29 de janeiro de 2018

Resenha | O Navio dos Mortos (Magnus Chase e os Deuses de Asgard #3) - Rick Riordan:

Título: O Navio dos Mortos (Magnus Chase e os Deuses de Asgard #3)
Autor: Rick Riordan
Páginas: 368
Nota: 5/5
Skoob: Link

Sinopse: Nos dois primeiros livros da série, Magnus Chase, o herói boa-pinta que é a cara do astro de rock Kurt Cobain, ex-morador de rua e atual guerreiro imortal de Odin, precisou sair em algumas jornadas árduas e desafiar monstros, gigantes e deuses nórdicos para impedir que os nove mundos fossem destruídos no Ragnarök, o fim do mundo viking. Em O navio dos mortos, Loki está livre da sua prisão e preparando Naglfar, o navio dos mortos, para invadir Asgard e lutar ao lado de um exército de gigantes e zumbis na batalha final contra os deuses. Desta vez, Magnus, Sam, Alex, Blitzen, Hearthstone e seus amigos do Hotel Valhala vão precisar cruzar os oceanos de Midgard, Jötunheim e Niflheim em uma corrida desesperada para alcançar Naglfar antes de o navio zarpar no solstício de verão, enfrentando no caminho deuses do mar raivosos e hipsters, gigantes irritados e dragões malignos cuspidores de fogo. Para derrotar Loki, o grupo precisa recuperar o hidromel de Kvásir, uma bebida mágica que dá a quem bebe o dom da poesia, e vencer o deus em uma competição de insultos. Mas o maior desafio de Magnus será enfrentar as próprias inseguranças: será que ele vai conseguir derrotar o deus da trapaça em seu próprio jogo?

Opinião:
Hey pessoal, hoje trago para vocês a resenha do último livro da Trilogia Magnus Chance, uma história que além de envolvente quebra preconceitos.
Bom Magnus e seus amigos estão tentando adiar o fim do mundo e deter Loki e dessa vez ele parte com todos os seus amigos juntos,  tentando chegar em Loki antes do solstício de verão, mas para isso eles precisão viajar em um Navio Viking amarelo, ir atrás de uma pedra e seguir pistas para encontrar o hidromel de Kvásir que vai servir para ajudar Magnus em sua batalha.
O legal nesse livro é que cada personagem ganha o seu momento de Brilhar e ainda conhecemos um pouco do passado de outros membros como o T.J, Mestiço e a Mac, além das habilidades de cada um. Os oitos que embarcam nessa viagem são uma equipe que apesar das discussões se mantem unidos e isso os tornam mais fortes, ainda mais quando se metem com pessoas perigosas e por incrível que parece a conversa/palavras foram as verdadeiras armas na história tanto para conseguir passar por seus desafios e entidades perigosas como no confronto com Loki, ou seja, o livro mostrou de uma forma mais leve que palavras mal ditas podem acabar com a vida de uma pessoa.
Gosto de todos os personagens desse livro, mas  um dos meus preferidos é o Alex, um personagem incrível e eu super shippo Alex e Magnus junto, esse foi um bom livro também para quem shippa eles como eu. Gosto bastante da Sam e ela está sendo uma guerreira conciliando a aventura com a época que não pode nem comer e beber água durante o dia, ela se tornou mais forte.
Já ia esquecendo de comentar que temos uma pequena participação de percy e annabeth para matar as saudades, acho super legal ver os personagens desse mundo mitológico criado pelo Rick colidindo e serie interessante ele escrever um livro com a participação de vários desses personagens lutando junto.
Foi uma boa conclusão e não é aquele livro que termina com um felizes para sempre, pois o personagem sabe que ainda tem muito o que lutar e também podemos ter noção que tem alguma coisa errada no lado grego só por uma simples conversa de celular. Confesso que quando li o primeiro livro não achei grande coisa, mas gostei muito do segundo e do terceiro.

A resenha hoje não ficou enorme, mas creio que consegui passar o que era necessário desse livro, também não falei especificamente de personagens pois fiz isso nas outras duas resenhas, ela ficou simples, mas espero que gostem.
“Acho que uma das coisas difíceis de fazer é ver as pessoas como elas realmente são. Nossos pais. Nossos amigos. Nos mesmos."
“Palavras podem ser mais letais que lâminas” 
 “..nossas escolhas podiam alterar os detalhes. É assim que nos rebelamos contra nosso destino.”
"Não dá para sentir ódio para sempre. Não vai afetar nem um pouco a pessoa que você odeia, mas vai te envenenar, com certeza" 

Livros:

  1. A Espado de Verão
  2. O Martelo de Thor
  3. O Navio dos Mortos.



Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Oi Denise, que bom que vc curtiu o terceiro livro, eu ainda nem comecei a trilogia, mas tenho boa expectativas, afinal, é o Riordan né? rsrsrs

    Bjs, Mi

    http://oquetemnanossaestante.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise,
    Que bacana essa abordagem da quebra de preconceitos e o Magnus parece ter muito carisma. Já leria pelo título, que adorei!
    Espero conhecer a trilogia em breve.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  3. Oi, De.
    Rick é muito falado por suas obras de qualidade.
    Ainda não li nenhum livro do autor, mas já assisti a filmes
    Gostei dos quotes, realmente palavras doem mais do que muitas lâminas, facas e muitas surras.

    ResponderExcluir
  4. Oi Denise
    Tenho muita vontade de ler esta Trilogia, adoro os livros do autor. Eu amo Percy Jackson.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi, Dê!
    Eu amei demais esse livro! Nossa, um dos meus favoritos do Riordan.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Oi, Denise! Muito boa a sua resenha simples! Ainda estou me decidindo sobre ler essa trilogia rs ;)

    beijos!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Uau! Acabei de ler a resenha do livro 3!? Isso mesmo? Estou atônita, gostei muito! Estou louca para ler todos! A resenha ficou muito boa.
    Beijos ❤

    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  8. Nunca li nada do autor, apesar de ter muita curiosidade em ler os de Percy Jackson! Essa parece ser bem interessante também =)

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  9. Oi! Acredita que eu ainda não li nada do Rick Riordan? Tenho muita vontade de ler Percy Jackson, mas depois que ele lançou Magnus Chase eu meio que fiquei sem vontade de ler os livros dele. Me pareceu que ele escreveu o outro livro apenas por dinheiro, afinal na minha cabeça "era a mesma coisa com outros deuses". Fico feliz que tenha gostado e talvez eu dê uma chance a ele. Eu gosto quando mundos se juntam e encontramos personagens do mesmo autor em outros livros.
    Beijos!!
    Nerd Fox

    ResponderExcluir