17 de julho de 2014

[Resenha] Mulher de Neve:

Título: Mulher de Neve
Autora: Lenna Lehtolainen
Páginas:320
Editora: Vestígio
Skoob: Link

Sinopse: No coração de uma floresta selvagem do sul da Finlândia, em uma magnífica mansão, Elina Rosberg fundou um centro de terapia para acolher mulheres com os mais diversos problemas. Isolado da cidade, o local proíbe a entrada de homens. No dia seguinte ao Natal, o corpo de Elina é encontrado na neve, com o rosto coberto pela geada. Acidente? Assassinato? Na lista de suspeitos estão as mulheres presentes no momento da tragédia, como a jovem mãe de nove filhos, membro de uma seita religiosa, e uma stripper do bairro boêmio de Helsinque. Um poeta em voga, com quem Elina mantinha um relacionamento, parece ter algo a esconder e também está entre os suspeitos. Está nas mãos da inspetora Maria Kallio desvendar esse crime, mas ela passa por um momento difícil: recém-casada, sofre de náuseas e de um estranho cansaço, e ainda tem de lidar com as constantes ameaças que recebe desde que se envolveu na investigação. Ela, porém, não se deixa abater e mergulha de cabeça. A tensão, que cresce a cada página, faz deste romance policial um suspense garantido até o último momento

Opinião:
Esse é o primeiro livro que recebo em parceria com uma editor, esse é da editora Vestígio, gosto de historias Policiais.
Maria Kallio é uma policial recém casada, ela e uma mulher forte e decidida não se deixa abalar por qualquer coisa e gosta de impor respeito. Ela foi convidada a dar uma aula sobre defesa pessoal na mansão Rosberg onde mulheres procuram apoio e homens são proibidos de entrar, a dona da Mansão Elina Rosberg. Chega a época das festas de final de ano, mas especificamente o Natal, Elina some logo após a festa de Natal e a tia dela Aira liga para Maria falando que Elina desapareceu, mas como para adultos o tempo para dar queixa do desaparecimento, não podia ir direto na delegacia..
Os dias passam, quando a investigadora Maria é chamada para um ocorrência em que foi encontrado um corpo, ao chegar ao local ela confirma era Elina Roseberg.
Elina era uma mulher muito conhecida e ajudava muitas pessoas, por isso existe muitos suspeitos, mais nenhuma forma de incriminar alguém porque a neve apaga os vestígios.
" Não conseguia ignorar uma antiga regra de ouro da polícia: quanto mais tempo uma pessoa fica desaparecida, menos chance temos de encontrá-la viva."

 Maria entra fundos nas investigações e começa a realizar os interrogatórios, mas nesse meio tempo um criminoso perigoso foge da prisão, deixando Maria e seu companheiro de trabalho Palo preocupados já que tinham sidos ameaçados e ainda por cima, algo que ela não esperava, estava gravidá.
Conforme foi investigando , foi entrando mais fundo na historia com um final surpreendente, depois de algumas coisas que foram descobertas eu até imaginava quem poderia ter sido, só que não sabia o nome da pessoa. Imaginei que esse crime estava ligado  a uma vingança do passado e acertei (vocês vão entender se lerem o livro).
Sobre Maria, achei uma personagem esperta e forte, mas um pouco fria tudo bem que ela é uma policial, mas não consegui engoli a forma que ela descobriu a gravidez.
" Ao formular em voz alta, o que repeti em minha cabeça durante todo o trajeto, senti, que começava a desmoronar.
Estava com vontade de chorar, de gritar, mas o frio tinha solidificado minhas lágrimas, em alguma parte no fundo de mim, e um nó na minha garganta me impedia de emitir o mínimo som."
 Milla, Johanna, Ninna, Aira e o namorado de Elina Joona Kirstilla todos faziam parte da lista de suspeitos, achei todos os personagens interessantes, mas os que me agradaram mais foram a Maria e a Johanna.
Também achei a maioria dos personagens frios com exceção de Joona.
A capa desse livro é muito bonita, só uma coisa que me incomodou um pouco na escrita da autora, as vezes gosto de ler até o ponto final dependendo do livro, para  parar e tenta entender os capítulos quando é mais intenso e tinha capitulo que o ponto só aparecia no final e meio que tornava essas partes cansativas.
Mas em geral é um livro surpreendente, adorei conhecer essa autora e a Personagem Maria esse é o livro 02 que traz essa personagem e eu já quero ler o livro 01, mas pelo que percebi não precisa ser lido na ordem.
Livros assim mexe com sua cabeça porque você imagina que foi tal pessoa que matou por conta do passado, mas ai aparece pistas diferentes que te levam a outra.

"Mas e os policiais? Eu tinha o hábito, frequentemente com sucesso, de transformar meu rosto em uma máscara impassível, toda vez que uma pessoa que eu estava interrogando começava a chorar ou a tornar-se violenta. Tinha visto muitas pessoas tentarem escapar de perguntas delicadas se derramando em lágrimas, ou amolecer o coração feminino que eles imaginavam que eu tinha."

Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Nossa flor! Parece incrível! Amei a resenha!

    Bjaum lindona!

    Aline Laitarte - www.bomboneca.blogspot.com / Canal: Aline Laitarte Bomboneca

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise, tudo bem?

    Eu tb adoro policiais. Tenho lido muitos esse ano =D. E também sou como vc na questão do ponto. Não gosto de capítulos longos, prefiro menores que tenham uma pausa pra eu poder respirar =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oii,

    Eu adoro livros policiais que nos faz querer descobrir as coisas *-*
    Adorei a resenha :)
    Beijinhos,
    entrechocolatesemusicas.blogspot.com.br
    EC&M

    ResponderExcluir
  4. Oie Denise =)

    Eu até gosto de livro policiais, mas faz um bom tempo que não leio um que seja bom de verdade sabe.

    Gostei da premissa de "Mulher de neve", se tiver oportunidade vou ler ele com certeza!

    Beijos e um ótimo final de semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  5. Gosto dessa 'confusão' do livro, quanto mais surpreendente melhor né? Quero ler!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Capítulos pequenos leva a leitura muito mais a frente neste quesito Brown soube utilizar bem. Sobre este livro ainda não o conhecia mas se tratando de policial/suspense já me agrada!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise!
    Eu gosto bastante de livros policiais, principalmente do tipo em que a gente fica tentando adivinhar o culpado antes do final. Parece ser um livro bem interessante!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Não conhecia esse livro, mas sua resenha me chamou a atenção! Parabéns!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Muito interessante a sua resenha, eu ja tinha lido algo sobre esse livro, achei até legal.

    Mixação | Um blog teen para quem pensa mix.

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia esse livro
    Mas parece ser bem interessante
    E é uma pena a leitura ter sido um pouco cansativa
    Já estou seguindo ;)

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Denise, tudo bem?
    Eu gosto de livros xom essa temática. Me parece ter um enredo bem instigador. Dica anotada.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir