Resenha | A grana - Cynthia D'Aprix Sweeney

Título: A Grana
Autora: Cynthia D'Aprix Sweeney
Páginas: 336
Nota: 2/5
Skoob: Link

Sinopse: Um romance engraçado e perspicaz sobre quatro irmãos adultos e o destino do dinheiro que moldou a vida e as escolhas de toda a família Leo Plumb estava bêbado e drogado quando fugiu sorrateiramente da festa de casamento do primo, levando uma das garçonetes a tiracolo. No calor do momento, dirigindo para longe dali, os dois sofrem um acidente de carro com graves consequências. Para fazer com que seus problemas desaparecessem, Leo precisou usar o dinheiro de uma conta da família, um dinheiro sagrado: o pé-de-meia que garantiria o futuro dos irmãos Plumb. Ansiosos para receberem sua parte e horrorizados ao descobrirem que a mãe permitiu que Leo torrasse aquela grana, eles marcam um encontro para deliberar quando e como o dinheiro será restituído. Melody, esposa e mãe de gêmeas adolescentes que mora num subúrbio luxuoso, tem uma hipoteca cara e duas mensalidades universitárias se aproximando no horizonte. Jack, um vendedor de antiguidades, escondeu do marido que, para sustentar seu negócio, empenhou uma das propriedades do casal. E Bea, que já foi considerada uma promessa da cena literária, não consegue mais escrever. Reunidos novamente, como nunca estiveram, os irmãos terão que superar antigos ressentimentos e as escolhas erradas que fizeram na vida. Uma análise inteligente e afetuosa de como a expectativa desempenha um papel central em nossas vidas, A grana tem o ingrediente mais explosivo de qualquer boa briga de família: dinheiro.
Opinião:
A Grana confesso que foi um livro que comprei pela capa e pelo preço, já que paguei 9.90 nele, porém não foi uma boa leitura, lutei e consegui chegar ao final dessa história. 
Esse livro conta a história dos irmão Plumb que contavam em receber um pé de meia do falecido pai e faltava pouco para isso, mas o irmão mais velho se mete em uma enrascada e a mãe deles utiliza desse dinheiro para salvar a pele do irmão sem consultar os outros e pedir a permissão para uso, já que dois deles precisavam muito desse dinheiro.
Apesar de envolver a família Plumb o que mais se tem é a contante presença de Leo Plumb o irmão mais velho, que antes tinha muito dinheiro e agora não tem mais nada. Ele se envolveu um acidente ao sair de uma festa para pular a cerca e trair sua mulher, apesar de ser algo ruim o que Leo causo, pelo menos serviu para unir alguns dos irmãos que mantinham distância.

Leo é o personagem central da história e o que mais odiei, primeiramente ele era um homem de mais de quarenta anos agindo como um adolescente fútil e que não assume suas responsabilidades, ele consegue seduzir qualquer um com o seu charme, o que faz sair por cima dos outros, mesmo que machuque aqueles que realmente se importam , até porque ele mesmo não se importa com ninguém e só pensa em si mesmo, não da valor aos seus irmãos e nem para Stephane que ele mantem um relacionamento. Para Leo o amor de sua vida é o dinheiro, claramente um personagem descartável.
Melody é a que mais sonha com o dinheiro, pois é uma chance de tirar a casa da venda e mandar as filhas para uma faculdade particular, ela é até um pouco irritante, mas ela quer ser uma boa mãe, algo que sua mãe nunca foi para ela e seus irmãos, por isso se preocupa com a sua família, as vezes acaba sendo um pouco extrema na forma de agir, ela tem duas filhas gêmeas que também possuem algum destaque na história.


Bea é a escritora, que não consegue escrever uma história que preste e essa é a que mais fica na sombra de seu irmão mais velho, sempre pedindo opinião ao Leo, mesmo assim muitas vezes ele não é sincero com ela, demora até Bea encontrar o tom da sua escrita e mais pro final da para perceber a personagem bem mais leve e feliz longe do irmão.
Jack é mais um dos irmãos, e possui uma loja com itens de decoração e procura intermediar algumas transeções de negócios com colecionadores,  ele acaba decepcionando seu marido por conta de umas atitudes que toma, isso faz com que ele cresça pessoalmente,  foi legal ver ele, Bea e Melody se tornando mais próximos,  eles se uniram pelo mesmo objetivo de reaver o dinheiro com Leo, só que aos poucos começaram a trocar dicas, jantares e se transformaram em uma família unida, juntamente com Stephane.
Eu estava lendo até que em um ritmo bom, mas passou da meta do livro ai eu não conseguia prosseguir com a leitura, pois se tornou algo chato, cansativo, então e forcei a terminar já que não queria abandonar e consegui finalizar, além disso já coloquei para a troca.
O maior problema da história é o Leo, ele não é um personagem cativante, a intenção da autora deve ter sido essa, só que acabou deixando a história chata de ler e ver como os personagens por um bom tempo veneravam o irmão mais velho e esperavam por uma atitude bondosa do mesmo, eles tinham esperança de não se decepcionaram e mesmo assim foram.  Por mim ele teria um final trágico, mas fazer o que né.
Nem todas as nossas leituras vão ser positivas, lembrando que eu não gostei da história , mas pode ser que outras pessoas gostem.






Comentários
6 Comentários

6 comentários :

  1. A história me parece interessante, eu amei o valor que você pagou por esse livro e eu também compro livros pela capa rs, sei que nem sempre dá muito certo.
    Mas, teve um que comprei pela capa que virou um dos meus queridinhos.
    Tenho certeza que virão outras leituras maravilhosas.
    Beijocas.

    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Amei sua resenha, fiquei encantada com essa capa, uma pena a história não ter sido tão positiva para você!

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise! Só pela sinopse não me interessei muito pela história. Uma pena que a autora pecou no personagem, que só de ler pela resenha já percebi que é insuportável mesmo :(
    Ótima resenha ♥

    Beijos!
    Estante Bibliográfica > segue meu blog?

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dê!
    A capa é muito linda, mas não condiz muito com a história até...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dê!
    A capa é muito linda, mas não condiz muito com a história até...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Olá Denise,

    Esse é mais um livro que eu fico conhecendo aqui, realmente a capa é bonita, mas pela sua resenha eu não leria...bjs.


    https://devoradordeletras.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Sorteio

Parceria

Parceria

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.