Música | Playlist da Semana #145

Hey pessoal, ontem planejava postar aqui, mas passei muito mal mesmo, graças a deus que melhorei, não apareci ontem, mas estou aparecendo hoje, bom estava dando uma olhada na grade da faculdade e esse semestre só vou ter aula 3 vezes na semana e de vez em quando no sábado, acho que estou ansiosa para começar a desenvolver meu TCC.

TOP 5 | Desejados da vez:

Hey pessoal, mais um top 5 da vez, com livros que quero no momento, mas que provavelmente vou demorar para compras. Um dos que mais quero é no meu sonho  te amei, desde que li a sinopse fiquei louca por ele, depois que li uma resenha fiquei mais curiosa ainda, parece ser uma noa leitura. To curiosa também com o construtor de pontes do Markus Zusak, parece ser bom, só que não quero criar expectativas para não correr o risco de me decepcionar quando ler a história.



Na noite da formatura, Vale McKinley sofre um terrível acidente de carro. Junto com ela está Crawford, seu namorado, que acaba entrando em coma. Eles pretendiam aproveitar o verão fazendo planos para a universidade, com um futuro brilhante cheio de possibilidades. Agora, Vale passa longos dias no hospital, à espera de que Crawford acorde. Lá, ela encontra por acaso com Slate Allen, colega de faculdade do seu irmão. O garoto aparece regularmente para visitar o tio, que está internado. Quando se esbarram, Vale não consegue negar a atração proibida entre eles. Ela tenta ignorar seus sentimentos, mas não é imune ao charme de Slate. Aos poucos, os dois se aproximam. Depois de muito relutar em sair do lado de Crawford, Vale cede aos apelos da família e vai para universidade, pensando que o namorado gostaria que ela tocasse a vida. Só que agora a garota está no território de Slate e a história dos dois vai sofrer uma grande reviravolta.

 Quanto tempo é necessário para esquecer o grande amor da sua vida? E para perdoar? Stephenie tinha duas únicas certezas ao colocar os pés de volta à pequena cidade onde crescera: seis anos depois, é claro que ela tinha superado e curado o coração partido e, além do mais, ele não estaria lá. Naquele Natal, ela finalmente estava pronta para o regresso ao lar da família que a acolhera e a quem devia tudo. Ela não esperava pelo reencontro. Brandon, o filho do meio de sua família adotiva e com quem viveu um romance avassalador no passado, estava ainda mais irresistível. E ela definitivamente não estava preparada para o despertar de tantas lembranças ou que seu coração fosse perder o compasso por sentimentos contraditórios e um tanto quanto vertiginosos que pensara há muito ter enterrado. Pode o amor superar as dores do passado? Ele sabia que não era por acaso que seus caminhos se cruzaram novamente, e não estava disposto a deixar escapar a única oportunidade de corrigir os eixos de suas vidas. Ela não fazia ideia de que seria tão difícil lutar contra a atração. Sequer que precisaria tentar. Nesse duelo entre a razão e a emoção, qual dos dois lados falará mais alto? Descubra se o amor receberá uma segunda chance nesse intenso romance que aconteceu... Enquanto nevava.

Resenha | Namorado de aluguel - Kasie West

Título: Namorado de Aluguel
Autora: Kasie West
Páginas: 250
Nota: 3,8/5
Skoob: Link

Sinopse: Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela — apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley.  O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele — apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas.  E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.  Inteligente e maravilhosamente romântico, Namorado de aluguel retrata a jornada inesperada de uma garota para encontrar o amor — e possivelmente até a si mesma.

Opinião:
Como estava meio travada na leitura, comecei a ler um outro livro, mas como eu assisti o filme do livro que estava lendo e sabia o final ai estou enrolando para ler ele, então optei por algo mais leve e aproveitei que estava curiosa para ler esse. 
Bom Namorado de Aluguel conhecemos Gia, uma garota que acaba sendo abandonada pelo namorado preste a entrar em um baile e para não passar por mentirosa acaba pedindo ajuda de um garoto no estacionamento para fingir ser namorado na festa, só que depois dessa mentira algumas coisas começam a desandar, porque o tempo vai passando e ela ia ficando sem coragem de contar a verdade.
Percebe-se que a protagonista estava sentindo-se meio perdida e até sobrando no meio de suas amigas, pois sempre tinha que estar provando algo à elas, principalmente  por conta da Jules, uma garota chata que sempre estava querendo destruir a amizade de Gia com suas amigas, sem ela ter feito nada.
Nesse meio tempo acaba se aproximando de Bec, a irmã do garoto que fingiu ser seu namorado no baile, e com ela conhecemos uma Gia mais verdadeira e leve, além disso ela começa a pensar em seus sentimentos a respeito da família e dos amigos. Eu gostei de ver a garota fugindo do seu mundinho e interagindo com outros personagens e ela mudou muito seus pensamentos, sabia que a forma que tratava as pessoas antes não era o correto.
Gia se torna próxima também de Hayden o garoto que a ajudou, com isso começa a surgir uma boa amizade e um romance, os dois são uns fofos juntos e até achei que ela partiria o coração dele primeiro, mas foi ao contrario e por um mal entendido, já que ele tem problemas de confiança e não queria perder o amigo que restava, pois um outro já tinha metido uma facada em seus olhos. O legal é que a Gia se deu muito bem com a mãe de Hayden, pois é uma mulher que pode conversar sobre os problemas tranquilamente, já que sua mãe evita esses conflitos que poderiam acabar com a imagem de família perfeita, aproveitando o gancho da família o irmão dela era chato e insensível, o Drew quer dar um de descolado, querendo falar que as pessoas que estão nas redes sociais são fúteis e acaba magoando a garota e não está muito ligando para isso.
Por fim fiquei pé da vida com as amigas dela, tudo bem a garota mentiu, todo mundo já conto uma mentirinha, só que a melhor amiga dela achou que fosse o fim do mundo e a tratou muito mal e não era para tanto, enfim a recém chegada conseguiu o que queria, essas garotas não eram amigas verdadeiras.
Eu gostei da história, não visualizei apenas um romance fofo, mas uma história com uma personagem que começa a se conhecer melhor, a questionar o que realmente quer, mas de uma forma leve. Foi bom ler ele, pois como falei estava travada em outra leitura. Foi a primeira experiência que tenho com a escrita da autora e achei bem envolvente.
"Raramente encontramos profundidade quando a procuramos dentro de nós mesmos. A profundidade é encontrada no que podemos aprender com as pessoas e as coisas que nos cercam. Todo mundo, todas as coisas, têm uma história. Quando você conhece essas histórias, descobre experiências que a preenchem, expandem sua compreensão. Você acrescenta camadas à sua alma."
"Você alimenta a confiança dele, e ele diminui a sua ansiedade. Quando se encontra alguém assim, não se pode desistir com tanta facilidade."
"Naquele instante eu entendi o Drew mais do que nunca. Sempre pensei que ele gostasse de criar confusão, mas talvez meu irmão só quisesse expressar uma opinião diferente. E talvez fosse a hora de eu começar a expressar a minha."

Resenha | As Coisas que Encontramos (Fronteiras Artificiais #2) - Denise Flaibam:

Título: As Coisas que Encontramos
Autora: Denise Flaibam
Páginas: 237
Nota: 5/5
Skoob: Link

Sinopse:  O fim foi só o começo. Agora, eles precisam resistir. Quando chegaram ao Complexo Oz, Dylan e seu grupo acreditaram que poderiam recomeçar, ficar de luto por tudo que perderam. Aquele seria seu recomeço, a terra prometida para recriar o mundo que uma vez existiu. Mas, conforme o número de sobreviventes aumenta e os estoquem diminuem, a tensão se eleva até a traição, o que põe em risco a vida de todos os residentes. Os muros de Oz não são mais seguros, mas que segurança o inferno lá fora pode oferecer? Enquanto o grupo se divide em busca de alguma alternativa, novos rostos se unem para dar vida a uma única missão: entender que ainda é possível viver mesmo em meio ao fim dos tempos.
Opinião:
As Coisas que Encontramos , é o segundo e último livro da duologia Fronteiras Artificiais, nessa continuação acompanhamos os sobreviventes do primeiro livro e mais alguns personagens novos que entraram na história. Depois que chegaram a Oz pensaram que teriam um pouco mais de tranquilidade, mas estavam bem enganados, pois começaram a receber noticias de outros sobreviventes que acabaram chegando no complexo, então antes eles era um grupo grande passou a ser dividido em grupos diferentes, ainda mais porque a tensão por conta da escassez de comida, espaço, remédios estava aumentando. Um dos personagens aparecem com uma noticia, que acaba dividindo o grupo ainda mais, só que alguns foram impacientes e maldosos por conta das atitudes tomadas.
Eles não tinham que ter medo do zumbis e sim dos humanos, pois além de lutarem contra essa praga, precisavam lutar com os vivos também que estavam acabando com o resto dos humanos sobreviventes tudo pelo poder. Também conhecemos um pouco mais os personagens e a história dos lideres. A história não é apreçada e as informações vão surgindo aos poucos, o pessoal de Oz é uma família, mas que conforme vai aumentando também vai surgindo intrigas.
Apesar de estarem vivendo em uma situação apocaliptística ainda temos um romance que foi sendo construído ao pouco, mas que não é algo tão explicito, ainda mais porque eles enfrentaram tantas coisas que alguns personagens possuem dificuldades para se expressar romanticamente.
"O fim do mundo não é só sobre as coisas que perdemos. Se focar nisso, não tem porque seguir em frente. E você, mais do que qualquer um aqui, sabe como continuar lutando." 
Os personagens questionam se vale a pena continuar lutando e tendo esperança de encontrar um lugar que possa sobreviver, sem precisar fugir o tempo todo. Gosto da relação de família criada pelos personagens mais próximos e olha fiquei com um ranço de um personagem que surgiu nesse segundo, eita homem mal.
Tem uma personagens conhecida desde o primeiro livro eu fiquei pé da vida com ela, por conta de uma traição, sei que ela se arrependeu, mas não fez minha raiva passar, pois ela escolheu trair aqueles que estavam com ela a mais tempo que a tratava como um membro importante da família.
Confesso que sofri com alguns acontecimentos, como a morte de uma personagem querida, mas ela foi forte e guerreira até o último momento, melhor personagem ever =/
 As Coisas que Encontramos  é uma história bem escrita, com um bom enredo, na qual li com uma dorzinha no coração por ser o último e por conta das perdas, mas eu estava ansiosa para a leitura dele, para poder ler tive que pegar o cartão do meu irmão emprestado para comprar, mas valeu a pena.
Gosto muito da escrita da Denise, como dizem leria até a lista de compras dela. Se vocês tiverem a chance leem essa duologia, super recomendo, uma história de sobrevivência, esperança e amizades.
"Você nem mesmo as abraçou. Culpa corroeu cada centímetro da mulher, cada gota de controle que ela lutava para manter." 
"Se pudesse voltar no tempo e mudar alguma coisa, você voltaria? Meredith havia perguntado em curiosidade. Sua penúltima pergunta para a mulher. Não. Mesmo se um muerto me mordesse agora, mesmo se eu soubesse que estaria condenada a morrer tão subitamente, eu não mudaria nada. Minha história aconteceu e importa da maneira exata como aconteceu."
"A quebra dos padrões estava em meio àquelas coisas comuns; como no dia-a-dia antes do fim dos tempos, quando um passeio de bicicleta quebrava a rotina de estudos e deveres de casa. Quando um encontro no cinema atrapalhava os preparativos para uma prova importante. Quando uma sessão de filmes em família a fazia se esquecer de levar o lixo para fora, como seus pais pediam que fizesse todas as noites."


Desapegando | Sorteio Livro Graça & Maldição - Laure Eve


Hey pessoal, um novo sorteio do desapego no ar, o livro escolhido foi Graça & Maldição, espero que gostem do livro escolhido, lembrando que tenho até 60 dias para enviar o livro ao ganhador.

Regras:
  • Curtir a página do Fabebook
  • Seguir as Regras do Formulário
  • Morarm em território Nacional
  • O ganhador terá 48 horas para responder o e-mail com o endereço
  • O envio do livro é feito em até 60 dias
  • Deixe o E-mail nos Comentários


a Rafflecopter giveaway


Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.