25 de abril de 2016

[Resenha] A espada do verão - Rick Riordan:

Título: A espada de verão
Autor: Rick Riordan
Páginas: 448
Livro: #1 - Magnus Chance e os Deuses de asgard
Skoob: Link

Sinopse: Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida... A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, lutando para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph - um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico. As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve ir em uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. A espada do verão é o primeiro livro de Magnus Chase e os deuses de Asgard, a nova trilogia de Rick Riordan, agora sobre mitologia nórdica.
Opinião:
Desde que a espada de verão foi lançada estava curiosa para ler, gosto da escrita do Rick, mas não me agradou tanto.
Esse livro envolve a mitologia nórdica e tem como protagonista Magnus Chance e que coincidentemente é primo da Annabeth que faz parte dos livros do Percy Jackson, mas logo nas primeiras páginas dessa história o protagonista morre, isso mesmo ele acaba morrendo em uma 'batalha" no dia do seu aniversário de dezesseis anos e acaba indo parar em um lugar que é tipo um Hotel chamado Valhala e conhece outros "mortos" que são conhecidos como einherjar e ele também é um agora, todos estão se preparando para o Ragnorok (fim dos tempos) e nesse local ele também conhece as Valquirias que são jovens que ajudam os eigherjar e que também escolhe quem vai para o Valhala e uma dessas Valquirias é a Sam filha de Loki e por conta do seu pai, o pessoal acaba não confiando nela e na primeira chance mandam a garota embora.
Depois de alguns acontecimentos Magnus descobre que tem que encontrar a espada de Frey, a espada que ele tinha encontrado e se perdeu novamente, pois se não achar o Ragnorok pode ser adiantado e de uma forma ele acaba fugindo do hotel junto com os seus amigos de rua que ele descobre que são um gigante e um anão, mas que eles podem ter o mesmo tamanho de pessoas normais e são eles o Hearth o  que é mudo e sonha em ser um mago e Blitz o anão fissurado em moda , então eles juntamente com a Sam precisam achar a espada e evitar que o lobo seja solto.

"- Sim, mas isso foi escolha dos deus, não minha. A questão do destino, Magnus, é a seguinte: mesmo que não possamos mudar o cenário, nossas escolhas podem alterar os detalhes. É assim que nos rebelamos contra o destino, como deixamos nossa marca."

Eles precisam encontrar uma ilha e colocar uma corda/corrente nova para prender o lobo já que a antiga está perdendo os poderes, mas para conseguir todos os matérias que precisam e achar a ilha precisam prestar pequenos favores para os deuses até conseguirem chegar ao objetivo, mas esses favores podem acabar sendo um perigo para eles.
Bom é difícil não compara esse livro com percy jackson, pois possuem elementos muito parecidos, como nas missões que eles enfrentam muitas situações perigosas e a parte de prestar favores para os deuses e eu juro pensei que a espada ia ser transformada em uma caneta, mas acho que o personagem só deu essa ideia porque o autor queria fazer referência aos outros livros e confesso que esse livro não me pegou tanto na leitura, demorei uma semana para ler ele e demorei para pegar o ritmo na leitura, já que os personagens não me cativaram logo de cara e a história parecia que ficava rodando em círculos, mas mesmo assim curti a leitura.
Magnus é um jovem que viveu nas ruas após a morte de sua mãe e as coisas mudaram muito rápido para ele , acaba descobrindo que é filho de Frey que é o deus da primavera, ele não é um guerreiro de combate corpo a corpo, só que Magnus tem poderes, além de se curar rápido e isso é de uma grande ajuda, fora que a espada dele tem vida e conversa com ele, então o jovem teve que aprender a ter uma boa relação com a espada para que trabalhassem juntos.
A Sam é uma personagem que curti, ela mesmo sendo filha de Loki tem uma filosofia diferente da dele e ajuda muito o pessoal nas missões, ela é uma personagem que quero conhecer mais sobre, mesmo tendo curtido a personagem, senti falta de uma presença mais forte nela. 
Agora adorei o anão com senso de moda o Blitz e ele sempre dava um jeito de aparecer com um visual impecável e funcional, o sonho dele é ter uma loja de moda e ele é filho de Freya e pode se dizer que é um parente de Magnus. Já o Hearth fala apenas por sinais, mas sempre que precisa gasta suas forças para ajudar os amigos, achei ele um personagem bem legal.

!Disseram que todo mundo sonha, que eu só não lembrava dos meus. Mas afirmo: dormir para mim sempre foi como estar morto. Até eu estar mesmo morto. Aí, sonhei como uma pessoa normal."
Apesar de não ter achado uma grande leitura eu pretendo continuar lendo os livros, pois gosto de histórias que envolvem mitologia e quem sabe no próximo a leitura me cative mais, inclusive o nome do segundo livro é O martelo de Thor e que por sinal o Thor aparece nesse livro e se mostrou um viciado em séries. apesar de ser um livro sobre mitologia espero que nos próximos o Rick utilize de elementos diferentes dos livros anteriores e posso dizer que até fiquei confusa em algumas partes, ainda bem que ele tem um glossário. 
Agora a edição está muito bem feita como sempre e eu achei a capa muito bonita, o livro tem folhas amareladas e um bom tamanho de fonte, agora o que não me acostumei achei os títulos dos capítulos estranho,  mas emfim isso é o de menos, agora resta esperar o lançamento do segundo livro dessa série.
Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Que pena que você não tenha gostado tanto do livro, mas, continue sim lendo os livros :)
    Também gosto bastante de mitologia e provavelmente eu leia os livros.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie Denise =)

    Do Rick ainda não terminei de ler nem a série dos Olimpianos e confesso que foi por preguiça rs...
    Uma pena você não ter curtido tanto a leitura desse livro, mas infelizmente as vezes acontece.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Ah, que pena que não gostou, Denise! Eu adoro o Riordan, eu o acho um cara brilhante e sua narrativa é muito gostosa. Vai ver nos próximos livros as coisas fiquem mais animadas e façam mais sentido, né?

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise!
    Nunca li os livros do Percy Jackson, mas tenho curiosidade.
    Pena que esse livro não foi tão bom, vamos ver se no próximo livro melhora!

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  5. Oi, Denise, tudo bem?

    Eu não curto muito o trabalho do Rick, sabe? E também não curto muito mitologia, então são dois agravantes. Eu não sei qual é o meu problema com o autor, eu simplesmente não vou com a cara dele! hahahah
    Uma pena que você não tenha achado uma grande leitura. Espero que os próximos te impressionem mais! :D

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
  6. Oi Denise!

    faz tempo que não leio nada do Rick, mas acho que só leria por causa por causa do parentesco do personagem com a Annabeth rsrsrs E eu tb achei a capa linda!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi, Denise!
    Que bad que você não gostou. Eu curti muito essa nova história. O Magnus é uma graça. Estou ansiosa pelos outros.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  8. Oii,
    Amei o livro e a resenha! Já amei-o só por essa capa linda.
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise!
    São quase 500 páginas, né? Bem grandinho...
    Eu nunca li nada desse autor, mas também não foi dessa fez que fiquei interessada, acho que devido a não curtir muito mitologia. Mas gostei muito de saber sua opinião sobre a leitura.

    Um beijo,
    http://helendutra.com/

    ResponderExcluir