2 de fevereiro de 2015

[Resenha + Sorteio] Como Falar com um Viúvo:

Título: Como falar com um Viúvo
Autor: Jonathan Tropper
Páginas: 272
Skoob: Link

Sinopse: Doug Parker não foi um aluno brilhante, não conseguiu entrar para nenhuma universidade de prestígio e era demitido dos empregos de redator com relativa frequência. Enfim, não levava nada muito a sério até conhecer Hailey, bonita, inteligente e cerca de 10 anos mais velha que ele. Quando os dois se casam, Doug deixa para trás a descompromissada vida de solteiro e se dedica a esse amor, acreditando finalmente ter encontrado seu rumo. Mas, dois anos depois, Hailey morre em um acidente de avião e tudo perde o sentido. Tentando lidar com o luto, Doug passa a escrever uma coluna chamada "Como falar com um viúvo", em que desabafa sua dor, relata a dificuldade de expressar seus sentimentos e se lembra da esposa de maneira sincera e cativante. A coluna se torna um grande sucesso - algo com que ele sempre sonhou - só que, infelizmente, no momento errado. Em meio a seu drama, Doug se vê às voltas com o enteado rebelde e a irmã gêmea que se mudou para sua casa decidida a fazê-lo voltar a se relacionar com outras mulheres. E então nada mais é como antes: sua vida passa a se desenrolar em uma divertida sucessão de encontros desventurados e insólitas confusões familiares. Entre tropeços, atropelos e as mais loucas situações, Doug começa a tocar sua vida, ainda que não saiba muito bem para onde. Afinal, muitas vezes o melhor a fazer é seguir em frente.

Opinião:
Doug é um homem de 29 anos e viúvo, sua mulher Hailey de 40 anos morreu  a um ano em um acidente de avião e ele deixou de viver, fica o ia inteiro em casa, bebe e culpa o mundo por essa morte, nem parece se importar com a sua família e até sente raiva pelo casamento da sua irma mais nova, pois ela só conheceu o noivo por conta da tragedia Doug. Ele não foi o único que perdeu alguém  que amava, Russ também perdeu sua mãe Hailey na adolescência uma fase que mais precisa dela e vive causando confusão, ainda mais porque Doug acha que o garoto esta melhor morando com o Pai, mais Russ queria morar com o padrasto.

“- Você não inventou a dor. Meu analista me disse isso uma vez.
- Sério? O seu analista lhe falou de mim?
- Acontece que as pessoas se tornam possessivas em relação à própria dor, quase orgulhosas. Querem acreditar que a dor delas é diferente da dor dos outros. Mas, na verdade, é exatamente igual. A dor é como um tubarão. Sempre existiu e, durante todo esse tempo, praticamente não evoluiu. Sabe por quê?
- Por quê?
- Porque é perfeita do jeito que é.”
Doug escreve um coluna chamada Como falar com um viúvo que se tornou um sucesso, muitas editoras querem um livro, mas ele não aceita porque sua dor veio através de sua perda e isso não é certo para ele. Para ele ninguém sente sua dor,  não aceita escutar ninguém e acha que esta certo viver da forma que está, mas chegou a hora de seguir em frente então ele começa  dormir com uma mulher casada que sempre leva comida para ele, ela faltava se atirar em cima dele. Doug com o apoio de sua irma gêmea e Russ começa a ir em encontros totalmente desastrosos,  mas sabe que quando estiver na hora certa ele vai encontrar um novo amor, pois ele ainda é jovem e tem muito o que viver.

Doug é um personagem que se tortura muito pela sua culpa, teve umas partes que me irritou porque a mãe dele estava certa em seus concelhos, mas ele não escutava ninguém, achava que só ele estava certo, mas como a Mãe dele diz não foi só você que perdeu a Hailey, eu perco seu Pai todos os dias. (Só vão saber o porque se lerem.)
Ele vai evoluindo no decorrer do livro e aprendendo a lidar melhor com a perda, sabendo que nunca vai esquecer Haily mais vai seguir em frente e quem sabe formar um nova família, aos poucos ele foi se entregando a uma vida sem a sua Mulher e a luta tinha apenas começado. Russ também foi evoluindo, ele é um adolescente que perdeu a mãe, onde o seu Pai não liga muito para ele e vivia correndo para Doug ate conseguir ir morar com ele, ele é um rapaz bom, mas deixou a Dor dominar ele, levando-o a cometer erros, ele e seu Padrasto lutando juntos para superar a perda.
A respeito dos secundários gostei da irma gêmea de Doug Claire, mulher determina, desbocada, inteligente e que tenta arrumar mulheres para o seu irmão, mesmo em uma época que ela também precise de apoio por conta de umas decisões tomada por ela, mas pelo que vi Claire á a única pessoa que Doug realmente escuta. 

“O céu esta me sacaneando. Hoje é um daqueles dias irritantemente perfeitos de primavera, o tipo de dia que parece estar se esforçando um pouco demais, e que desperta em nós uma vontade de lhe esmurrar a cara. O céu está mais azul do que tem direito a ser, falando sério, é um azul ostensivo, despótico, um azul que faz você sentir que estará cometendo um crime contra a humanidade se ficar em casa.”
Gostei da leitura e da escrita do autor e já quero ler outros livros do autor, apesar de ter gostado desse livro me decepcionei um pouco acho que esperava mais depois que li a sinopse dele, então se forem ler peguem ele sem expectativa para não acontecer o mesmo que aconteceu comigo.
Gostei da capa dele é bem colorida, mas simples,  as folhas são amareladas e as letras tem um tamanho bom. E apesar do nome do livro ser o mesmo nome da coluna do protagonista, ele acaba trazendo poucas partes da coluna do Doug , acho que são só umas três colunas escrita por ele que aparece e penso que deveriam ter colocado mais algumas.

SORTEIO:

  • Comentar sobre a postagem
  • Deixar o E-mail no comentário
  • O Ganhador tem até 48 horas para responder o e-mail.


a Rafflecopter giveaway
Comentários
14 Comentários

14 comentários:

  1. Gostei do nome do livro, da capa e do enredo. Me pareceu ter bem o tom de comédia. Gosto muito de protagonista masculino, coisa raro hoje em dia, fora um ou outro autor, como o Nicholas Sparks. Fiquei curiosa com o livro e se der lerei.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Parece ser ótimo, adorei a dica e o post. Beijinhos
    http://ficaantenada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. fiquei curiosa para ler, parece ser bom! E protagonista masculino? tanto tempo não leio algo assim hahah
    www.nataliaterra.blogspot.com.br
    natalia.terram@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Protagonista masculino? Saudades de ler um livro assim haha Gostei demais da resenha, você escreve muito bem e essa capa :0 é muito lindaaaaaaa!
    Participando do sorteio!
    mesquita951@gmail.com

    http://criativosounao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Adorei. Já gostei pelo título haha. É difícil achar um livro com protagonista masculino, costumo ver só em alguns livros do Nicholas Sparks. Quero ler esse!

    http://www.mayaravieira.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie tudo bem?
    Eu gostei bastante da sua resenha, porém não me interessei pela leitura :/
    bjus.

    http://magisbook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise! Tudo bem?

    Adorei a resenha! Eu não conhecia o livro, mas parece muito bom! Acho que vou participar do sorteio, haha.

    Parabéns pela resenha! Gostei bastante!

    Abs,
    http://leiturasilenciosaoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. TO DOIDA pra ler esse livro e vou parcipar com certeza do sorteio, quem sabe não dou sorte?
    Gostei bastante da resenha!!

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  9. Estou doida para ler esse livro, Denise!
    Do autor eu comprei o Tudo Pode Mudar, mas ainda não li.
    Parece ser bem diferente e interessante. Adoro o título, tão franco!
    Participando!

    Participando do sorteio!
    tecamachado@gmail.com

    Beijoooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  10. Ameeei seu blog, to te acompanho.. Me acompanha também, tõ começando agora.. http://istoretto.blogspot.com.br/
    beeeijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu já conhecia esse livro, quase comprei ele uma vez. Gostei da resenha, e apesar de não ser uma história que chame tanto a atenção, parece ser um livro ótimo pra passar o tempo.

    Vou participar da promoção!
    feer.x3@hotmail.com

    Beijos, Fer.
    http://viciosemtres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá! Acho que nunca tinha ouvido falar nesse livro até agora, ele parece interessante, mas acho que eu não gostaria de lê-lo.

    http://www.whoisllara.com/2015/02/como-ser-saudavel-na-escola.html

    ResponderExcluir
  13. Tenho grande interesse por esse livro, mas sei também que não posso ter grandes expectativas. De qualquer forma, acho que pode ser uma boa leitura.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  14. É a primeira resenha do livro que leio e olha, eu gostei. Imaginava um livro mais de comédia, não sei porquê, mas o enredo parece ser interessante. Gostei dos quotes que escolheu.

    ResponderExcluir