. Oie!!
    Fiquei em dúvida se gostaria ou não do livro. Realmente parece clichê, mas eu acho que às vezes um livro leve cai tão bem! E a capa é linda, né?
    Beijos!

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise, :)

    Nunca ouvi falar do livro, mas sinceramente gosto de história assim: quando a mocinha decide, ou a vida decide por ela, que é hora de mudar. É quase motivacional pra mim quando eu vejo a trajetória de alguém que saiu da zona de conforto, correu riscos e alcançou algo... me deu vontade de ler *-*

    Beijos! :*
    ||Letras Eternas||

    ResponderExcluir
  3. Não sei se leria esse livro. Até gostei do enredo, mas achei bem parecido com muitos que tem por ai. A capa é bonita.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Amiga primeiramente tenho que confessar que eu não sou muito chegada em ler ebook embora eu tenho vários comprados por mim, mas não consegui de maneira alguma ler pelo meu tablet, e por conta disso, vou ver se com o tempo eu compro um kindle paperwhite para que eu possa ler, porque sinceramente a luz me incomoda bastante. Outra coisa também é que a história é muito fofa. Adorei. Me parece ser um livro muito lindo. Amo romance e acho que seria um queridinho para mim. Mas só essa parte de ser ebook que me incomoda um pouco mesmo =x

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-paredes-vivas.html

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise!
    Não conhecia esse livro, mas a história parece ser muito legal! Se eu fosse a Ava também pediria demissão desse emprego, credo! Ainda bem que ela conheceu o Cody depois.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Parece legal apesar do clichezinho, morro de medo de me mudar pra trabalhar e perder o emprego hahaha vou ver se compro. Beijos!

    gabigoulart.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha, esse livro tem a pegada que eu gosto! Você soube construir perfeitamente a resenha, me deixando muito curioso e gostei bastante da sinopse dele! Vou dá uma pesquisada e ver ser compro, bye! Parabéns pela resenha!!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise!!
    Olha, eu não sou de sair da minha zona de conforto fazendo doideras assim, mas admiro que os faça!
    Achei o livro bem simples, desses pra gente ler sem sofrer, só pra distrair. Gostei!!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir