22 de janeiro de 2015

[Resenha] Cidade de Papel:

Titulo: Cidade de Papel
Autor: John Green
Páginas: 344
Skoob: Link

Sinopse: Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margot, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margot. Um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.

Opinião:
 Depois de tanto ler resenhas negativas e positivas desse livro, consegui comprar meu exemplar para tirar minhas conclusões.  A resenha vai ser mais básica já  que existe milhares de resenhas sobre ele. 
Quentin é um garoto nerd que sempre foi apaixonada pela Margo sua vizinha e ex-amiga de infância, ela era o assunto  que ele mais gostava de falar. Uma noite dessas Margo entra em seu quarto e o convida para uma noite de aventura, depois de se vingarem de umas pessoas e invadirem alguns lugares Q fica imaginando como sera no dia seguinte na escola, se que margo some e isso já é algo que todos estão acostumados, mas Q acredita que Margo deixou algumas pistas para ele encontrar ela e junto com seus melhores amigos Ben e Radar eles entram nessa jornada para desvendar as pistas e encontrar Margo.
"Quanto mais eu trabalho, mais percebo que os seres humanos carecem de bons espelhos. É muito difícil para qualquer um mostrar a nós como somos de fato, e é muito difícil para nós mostrarmos aos outros o que sentimos."


Cidade de Papel é daqueles livros ou você gosta ou odeia, recebi comentários de pessoas que recomendavam e ouras não, ou seja, você gosta ou você odeia essa leitura. Eu particularmente gostei dela  e o John Green têm uma escrita envolvente eu só demorei mais para ler porque trabalho e não posso ficar até tarde lendo. Apesar de ter gostado têm alguns detalhes que me desagradaram um pouco, tudo bem que o livro gira em torno do sumiço da Margo e da busca dela por Quentin. Mas o Q parecia não ter vida própria só faltava ele construir um altar para a Margo e quando estava com os amigos dele só sabia falar dela e nem se interessava muito  pelo o que os amigos falavam.
Achei a Margo uma personagem mesquinha, mas essa era a essência dela e a cada pista encontrada descobríamos um  pouco da garota e que a verdadeira Margo não é tão fútil assim, gosta de questionar e era muito inteligente.
Quentin como já disso antes só pensava na Margo, mas no meio desta busca pela garota ele também acaba se encontrando e fazendo coisas fora de seu mundinho como passar a noite em um lugar sozinho e cheio de ratos e enfrentar uma longa viagem com seus amigos e a nova namorada de Ben, Lancy que era uma amiga de Margo. Uma viagem que reforço amizades e que também seria algo definitivo sobre os sentimentos de Q por Margo.
“Fico de pé no estacionamento, me dando conta de que nunca estive tão longe de casa, e aqui está a menina que amo, mas que não posso seguir. Espero que seja esta a provação do herói, porque não ir atrás dela é a coisa mais difícil que já tive que fazer.”
Os amigos de Quentin foram essenciais na história e na busca por margo, eles se aproximaram mais e ainda aprendemos que não podemos querer que nossos amigos sejam parecido conosco e que cada um tem sua essência e temos que saber conviver com isso. A Lacy não parecia ser uma boa pessoa pelo que  a Margo fez nas listas das 11 coisas, mas ela se mostrou ser uma pessoa legal e que se apaixonou pelo bem e não ligava de ficar perto dos amigos dele.
O Livro também ensinou coisas como muitas pessoas nem sempre são elas mesmas na frente de outras pessoas, elas atuam mais que em seu canto elas podem ser como desejam e isso é o que acontece com Margo, exite várias delas, mas ninguém teve a chance de conhecer a verdadeira e quando eles estão atras dessas pistas vão desvendando a verdadeira pessoa por trás de toda a atuação e beleza de Margo.
Cidade de Papel é o que passar de ser mentiras, aparência e passa a existir de verdade e Margo foi por um lugar assim que antes, só existia no papel para descobrir mentiras, mas acabou se tornando algo real, mesmo estando abandonada. E Quuentin também nessa busca se tornou algo uma pessoa verdadeira, enfrentando medos, saindo da zona de conforto e das mesmice que ele gostava, se tornando um garoto real que faz coisas erradas, que larga tudo e sai em uma vigem e que entra em lugares que nunca imaginou.

“E então você me surpreender. Para mim, você tinha sido apenas um garoto de papel por todos aqueles anos: um personagem de duas dimensões no papel e uma pessoa de duas dimensões na vida real, mas ainda assim sem profundidade. Só que, naquela noite, você se provou uma pessoa de verdade. E acabou sendo tudo tão estranho, divertido e mágico que, assim que voltei para meu quarto, senti saudade de você.”
Comentários
13 Comentários

13 comentários:

  1. Não consigo formular uma opinião sobre esse livro, não tenho taaaanta vontade de ler, mas goosto muito do João verde, por isso não consigo me imaginar não gostando de um livro dele hahaha

    http://www.novaperspectiva.com/

    ResponderExcluir
  2. não gosto muito da escrita do John Green, pior q já tentei várias vezes e vários livros :x to apaixonada pelo seu blog, é lindo dms!
    www.nataliaterra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise!
    Eu gostei desse livro do Green, não foi o melhor dele, mas ambém não foi o pior.
    O que mais gostei foram os amigos do Quentin, semdúvidas.
    Mas, o final foi um pouco decepcionante :c
    Beijos

    >> Concorra a um vale presente de R$ 50,00 e R$ 20,00 na promoção 2015 da Sorte. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise tudo bem? Não tenho mt vontade de ler os livros do Green. Comecei a ler ACDE e abandonei e desde então, n me interesso mt pelos livros :(
    O que eu tenho vontade de ler é Quem é Você Alasca. Acho que eu ia me identificar, ahsuahsuahus
    Beijoos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Eu particularmente não gostei do livro, achei muito pardo, principalmente pelo fato do livro só girar em torno do sumiço de Margo.
    http://leit0res.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Depois de ler Quem é voce, Alasca me decepcionei um pouco com o Green, acho que vou ler outra coisa dele sim mas não sei se lerei Cidades de Papel :/
    Beijos
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha!

    Eu quero muito ler esse livro, é um dos livros do Green que estão na minha lista de desejados, eu quero tirar minha proprias conclusões, já li muitas resenhas dele, mas eu quero ler e depois resenhar-ló...

    Parabéns pela resenha!!

    http://lendoferozmente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu não li ele, mais nunca me interessei por ele, acho que só leria se eu ganhasse de presente kk'

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Comecei a ler Cidades de Papel e acabei pulando logo para outro livro. Amo o John Green e não vou desistir de ler mais esse livro, viu?

    Beijos,
    http://leitoraonline.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Também estou no grupo daquelas que gostou da história, não é extraordinário mas valeu a pena ter lido. Mostra como as pessoa nem sempre são o que aparentam e que no fundo todo mundo tem uma personalidade que ninguém conhece. A obsessão do Q pela Margo me irritou mas depois ele aprendeu bastante
    Beijoos,
    Sétima Onda Literária

    ResponderExcluir
  11. Denise este é o único livro do John Green que não tenho, e o que mais quero ler já que vai virar filme hahaha. Preciso providenciar isso logo, ainda mais agora, lendo sua resenha.

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
  12. Oi Denise!
    Preciso ler "Cidades de Papel" e "Deixe a neve cair" pra completar todos os livros do Jonh Green.
    Todas as opiniões que li, dizem que esse é um dos melhores do JG.

    Preciso ler antes de lançar o livro.
    Adorei a resenha, vejo que preciso ler logo hahaha

    Beijos
    ​​​​​​LiteraMúsicas​ | Fanpage

    >>Está rolando o #DPL2015:​ ​​​Desafio Power Literário Vai ficar de fora?

    ResponderExcluir
  13. Sou muito preguiçosa para ler, Mais quando pego para ler tenho que ler o livro inteiro srs !!
    http://caahmyne.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir