[Música] Trilha Sonora:


A esperança é uma ave que pousa na alma, canta melodias sem palavras e nunca cessa. (Emily Dickinson)

[Resenha] Extraordinário:

Título: Extraordinário
Autor: R.J. Palacio
Páginas: 318
Skoob: Link

Sinopse:  August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso ele nunca frequentou uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros. Narrado da perspectiva de Auggie e também de seus familiares e amigos, com momentos comoventes e outros descontraídos, Extraordinário consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos, família, amigos e comunidade - um impacto forte, comovente e, sem dúvida nenhuma, extraordinariamente positivo, que vai tocar todo tipo de leitor.
Opinião:
Esse livro é muito bom mesmo, não sei nem como vou expressar direito minha opinião sobre o livro.
Via um monte de pessoas falarem bem desse livro e ficava só na curiosidade, mas agora simplesmente devorei o livro, não conseguia parar de ler.
August tem o rosto deformado, nunca foi a escola, mas sua mãe aparece com uma novidade e pretende colocar ele na escola, para estudar o 5º ano, ele não precisava ir, mas aceitou. Na escola August passa por uma situação difícil, as pessoas olham assustadas para ele e não querem nem chegar perto como se ele foce uma praga e tem um pior inimigo que é o Justin um garoto rico da sua classe que odeia ele e acaba colocando até Jack o melhor amigo de August contra as pessoas.
Mais uma coisa muito interessante no livro, foi a forma que as pessoas foram aprendendo a conviver com o August, alguns até não gostavam dele, mas se acostumaram, a evolução de August também é boa, antes ele era só o menininho da mamãe, mas se tornou um aluno, amigo de Jack e Summer.

"Quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil."

[Parceria] Darlan Hayek Soares:

Hoje venho falar da mais nova parceria do blog com o autor Darlan Hayek Soares.

Darlan Hayek Soares, Nascido em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, no dia 14 de outubro de 1982, escritor e poeta, autor de dois romances independentes; Um inverno me esfria, e, Depois da última lágrima, Lançados em 2008 e 2009 respectivamente, tendo suas edições esgotadas. Autor do blog docepoetica.blogspot.com onde publica poesias, foi classificado entre os melhores escritores com o soneto intitulado Amando à quem se escolheu amar, sendo convidado a participar da coletânea de sonetos pela livraria Litteris em 2008. Por favor, não deixem a dor regressar é seu terceiro romance. Atualmente trabalha no projeto de seu próximo romance intitulado Uma vida por cinco vidas, onde retratará a vida de uma mãe abandonada pelo companheiro junta às cinco filhas.

 Sinopse: O Menino que Colecionava Sonhos conta a história de Antony, um garoto de oito anos, pobre, que sofre com o alcoolismo da mãe, Sophia, e a humilhação dos colegas de escola. Amigos ele só tem um, Tommy, um garoto que assim como ele sonha em ser feliz. Antony não tem brinquedos e nem perspectivas, mas ele tem um ótimo coração e a pureza que só as crianças têm. A mãe um dia lhe disse que ele não deveria se preocupar em realizar seus sonhos e sim ajudar as outras pessoas a realizarem os seus. E por que não? Antony descobre que ajudar aos outros pode ser muito mais divertido que ele pensara, e descobre que ver as pessoas felizes é a melhor maneira de sentir-se feliz. Venha aprender como ser feliz fazendo os outros felizes. Aprenda com Antony lições de amor, companheirismo e dedicação. Um livro emocionante, capaz de mudar o mundo em que vivemos. 
Leia o primeiro capitulo aqui: O menino que colecionava sonhos 

Onde Comprar:

Redes Sociais:

[Resenha] His Eyes:

Título: His Eyes
Autor: Reneé Carter
Páginas: 146
Skoob: Link

Sinopse: Amy está a ponto de se formar no colégio quando encontra um anúncio para cuidar de crianças durante o verão. Não tinha ideia de onde estava metendo-se. Seu novo trabalho era cuidar de Tristan Edmund, um garoto sexy e rico de sua idade… e que recentemente ficou cego. Tristan não está interessado em aceitar sua ajuda. Isso é o que ele pensa. Desde que perdeu seu pai e ficou cego em um concurso de salto a cavalos, Tristan passa os dias na escuridão, negando-se a aceitar sua deficiência. Para seu desgosto, Amy entra em sua vida e o arrasta para a luz. Mas quando os dois começam a sentir algo um pelo outro, a linda ex-namorada de Tristan aparece. Será muita tentação, ou Tristan será capaz de escolher a única garota que realmente o vê?
Opinião:
Amy precisa de um emprego para conseguir ir para a faculdade que deseja, então ela resolve trabalhar de babá, mas o que ela não esperava era trabalhar para uma família rica cuidando de um garoto cego e da sua idade.
No começo Tristan não aceita uma babá, mas ele fica amigo da Amy e traz alguns momentos legais, eles começa a se aproximar e se apaixonam, mas no meio desse caminho existem duas pedras, primeiro ela trabalha para ele e segunda a ex-namorada de Tristan chega para um visita fingindo que o termino deles nunca aconteceu, uma modelo mimada e metida.
Um livo clichê em que a única diferença ele é cego, gostei do do livro ele é bem rápido e a leitura é tranquila. E com alguns personagens me conquistaram.
Amy é filha de um advogado e uma hippie, a mãe dela sofre bastante porque o filho mais velho dela abandou e nunca mais voltou em 10 anos. Amy é a única que sabe onde o irmão dela está, ela também sonha em fazer jornalismo. Sinceramente não odiei e nem amei a personagem foi uma pessoa morna, nada de mais.
Já o Tristan bonitão, mimado e que não se conforma de ter ficado cego e não que se adaptar, mesmo me estressando com ele, até que me gradou.
O personagem que mais gostei foi o irmão mais novo do Tristan, Chris um pestinha que fofocava tudo para seu irmão e começou a se apegar com a Amy.
Esse livro não foi publicado no Brasil, achei ele traduzido pelo português de Portugal. His Eyes ´um livro bom para passar o tempo, mas não chega ser grande coisa.

"— Amy, tinha razão... Sobre tudo. Estava sendo um covarde. Pensei que só me sentaria e deixaria que a vida acontecesse para mim, deixaria que a Lexus me usasse. E, não era justo para você. Eu... Eu sei que uma rosa não reconcilia, mas... desculpe. "
"Tudo parecia muito mais... claro. Eu sabia o que tinha que fazer: tinha que renunciar." 

[Série] Finding Carter:

 Sinopse: A protagonista da série é Carter, uma jovem adolescente cuja vida é virada de cabeça para baixo quando ele descobre que a mulher que ela pensava ser sua mãe, Lori, a havia sequestrado quando era uma criança. Agora, Carter retorna à sua família biológica e deve navegar através de sua nova vida, enquanto tenta se encontrar com Lori.
Elenco: Kathryn Prescott, Cynthia Watros, Alexis Denisof, Anna Jacoby-Heron, Zac Pullam, Jesse Carere, Milena Govich , Stephen Guarino, Jesse Henderson , Eddie Matos, Vanessa Morgan , Caleb Ruminer, Alex Saxon.

Opinião:
Bom comecei a ver a série por dois motivos primeiro porque a  Kathryn Prescott é a protagonista e segundo o trailer chamou muito a minha atenção.
Somos apresentados a história de Carter, sua família era apenas ela é sua mãe, mas tudo mudo nó dia que ela vai presa e seus dados batem com o de uma criança sequestrada a um tempo atras. Ela descobre que não é filha de Lori e que tem outra família com uma mãe policia, um pai escritor, uma irmã gêmea que não é idêntica e um irmão mais novo.
Ela sé vê obrigada a ir morar com pessoas que não conhece, ir para uma escola nova e uma cidade diferente longe de seus amigos e da pessoa que ela ama a sua mãe de criação que está sendo procurada pela policia.
Ela se da bem logo de cara com o seu irmão mais novo e  com o seu pai, além disso mesmo brigando um pouco ela se da bem com sua irmã. A única que ela não suporta é sua mãe e faz de tudo para perturbar ela.
Nessa nova vida ela também conhece novos amigos e traz um do seu passo.

[Resenha] A Fada:

Título: A Fada
Autora: Carolina Munhoz
Páginas: 224
Skoob: Link
Sinopse:  Alguns jovens ganham presentes caros, passagens aéreas ou festas surpresa em seus aniversários de 18 anos. Melanie Aine ganhou o falecimento do pai, uma estranha tatuagem e a descoberta de que não era um ser humano. Como se tudo isso não fosse suficiente, Melanie ainda descobriu, por detrás da enevoada e mística cidade de Londres, um mundo fantástico que até poderia ignorar, se não fosse parte importante dele. Um legado que traz com ele diversas tragédias e problemas pessoais ao qual ela não espera se adaptar, mas não sabe se terá opção. A única parte recompensadora parece ser seu encontro com um homem misterioso, oriundo de uma família bruxa poderosa, cuja relação caminha em uma linha bamba e tênue que separa afeto e fúria. Um afeto que pode levá-la à transcendência e à vida eterna. Uma fúria que pode conduzi-la a morte e ao esquecimento. 
Opinião:
A fada mais um livro da Carolina Munhoz que me conquistou, já tinha lido o Inverno das fades e gostei muito.
Nesse livro somos apresentados a Mel, uma garota de 18 anos solitária. Seu pai morreu, sua mãe foi para outra dimensão mesmo sendo humana e ela descobriu ser a Princesa das Fadas e que seu Pai era o rei. Ela se vê sem família e ainda tem que descobrir qual é a sua missão para viver no mundo das fadas.
Em uma conversa com os seus dois amigos, eles falam para ela ir para a floresta, pois pode acabar ajudando ela, em um minuto Mel está na cidade das fadas, outras já está no mundo real na cama de um desconhecido, pois ela foi atropelada por ele que levou ela para a casa.
O home é Arthur um bruxo que não acreditava muito em fadas apesar das historias que sua mãe contava, ele passa a ser amigo de Mel e os dois ficam morando na casa dele. A Atração deles é forte, eles não resistem e acabam se entregando a paixão e com isso Mel vai descobrindo um pouco mais sobre  a pessoa que ama, seu passado e sua missão.
Melaine entende qual é sua missão, mas não é o que pensava e ela teria que abrir mão de algumas coisas.
"- Lágrimas significam mil palavras não ditas. Mil amores não amados. Mil vidas não vividas."

Novas Cores


Novas Cores, como não to conseguindo aprende a fazer Layout, estou usando a mesma base e mudando as cores. O Banner mantive o mesmo do anterior só alterei as fontes, até fiz uns diferentes aqui mais não gostei. Ando sem ideias então vai esse mesmo.
A outra cor já estava me estressada, gostei muito dessas novas cores, espero que gostem..


Quote do Dia:
"As pessoas só observam as cores do dia no começo e no fim, mas, para mim, está muito claro que o dia se funde através de uma multidão de matrizes e entonações, a cada momento que passa.
Uma só hora pode consistir em milhares de cores diferentes.
Amarelos céreos, azuis borrifadas de nuvens.Escuridão enevoadas.
No meu ramo de atividade, faço questão de notá-los."(A menina que roubava livro)

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.