30 de março de 2015

[Resenha] Os Adoráveis:

Título: Os Adoráveis
Autora: Sarra Manning
Páginas: 384
Skoob: Link

Sinopse: Os Adoráveis - Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ¬ ficaram pela primeira vez.
Opinião:
Jeane é uma garota Geek e que tem um estilo totalmente diferente de se vestir, sempre colorida e só compra roupas em Brechós, ela é dona de um blog super famoso o Adorkable, na internet ela é cheia de amigos e na vida fora dela têm apenas o seu namorado Barney. Jeane é muito arrogante com as pessoas e isso acaba afastando quem queira se aproximar dela.
Um dia desses ela está em um Brechó quando Michael um garoto popular da escola vai conversar com ela e falar da suspeita que sua namorada Scarlett e o namorado de Jeane estão tendo alguma coisa, mas ela não acredito. Só que dias depois ela começa a perceber sinais e Barney acaba terminando com Jeane e deixando ela devastada, mas depois ela supera e até ajuda a Scarlett.

"[...] Aqueles eram meus sentimentos e eu tinha o direito de expressá-los da maneira como quisesse. As pessoas têm medo de dizer a verdade porque a verdade é caótica e complicada, e, decididamente, nada legal, mas nada legal era o jeito que eu estava. Na verdade, eu estaria nada legal se usasse frases velhas e clichês, como "Esse é o meu jeito", o que realmente não ia combinar."
Jeane é uma garota solitária, ela vive sozinha pois sua irmã foi estudar em outro lugar e seus Pais estão em lugares diferentes também. Ela usa o Sarcasmo e o mal humor para se defender, ela se mostra ser forte mesmo quando está precisando desmoronar um pouco. Não têm amigos e seus Pais não gostam muito dela e acha ela esquisita assim como os alunos da escola que ela estuda. Ela é uma garota com personalidade forte e sem medo de falar sobre assuntos polêmicos sempre vai direto ao ponto e têm uma capacidade de fingir que não precisa de ninguém.
Ela sofre bullying e pode se dizer que abandono também, não se alimenta bem e sempre sai para festas, pelo menos a Jeane é bem resolvi com o seu corpo mesmo estando um pouco acima do peso.
Michael é totalmente diferente de Jeane ele é daquelas pessoas que pode fazer amizade com todo mundo, popular, pratica esporte e inteligente, porem com 18 anos é aquela pessoa que obedece as ordens de seu pai, que não têm muita atitude e com amigos fúteis e ainda por cima não gosta da Jeane. Michael e Jeane acabam se beijando uma vez e depois que isso acontece toda vez que se encontram beijam, mas nunca trocam palavras.
Os dois começam a se envolver mais e os beijos evolui para sexo e Michael não se importa com o corpo de Jeane e mesmo eles sempre discutindo ele gosta de ficar junto com ela e os sentimentos vão crescendo .  Gostei dos personagens, apesar deles algumas vezes me estressar mais não têm tanto problema levando em conta a idade dos personagens.
"- Eles bebem. Confundem sexo com intimidade. Definitivamente, não poderiam dizer as capitais de mais de cinco países. E realmente acreditam que Justin Bieber é o Segundo Messias.-Apenas 50 % da Geração Y possui mais de dois livros e, sim, eles ouvem música, mas baixam da internet porque o conteúdo é gratuito, claro. Querer, tomar, ter, esse é o seu grito de guerra.-Senhoras e senhores, esta é a minha geração, e a minha geração esta totalmente estragada.-Minha geração foi construída não por seus verdadeiros pais, mas por Sex and the City e por Big Brother."
Um livro onde vimos uma adolescente sozinha sem um apoio de um adulto e que aprendeu que não pode confiar em ninguém, mas o que ela precisava era de alguém do seu lado que a abrasasse e que não a tratasse como uma aberração . Jeane não gosta de mostrar seus sentimentos, mas quando precisou de alguém Michael a ajudou e até sua família a acolheu. Mesmo sendo uma pessoa resolvi em momento de crise mudou se estilo para que assim fosse aceita pelas outras pessoas, mas acabou descobrindo que muitas pessoas gostavam dela só que não se aproximavam porque Jeane era muito assustadora.
Nos não podemos mudar quem somos para sermos aceitos por outros, muitas vezes temos apenas que baixar nossa guarda e ver que existem muitas pessoas que querem se aproximar e que quando permitir que cheguem perto não se sentira tão sozinha.

O livro é um pouco grosso, com páginas amareladas e com a fonte de um bom tamanho. O que eu não gostei foi dessa capa do livro, tudo bem que ela até têm alguns elementos do livro, mas o Michael da capa é muito feio. 

"Adorkable dá voz a quem está sentado em seu quarto ou pelos cantos, ou quem está tentando arduamente apenas se ajustar. Mas, adivinhem? Vocês não têm que se ajustar. Vocês não precisam ser ninguém além de quem vocês realmente querem ser. Algumas vezes, nós nos esquecemos de que não há nenhuma lei que diz que é preciso ser o que os outros esperam que venhamos a ser."
Comentários
12 Comentários

12 comentários:

  1. Amei demais esse livro, é um dos meus teen-lits preferidos, li ano passado em algumas horas <3

    Gostei demais da sua resenha.

    bjs

    http://ateliedoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Também não gostei da capa não, bem breguinha. E pra ser sincera não gostei nem da premissa, parece algo bem clichê, nada de inovador. Mas é bom ver pelo lado que ela é forte, mesmo sendo sozinha, e isso a faz seguir em frente

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha nova no blog de "Ponte de Cristal", vem conferir!

    ResponderExcluir
  3. Oi Denise!!
    Adorei como você terminou a resenha falando que o moço da capa é muito feio hahahahaha
    Gostei da temática do livro, é sempre dificil fazer coisas para ser aceito e eu sou bem contra isso. Você tem que fazer o que gosta e o que se sente bem... E achei legal que o personagem tem uma evolução e percebe que as pessoas gostavam dela, mas ela que não deixava as pessoas se aproximarem!!
    Beijos

    LuMartinho

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo joia?
    Gostei bastante da sua resenha, e da forma como você contou hahaha, eu to rindo do tal Michael da capa ser feio, o livro não me chamou muito a atenção !!

    Beijos
    intoxicadosporlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise!
    Realmente, a capa peca bastante. Mas gostei da ideia da história e da sua resenha!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  6. Fiqui me perguntando o porque do nome, mas acho que só lendo pra descobrir né? haha
    De maneira geral achei a estória legal. Talvez não algo que me prendesse e me fizesse virar fã, mas agradável de ler.

    Beijos, O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
  7. Não tenho qualquer interesse em relação a esse livro, mas acho que pelo tema pode ser uma leitura bem agradável ao público alvo, o que é sempre um bom sinal.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi, Denise.
    ADOREI sua resenha e esse livro parece bem legal.
    Eu curti mto a capa também.
    Quero muito ler.
    Beijo
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oiii, tudo bem??? Acho que eu já tinha ouvido falar do livro. Acho que eu ia gostar e até me identificar, heheh
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Amo, amo de todo coração essa livro. A resenha ficou maravilhosa!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ainda não li este livro. Tô com tanto medo de não gostar que acabo deixando ele sempre pra depois.
    Mas independente de achar o moço da capa feio, kkkkkkkkkkkk, acho que vou mergulhar nessa. Encontrei elementos na moça que são bem parecidos comigo. Rolou uma identificação com sua resenha!!

    Bjks

    Lelê - http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir