Resenha | O Highlander nas Sombras - Juliana Dantas

Título: O Highlander nas Sombras
Autora: Juliana Dantas
Páginas: 240
Nota: 3,2
Skoob: Link

Sinopse: O ano é 1307. O rei Edward da Inglaterra está as voltas com o iminente retorno de Robert Bruce, que ameaça a soberania da Inglaterra sobre a Escócia com mais uma revolta, adormecida desde a captura e morte de Willian Wallace. Robert Bruce reclama o trono da Escócia e o direito de ser reconhecido como rei. Obrigado a se esconder pelas florestas escocesas, com poucos homens, esperando a hora de retomar a luta, ele sabe que muitos senhores de terra se uniram a Inglaterra, coagidos por Edward, que tenta manter o poder na Escócia aliando-se a esses chefes escoceses, usando de vários tipos de alianças, como oferecimento de damas inglesas em matrimônio. Lady Katherine Beaufort, filha única do Barão inglês Kinsey Beaufort, é obrigada pelo rei Edward a ir para as Terras Altas se casar com um chefe escocês, em troca, o rei prestará ajuda financeira ao feudo do Barão que se encontra em decadência. Desolada com seu destino, porém conformada que essa é a única maneira de salvar as terras de sua família, Lady Katherine parte para a Escócia. O que ela não espera, é encontrar Kieran MacAlister, um escocês tão atraente quanto sombrio, que vive isolado em seu castelo nas terras altas, envolto em mistério e que, para surpresa de Katherine, não tem a mínima intenção de desposá-la.  Qual será o mistério que cerca o passado do Highlander, que lutou ao lado de Willian Wallace e agora não passa de um homem sombrio e isolado do mundo? E como Katherine poderá convencê-lo a desposá-la e assim, fazer com que o chefe escocês se alie a Edward na luta para manter a Escócia sob o julgo Inglês?

Opinião:
O Highlander foi a primeira história da autora Juliana Dantas que eu li, ela se passa em 1307 onde a protagonista Katherine Beauforte se vê obrigada a sair do seu País  para se casar com um desconhecido, tudo isso por ordem de seu Rei na qual só ajudaria seus pais em questões financeiras caso ela se cassa-se com um possível aliado de outro País. 
Ela vai para Escócia, sem nenhum familiar por perto, hoje terá que viver com um homem amargo e um castelo sem  vida, lá ela conhece a única funcionaria e o dono daquele castelo Kieran que vive nas sombras de sua ex-mulher morta e que não gosta de muitas pessoas. Ele passa mais tempo sofrendo e afastando Katherine do que tentando agrada lá, só que não pode negar que sente atração por sua esposa e o único momento quando que não brigam é quando estão tendo relações, porém ele começa a se preocupar mais com ela e começa a amolecer, já que sua mulher começa a trazer vida ao castelo que vivem e a preencher os espaços vazios. 
Bom na vila que ele vive tem uma "feiticeira" que ajuda na parte da medicina, mas que Kieran odeia, por conta do que aconteceu com sua falecida esposa e só descobrimos toda a história lá pro final, foi algo que envolve manipulação, proteção, ganancia e que acabou prejudicando três pessoas, que eram unidos desde a infância.
A história é envolvente, gostei da escrita da autora, mas não posso negar que teve alguns momentos que me incomodou a forma que Kieran tratou sua Mulher, pois não queria se envolver emocionalmente, não odiei ele, mas também não amei, porém consegui entender a sua personalidade depois que toda a história do que aconteceu em seu passado foi revelado, porém isso não me fez esquecer a forma que tratou a sua esposa.
Gostei da ambientação da história, e que a Katherine foi impondo sua presença no Castelo, dando seu toque e trazendo mais  vida a sua moradia, bom o Rei é um homem muito mal e ainda tem outro muito pior que acabou com a felicidade do Kieran e estava tentando fazer a mesma coisa novamente.
Gente esse poste está mais para um comentário do que uma resenha, mas eu queria falar um pouco dele aqui, mas faz uns dois meses que li ele e fiquei enrolando para fazer o poste, mas espero que consiga escrever resenhas descentes nos próximos postes. 

"Tinha entregado à ele seu corpo, mas jamais poderia entregar seu coração. Ele era um homem proibido. Um homem que vivia a sombra de um fantasma. Um homem que amava uma mulher morta."
"— Nem sempre a fuga é a melhor solução, senhor — acrescentou no mesmo tom irônico que ele usava com ela." 
"Ele, que se julgara morto por dentro, começou a sentir seu coração bater de novo com um desejo crescente, que fizera com que, pouco a pouco, mesmo contra sua vontade, o desalento que lhe era companheiro fosse desaparecendo, dando lugar a sentimentos que julgara esquecidos." 
 "Um sorriso genuíno. Um sorriso que não estampava há muito tempo."
Comentários
2 Comentários

2 comentários :

  1. Oi De,
    Eu ainda não li este livro da Juliana, mas gosto muito da escrita dela.
    E que pena o Kieran maltrata a esposa, quero ler para ver o que sinto.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Falou em Highlander e Escócia eu já quero ler. Fiquei interessada.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.