Resenha | Flores Partidas - Karin Slaughter:

Título: Flores Partidas
Autora: Karin Slaughter
Páginas: 400
Nota: 5/5
Skoob: Link

Sinopse: Irmãs. Estranhas. Sobreviventes.  Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se prova uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Claire percebe que o drama de sua família tem muitas camadas, que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona.


Opinião:
 Flores Partidas foi livro que desejei inicialmente, após ler um conto que estava grátis no  amazon que conta o que aconteceu com a irmã das protagonistas desse livro no passado. Nele conhecemos a personagem Claire que parecia ter uma vida feliz e tranquila com o seu marido Paul, apesar de uma situação meio grave que se meteu por conta de uma briga. Ao sair de um jantar romântico ela e Paul são atacados e ele acaba sendo morto,  nisso sua vida da uma reviravolta transformando tudo aquilo que viveu em mentiras. 
Primeiramente Claire encontra uns vídeos comprometedores e assustadores de snuff porn no computador de seu marido, nisso ela começa a acreditar que as acusações feitas pela sua irmã no passado a respeito do Paul eram verdadeiras. Conforme informações vão surgindo ela se desespera e acaba se aproximando novamente de sua irmã Lydia, junta descobrem informações comprometedores a respeito dos vídeos e das garotas que desaparecem durantes anos, uma rede de abuso e mentiras.
As irmãs também encontram informações a respeito do desaparecimento de sua irmã mais velha e o que aconteceu com ela também está interligado com outros desaparecimentos, que é algo chocante. Claire e Lydia não sabem se podem confiar em alguém ou se todos estão envolvidos com esses acontecimentos graves.
Bom eu gostei muito da história, mas não é aquele livro para se ler em uma tacada só, pois é preciso absorver as informações, no meu caso eu penso isso. A história mostra que muitas vezes não conhecemos realmente as pessoas que estão ao nosso redor, no caso do Paul ele criou um personagem para a sua mulher, pois o seu real era muito ruim e macabro, ele é um personagem que manipula as pessoas ao seu redor, incluindo sua esposa e a família dela, é como se fossem peças de um jogo na qual ele poderia mover de lugar caso algo não desse certo.
Claire é uma mulher que cresceu na sombra de outras pessoas, nunca foi independente, sempre precisava de alguém que cuida-se dela, apesar de ser uma mulher inteligente e esperta vivia para as coisas fúteis e para agradar seu marido. Só que ela precisou criar forças para enfrentar e derrotar o que estava acontecendo, para muitos ela era uma pessoa previsível, mas a personagem surpreendeu por ser capaz de fazer algumas coisas que seu marido e sua irmã duvidavam que ela conseguiriam, mas que foram feitas para salvar a família e para enfim se vingar, ela foi muito corajosa.
Lydia foi uma jovem problemática ainda mais depois do desaparecimento da irmão, por esse motivo ninguém acreditou nela a respeito do que Paul tentou fazer, então acabou se afastando da família e depois de anos conturbados teve uma filha que na história já e adolescente, abriu seu próprio negocio e encontrou um homem que amasse, porém ela precisou criar confiança novamente na irmã, sua família foi destruída com o que aconteceu no passado e o que restou da família teve que colar os pedaços mesmo que não fosse o mesmo de antes.
Realmente gostei muito da história, da escrita da autora e já quero ler outros livros dela, para quem gosta de livros desse estilo super recomendo. Pessoal lembrando que deixei várias coisas de fora para não estragar a surpresa de quando forem ler o livro.
"Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se prova uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Claire percebe que o drama de sua família tem muitas camadas, que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona"
“Estava cansada de todas aquelas perguntas sem resposta e brava porque, em vez de sofrer pelo marido, estava questionando a própria sanidade por amá-lo.”
"Você tinha dezenove anos. Legalmente, não nos pertencia mais. Você era dona do própria nariz. Era do mundo."

Comentários
12 Comentários

12 comentários :

  1. Oi Denise, sua linda, tudo bem?
    Feliz 2019!!!!!!! Que seja um ano cheio de amor, saúde e realizações.
    Eu fico até com medo, já pensou, amar uma pessoa, casar com ela e de repente ela é um monstro??? E nem quero pensar na relação dele com esses desaparecimentos. O pior é que acontece e muito na vida real. Não sei se teria coragem de ler, sou muito sensível. Sabe dizer se o livro é pesado? Se as cenas são fortes? Depois me diz. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    https://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi De!
    Deus esse livro parece pesado e eu to fugindo de livro assim. Olha a sinopse. Fiquei curioso com as reviravoltas que você menciona, mas com estupro no meio eu passo longe por hora.

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Tenho curiosidade em ler algo dessa autora, vou até botar esse livro na listinha Denise, gostei da indicação!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise.
    Quero muito ler esse livro, porque faz bem o meu estilo. Uma das coisas que me chama atenção é essa história antes dos acontecidos. Estou apaixonada.
    Beijos.
    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  5. Oi Denise,

    Parece ser um livro bem tenso, não sei se leria no momento.
    Mas a premissa chama atenção.
    Bjs e uma boa semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
  6. Olá, Denise.
    Eu sempre vi muitos elogios aos livros da autora, por isso assim que vi uma promoção desse e de um outro livro dela, corri comprar. Não sei se são série mas as capas são bem parecidas hehe. Assim que der vou ler eles e espero gostar. São bem o estilo que gosto de ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi Denise! Eu gosto muito deste tipo de livro e ainda não conheço o trabalho desta autora. Pretendo incluir algo dela na meta 2019. Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Oi, Dê!
    Menina, esse livro parece ser do tipo que te dá uns murros e a gente ainda continua a leitura porque quer ver até onde vai.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra a quatro livros e mais um kit de marcadores no instagram

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro, parece ser bem bacana, já quero ler!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  10. Oiiii Denise

    Eu li um livro da Slaughter ano passado (A Boa Filha) e adorei demais, é forte, tem umas cenas gráficas que me chocaram, mas sendo um thriller temos que estar preparados. Eu adorei a abordagem da autora, a narrativa e esse pelo visto segue o mesmo estilo, entrou pros desejados com certeza.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante. Essa incerteza de não saber quem é culpado ou de ter dúvida, de não confiar em ninguém, é ótimo. Adoro livros assim.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Que enredo chocante, fui procurar o que era snuff porn e fiquei chocada hahaha fiquei bem curiosa para ler esse livro, já adicionei na minha lista. Tenho certeza que não irei ler em só uma sentada tambem, deve ser pesado demais!
    Beijos
    our-constellations.blogspot.com

    ResponderExcluir

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.