Música | Playlist da Semana #106:

Hey pessoal, acabei enrolando aqui pra postar no blog, fui cedo pro salão e só voltei meio dia e depois fiquei preguiça, ainda chegou visita aqui. Mas agora estou aqui postando e espero que vocês gostem.



Resenha | Todas as Garotas Desaparecidas (All The Missing Girls #1) - Megan Miranda:

Título: Todas as Garotas Desaparecidas 
Autora: Megan Miranda
Páginas: 294
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas.  Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece.  Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. Todas as Garotas Desaparecidas é um suspense psicológico impactante — contado de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda — autora revelação no gênero do suspense — vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos.

Opinião:
Faz um tempinho que recebi esse livro de uma ação da editora e acabei enrolando para ler, mas enfim trouxe a resenha dele para vocês.
Nessa história conhecemos Nicolette ou simplesmente Nic, ela é de uma pequena cidade chamada Cooley Ridge, mas ela foi embora assim que teve a chance depois do que acontece com a sua amiga Corinne que desapareceu sem deixar rastros. Nic deixou a cidade, o amor, família e tentou deixar as lembranças para trás, mas que acabaram surgindo novamente no presente. Ela quando foi embora construiu uma nova vida, se formou e encontrou um homem que a amava, mas depois de dez anos ela se vê de volta a Cooley Ridge para vender a antiga casa da família e junto com seu irmão conseguir a permissão de seu pai para vender.
Essa volta a cidade natal, também trás alguns fantasmas que envolvem o desaparecimento de Corinne e a situação se repete com o desaparecimento de Annaleise, uma outra garota que desapareceu misteriosamente, essa nova investigação trás para a Nic questionamentos do que aconteceu 10 anos antes quando sua amiga desapareceu.
Nic reencontra o seu irmão Daniel e Tyler seu ex-namorado do colégio e o caso romântico de Annalieise e apesar de ter ido embora da cidade não significa que ela ficou sem visitar todo esse tempo, ela sempre aparecia quando necessário.

Essa é uma história bem interessante e fiquei bem curiosa para saber quem era o culpado, mas nenhum dos dois que cogitei a respeito do caso da Corinne eram, isso me surpreendeu, mas posso falar que os dois desaparecimentos estão interligados, as pessoas da cidade estão enterrados por mentiras e a floresta é o grande palco delas. As mentirar surgiram para proteger, mas também para destruir uma nova vida.  Algumas coisas que eram contadas eu realmente acreditava, mas ai nos capítulos a frente aparecia o que realmente aconteceu em algumas situações como no sumiço do anel de noivado e eu vi que os personagens acreditavam em suas mentiras tão seriamente que para o leitor pareciam verdades, até o momento de tudo ser revelado. 
Personagens como a Nic, Taylor, Daniel estavam mentalmente preocupados e cansados por terem sido levados de volta há uma investigação.
Uma coisa que incomodou e que tinha umas partes que me sentia perdida, porque tinha hora que estavam falando do presente e logo mudou pro passado, isso aconteceu umas 3 vezes em alguns capítulos, mas no geral eu gostei da história.

"Era uma sensação que se instalava nos ossos e nos roía lentamente por dentro - o medo irracional de que as pessoas estivesses desaparecendo bem diante dos nossos olhos.
 "As pessoas eram como bonecas russas, versões enfiadas dentro da última edição. Mas todas viviam lá dentro, inalteradas, apenas escondidas."
"Não há nada mais perigoso, nada mais poderoso, nada mais necessário e essencial para a sobrevivência do que as mentiras que contamos a nós mesmos."
"Éramos uma cidade cheia de medo, em busca de respostas. Mas também éramos uma cidade cheia de mentirosos." 


TOP 4 | Desaparecidas:

Esse é aquele tipo de poste que surge quando a pessoa está sem ideias, baseado no livro que terminei de ler. Eu tenho outro que se encaixa aqui, mas como ainda não li, acabei optando por não colocar.
Vocês já leram alguns desses livros? o que acharam?

Palavras envenenadas:

Sinopse: Às vezes, a verdade permanece oculta na escuridão e só aparece ao se abrir uma janela. O que aconteceu com Bárbara Molina? Seu corpo nunca foi encontrado e nunca conseguiram provas para deter nenhum culpado. Uma ligação, para um celular, coloca o destino de muitas pessoas de cabeça para baixo: um policial que está para se aposentar, uma mãe que perdeu a esperança de encontrar sua filha desaparecida, e uma garota que traiu sua melhor amiga.  Palavras Envenenadas é a crônica de um dia que passa rapidamente, lutando contra o tempo e protagonizado por três pessoas próximas a Bárbara Molina, que desapareceu misteriosa e violentamente quando tinha 15 anos. Um enigma que, depois de 4 anos, sem ser resolvido, começa a ser desvendado com novas provas. Uma história de suspense e mentiras, segredos, enganos e falsas aparências que aponta alguns mitos inquestionáveis. 

Já comentei desse livro aqui várias vezes, na história uma garota desaparece com 15 anos sem deixar vestígio, as investigações nunca descobriram nada, mas depois de muitos anos as coisas começam a ser reveladas, bom nela o leitor sabe onde a garota está, mas não sabe o que aconteceu e quem é o culpado, as pistas começam a surgir depois de muitos anos.

Todas as Garotas Desaparecidas:

Sinopse: Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas.  Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece.  Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. Todas as Garotas Desaparecidas é um suspense psicológico impactante — contado de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda — autora revelação no gênero do suspense — vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos.
Esse foi a minha leitura mais recente, em breve resenha. Nessa história uma garota chamada Corinne despareceu e ninguém nunca encontrou nada, cada um dos amigos dela seguiu seu caminho, principalmente Nicolette , dez anos se passaram Nic volta a sua cidade natal para ajudar o pai e um novo desaparecimento acontece, com isso ela começa a questionar o que aconteceu 10 anos antes e tenta entender o sumiço de sua vizinha Annaleise que desapareceu recentemente. Gostei da história e das pistas que eram jogadas aos poucos.


Ela está em todo lugar:

Sinopse: May e Libby criaram a PRINCESS X no dia em que se conheceram, e desde então tornaram-se inseparáveis. Através da personagem, as garotas mataram todos os dragões e escalaram todas as montanhas que foram capazes de imaginar. Até Libby e sua mãe morrerem em um acidente de carro. Três anos depois, May começa a ver imagens da PRINCESS X em adesivos e pôsteres por toda a cidade. Isso só pode significar uma coisa: Libby está viva. E May não vai parar enquanto não encontrá-la.
Kali Ciesemier (Ilustrador)





Esse já é um livro mais leve e cheio de ilustrações, May era criança quando aconteceu a suposta morte de sua melhor amiga, mas depois de muitos anos e já com 17 anos , ela começa a ver desenhos que eram feitos por Libby em todo lugar e começa a investir o que aconteceu no passado, para saber o que aconteceu com sua amiga.


Não olhe para trás:

Sinopse: Samantha é uma jovem de 17 anos rica e popular que, depois de passar quatro dias desaparecida, retorna ferida e desmemoriada. A nova Samantha não se reconhece no retrato de menina má e mimada que todos à sua volta começam a pintar. E logo descobrirá que foi a última a ver Cassie, a garota com quem mantinha uma relação confusa de amizade e rivalidade e que desapareceu no mesmo dia que ela. O que aconteceu na noite fatídica em que as duas sumiram? E por que Samantha foi a única a reaparecer? Não olhe para trás é um daqueles suspenses que só paramos de ler para tentar nos antecipar à autora e descobrir qual é o mistério.




Esse é um livro que duas adolescentes desaparecem,  uma volta e totalmente diferente, já que antes Samantha  não ligava para as pessoas, mas quando voltou começou a trata as pessoas diferentes. Ela e Cassie eram aquelas amigas por aparência pode se dizer, pois eram aos mesmo tempo rivais e ainda envolvia a inveja de uma delas. A história é legal e também me surpreendi com o culpado, até porque durante a leitura nunca cogitei ele.



Resenha | Cilada Para Um Marquês (Escândalos e Canalhas #1) - Sarah MacLean:

Título:  Cilada Para Um Marquês
Autora: Sarah MacLean:
Páginas: 320
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse:  Sophie Talbot é conhecida pela Sociedade como uma das Irmãs Perigosas – mulheres Talbot que fazem de tudo para se arranjar com algum aristocrata. O apelido chega a ser engraçado, pois se existe algo que Sophie abomina é a aristocracia. Mas parece que mesmo não sendo uma irmã tão perigosa assim, o perigo a persegue por todos os lugares. Quando a mais “desinteressante” das irmãs Talbot se torna o centro de um escândalo, ela decide que chegou a hora de partir de Londres e voltar para o interior, onde vivia antes de seu pai conquistar um título. Em Mossband, ela pretende abrir sua própria livraria e encontrar Robbie, um jovem que não vê há mais de uma década, mas que jura estar esperando por ela. No entanto, ao fugir de Londres, seu destino cruza com o de Rei, o Marquês de Eversley e futuro Duque de Lyne, um homem com a fama de dissolver noivados e arruinar as damas da Sociedade. Rei está a caminho de Cumbria para visitar o odioso pai à beira da morte e tomar posse de seu ducado. Tudo o que ele menos precisava era de uma Irmã Perigosa em seu encalço. O Marquês de Eversley está convicto de que Lady Sophie Talbot invadiu sua carruagem para forçá-lo a se casar com ela e conquistar um título de futura duquesa. Já Sophie tenta provar que não se casaria com ele nem que fosse o último homem da cristandade. Mas e quando o perigo tem olhos verdes, cabelos claros e a língua afiada? Essa viagem será mais longa do que eles imaginavam…

Opinião:
Hey pessoal, estava bem curiosa para ler esse livro, ainda mais porque li primeiro o segundo livro, mas daqui pra frente vão ser lidos na ordem certa.
Nessa história conhecemos a Lady Sophie Talbot  que vem de uma família que ganhou o titulo na mesa de poker e ela possui várias irmãs que se importam com o que a sociedade pensam delas e não é lá muito boa, já que são consideradas Perigosas, por acharem que todas querem um marido com título.  Sophie não gosta muito de viver a vista da sociedade, ela prefere uma vida mais simples, mas feliz e com os seus livros, sim ela é viciada em leitura e sonha em ter uma livraria e farta dos abusos da sociedade ela acaba caçando briga com o seu cunhado pela forma que ele trata a sua  irmã gravida, com esse fato ela fugiu de uma festa e acabou encontrando Rei, o Marquês de Eversley e desde o primeiro momento esses dois já começam a implicar um com o outro já que Sophie queria uma carona dele e como o Rei não deu a mulher resolveu entrar escondida e vestida de criado até passarem próximo a sua casa, mas o plano não sai como ela queria e isso a levou para longe de sua casa em uma viagem para que o Rei encontre o seu pai e a partir do momento que ele descobre que ela está vestida de criado a confusão fica maior ainda, além das discussões os dois se metem em uma grande aventura com momentos perigosos para um deles.
"Ela não ligava se ele a aprovava ou não. Nem ligava para o que ele pensava dela. Ou o que o resto do mundo tolo, horrível e insípido em que ele vivia pensava dela. Na verdade, se toda a Sociedade a considerava desdivertida, por que ela deveria se importar?"
Sophie é uma personagem que não gosta muito de levar desaforo para casa e por isso se meteu na confusão que se encontra, além de ser impulsiva porque faz o que deseja e isso foi bem legal, pois  ela não obedecia as ordens do Rei, mostrando que tinha atitude e opinião próprio.  Ela também é corajosa e luta pelo que é certo, eu adorei essa personagem, ela se mostrou bem diferente da protagonista do segundo livro (sim eu li fora da ordem). Bom para tentar ficar longe de da vida que estava ela acabou fazendo uma aposta com o Rei visando ter sua própria livraria, falando em livro teve uma parte que lembrou certa cena da Bela e a Fera.  
Rei é só um apelido, nem lembro como se escreve o nome dele. Bom ele é conhecido por arruinar casamentos e ele prometeu a si mesmo que a linhagem morreria com ele, por conta do que aconteceu no passado envolvendo uma ex-paixão.  Ele briga e se preocupa com a sophie, mas ofende ela para caramba e sabe que isso é errado, sabe que ela não merece ser ofendida por ele. O Rei não é tão ruim quanto aparenta ser e ele se abre bastante para Sophie contando suas angustias, eu gosto dele principalmente quando não está ofendendo a Sophie, 
Cilada para um Marquês é uma boa leitura, até porque li mega rápido, envolvente e com uma personagem que é difícil não se apegar, fora que em um certo momento ela chega a citar uma das personagens da outra série O Clube dos Canalhas. Essa história mostra que nessa sociedade que a personagem vive, eles preferem defender pessoas que possuem título, ou sangue azul em vez de aceitar e entender pessoas que possuem dinheiro e que vieram do nada.
 Cilada Para Um Marquês é mais um livro que mostra o porque a Sarah  MacLean se tornou uma das minhas queridinhas no quesito romance de época.
"Sophie, contudo, não adorava nada daquilo. Na verdade, ela amarrotou o jornal com fervor e refletiu sobre as opções de que dispunha. Opções, não. Opção. No singular. Porque a verdade era que as mulheres, na Inglaterra de 1833, não tinham opções. Elas tinham um caminho que deveriam trilhar. Que eram obrigadas a trilhar. E que deveriam se sentir gratas por serem obrigadas a trilhar esse 
“Felicidade! É esse o cheiro dos livros! Felicidade. Por isso que eu sempre quis ter uma livraria. Existe vida melhor do que vender felicidade?”
 Livros:
1- Cilada para um Marquês
2- Amor Para Um Escocês 


Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.