15 de setembro de 2014

[Resenha] Something, Maybe:

Título: Something, Maybe
Autora: Elizabeth Scott
Páginas: 170
Skoob: Link

Sinopse: Todo mundo acha que seus pais são embaraçosos, mas Hannah sabe que supera todos. O pai dela fez fortuna mostrando garotas bonitas - e seu estilo de “festa” – por toda a internet, e a mãe dela, que uma vez foi uma das namoradas do pai dela, é agora a estrela de seu próprio site. Depois de ganhar o tipo errado de atenção por muito tempo, Hannah aprendeu como ficar fora de vista... Assim é como ela gosta. É claro, que ser desconhecida não a esta a ajudando a ser notada pelo lindo e seguro Josh, quem Hannah tem certeza que é sua alma gêmea. Entre tentar descobrir um jeito de fazer ele notá-la, lidar com os pais dela, e imaginar por que ela não consegue parar de pensar sobre outro garoto, Finn, Hannah sente como se fosse ficar louca. Ela está determinada a fazer as coisas saírem do jeito que ela quer... Só que o que ela quer talvez não seja o que ela precisa.

Opinião:
Estava procurando uns e-books para ler rápido e eu achei esse, pelo que vi ele não foi publicado no Brasil. 
Hannah uma é garota comum e gosta de ser invisivelmente, mesmo para Josh o garoto na qual ela é apaixonada, eles trabalham junto e estudam. E tem o Finn que sempre conversa com ela no trabalho, mais ela continua a negar o que sente, além disso sua mãe é uma mulher que fica quase pelada na internet em seu site e muitos não gostam dela por conta disso.
Esse é daqueles livros bom para se passar o tempo com uma história leve e com poucas páginas para se ler, mas a história sobre a vida de Hannah segue uma rotina Escola, Trabalho, conversa com  sua amiga Teagan e casa, ela só sai dessa linha quando vai visitar o seu pai em New York o famoso  Jackson, um homem de 70 anos que tem um site e vive em uma casa com várias mulheres.
Hannah sempre foi apaixonada por Josh porque ele parece ser um cara que toda garota quer, mas do outro lado tem o Finn um garoto desleixado, mas que ela sente o coração acelerar quando vê ele.
Inclusive sua amiga  Teagan acredita que ela goste do Finn, mas ela nega.
Josh começa a se aproximar dela, mas ela não poderia imaginar o motivo dessa aproximação, depois de se decepcionar com Josh ela vai direto para o trabalho onde rola um clima com Finn.
Não sei como ela gostava do Josh ele me dava nos nervos, por aparentar ser perfeito, que é uma pessoa que pensa em que precisa " Ele só fala", mas aparenta que não realiza nem metade sobre o que defende, ele nem conhece a Hannah direito e ela acha que ele sente algo só porque deu umas bobagens para ela.

"Eu quero ser feliz, me apaixonar – ser de verdade – mas eu sei, da mamãe, que é muito para se pedir. Demais, talvez. "

Já o Finn o leitor sente que ele não que ser perfeito, que nem liga muito para isso e desdo começo da para saber que ele é apaixonado pela Hannah, fica vermelho, sempre compra comida que ela gosta, desvia de assuntos que não agradam ela. Achei ele um fofo e depois que ele deu de presente algo romântico para ela, me apaixonei mais ainda pelo personagem.

A Hannah é uma personagem que me estressou um pouco por não ver os sentimentos de Finn, mas ela é amora se preocupa com sua mãe e sofre pelas mentiras de seu Pai. Ela não gosta de se arrumar muito sempre usa roupas largas com medo das pessoas acharem que ela é igual a sua mãe e seu Pai.
Uma pessoa que não posos esquecer de falar é da Candice mãe da Hannah é uma mulher diferente, seu marido morreu a anos e ela ainda sofre por isso e sempre finge estar feliz, mas a Hannah sabe quando ela realmente está alegre, ela sustenta as duas tirando a roupa ( não ficando pelada) em um site e se  veste de uma forma sex e isso acaba deixando a Hannah um pouco com vergonha, mas ela ama a mãe dela e não liga por sair com ela do jeito que se veste.
È uma história legal, não é aquela maravilha nem  nada, mas se você que se distrair um pouco depois de um dia chato ou de um livro mais pesado,   Something, Maybe é uma boa opção.

"E então eu vou para cama, porque José estava certo sobre uma coisa. O sol vai nascer amanhã. Ele sempre nasce, e todos os desejos do mundo pelo jeito que as coisas eram, ou pelo jeito que elas poderia ter sido, não vai mudar isso. Isso não muda como as coisas são. "


Créditos da Sinopse: Aqui
Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Oi Denise,
    Tudo bom?
    Te encontrei lá no blog Resenhas Teen da Nay e vim te conhecer. Sou autora do livro Vingança Mortal e queria te convidar a visitar meu blog e verificar as parcerias que abri para fazer com o livro. Vou adorar te receber por lá.
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2014/09/vinganca-mortal-parceria-com-blogs-e.html
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise!
    Esse livro não chamou minha atenção.
    Não o leria, no momento.
    Beijos
    Construindo Estante

    ResponderExcluir
  3. que pena que não foi lançado no Brasil seria ótimo, queria mt ler

    byanak.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O livro em si, parece ser bem interessante. Irei procurá-lo, obrigada pela dica! Beijoss

    http://papocomestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. O livro em si, parece ser bem interessante. Irei procurá-lo, obrigada pela dica! Beijoss

    http://papocomestilo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    Parece ser bom, uma pena não terem lançado no Brasil
    Beijos

    http://leituradelua.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Conhecendo esse livro agora, gostei da resenha ;)
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Nossa, achei essa história muito diferente. Coitada da Hanna ahuahua Vou colocar esse livro na minha listinha pra 2015 kkk Bjss

    http://www.mayaravieira.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Acho que já ouvi falar desse livro, ou pelo menos vi a capa e título apenas. Parece ser bem legal, gostei da história :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir