Música | Playlist da semana #101:

Hey pessoal, aqui estou eu com a primeira playlist do ano.

Que tal uma dica? #3

E hoje resolvi fazer mais um poste com dicas para vocês, espero que gostem.


Livro/E-book |  O Herói Improvável da Sala 13B - Teresa Toten



Sinopse: Um livro repleto de momentos de profunda emoção e outros de inesperado humor, que explora as complexidades de viver com TOC e oferece perspectivas de esperança, felicidade e cura Adam Spencer Ross, 14 anos, precisa lidar todos os dias com os problemas que resultam do divórcio dos pais e das necessidades de um meio-irmão amoroso, mas totalmente carente. Acrescente os desafios de seu TOC e é praticamente impossível imaginar que um dia ele se apaixonará. Mas, quando conhece Robyn Plummer no Grupo de Apoio a Jovens com TOC, ele fica perdida e desesperadamente atraído por ela. Robyn tem uma voz hipnótica, olhos azuis da cor do céu revolto e uma beleza estonteante que faz o corpo de Adam doer. Adam está determinado a ser o Batman para sua Robyn, mas será possível ter uma relação “normal” quando sua vida está longe de ser isso?


Uma história que fala sobre um grupo de apoio para pessoas que possuem TOC, o protagonista dessa história é o Adam um jovem cheio de problemas que é obrigada a frequentar um grupo e lá ele conhece pessoas bem diferentes e que acabam enfrentando alguns de seus medos juntos. Uma história legal e que adorei ler, inclusive foi favoritado lá no skoob. 

Resenha | Nunca Olhe Para Dentro - Amanda Ághata Costa:

Título: Nunca Olhe Para Dentro 
Autora: Amanda Ághata Costa
Páginas: 482
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Nem sempre a vida é colorida como um quadro ou suave como uma pincelada, às vezes é o contrário de tudo isso. Depois de perder os pais em um acidente de carro aos oito anos, a única coisa que Betina precisa fazer é encontrar o responsável por ter destruído sua família na noite que daria início à sua próspera carreira como pintora. Agora, longe dos pincéis e das paletas, ela está focada em terminar a primeira graduação e procurar na justiça um pouco de consolo para o caos que o seu passado ainda traz. Ao lado de seus amigos e sob o teto de uma tia que a detesta, ela perceberá de que cores as pessoas são feitas, e do quanto é realmente necessário olhar para dentro de tudo aquilo que a assombra, mesmo que para isso precise passar por uma inesperada decepção.
Opinião:
Hey pessoal, enfim trouxe a resenha dessa história, era para ter lido fazia um tempinho, mas acabei me enrolando por conta da faculdade e Nunca olhe para dentro foi minha penúltima leitura do ano de 2017 e faz dias que terminei só que acabei enrolando para escrever a resenha.
Bom  nessa história conhecemos Betina, ela perdeu os pais quando criança e no dia eles estavam voltando da exposição de arte dela que era considerada a garota prodígio. Essa tragedia mudou sua vida não apenas porque perdeu os seus pais, mas também porque foi morar com sua tia, uma mulher detestável que fez a vida de Betina infeliz e que fazia questão de afastar os amigos da garota. Betina sonhava com arte, mas por conta de sua tia foi obrigada abandonar e acabou escolhendo o curso de psicologia, mesmo sendo adulta ela não conseguia se livrar de sua tia por conta de ameaças, pelo menos ela ainda possui dois melhores amigos para a vida toda e também acabou conhecendo um belo médico que desperta seu interesse.
"Ninguém é perfeito. Não há só uma pessoa que não erre pelo menos uma vez por semana. O que diferencia nossos erros e acertos, é a responsabilidade que tomamos pelas nossas falhas. A decência de admitir a incapacidade de ter acertado nos dá o maior dos créditos, o caráter."

Resenha | Um Beijo Inesquecível (Os Bridgertons #7) - Julia Quinn:

Título: Um Beijo Inesquecível (Os Bridgertons #7)
Autora: Julia Quinn
Páginas: 272
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse:  Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.  Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga. Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele. Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples e de tão complicado quanto um beijo.

Opinião:
E aqui estou com mais uma resenha da série Os Bridgertons, dessa vez a protagonista da história é a irmã mais nova a  Hyacinth, que agora é uma adulta. Ela é uma personagem que deu as caras nos outros livros quando era "criança". Nessa história Hyacinth já é uma mulher adulta e que recebeu poucas propostas de casamento, por conta do seu comportamento, já que ela deixava os homens apavorados por ser sincera e porque fala o que quer. Ela é amiga da Lady Danbury, uma mulher que muitos da sociedade não suportam e o comportamento da Hyacinth é parecida com ela.
Bom essa amizade com a Lady Danbury acaba aproximando ela de Gareth o neto de Danbury que está precisando de ajuda para traduzir um diário em italiano e Hyacinth acaba o ajudando e com isso muda a vida dela e dele por conta de segredos que estão no diário.
Hyacinth é aquela pessoa sincera que fala tudo na lata e um pouco vingativa, se ela não gostou de algo ela fala, ela é curiosa inteligente e adora uma fofoca, além de claro ser curiosa  e adora se meter em problemas, mesmo sabendo que se for pega pode ter sua reputação manchada, mas mesmo assim encantadora, ela não é aquela mocinha que aceita muito bens ordens, ou certas etiquetas, por isso alguns da sociedade não se aproximam muito dela.
Gareth é um cavalheiro, ele não tem interesse na garota, mas depois que começa a aproximar-se dela acaba se interessando, mas apesar da delicadeza que é tratado acaba acontecendo meio rápido e não vou mentir só aceito em romances de época.  Ele possui alguns problemas em sua família e um deles é que seu pai o odeia, mas pelo menos ele tem uma avó que o ama e ela é a Lady Danbury que já apareceu em outros livros e mesmo aparecendo pouco eu adoro ela.
A história não tem muita reviravolta e nem drama entre o casal protagonista, mas é uma história gostosinha de se ler.
Gente essa resenha ficou bem simples e pequena porque não sabia o que falar qualquer coisa poderia ser um spoiler e confesso que esperava um pouco mais desse livro apesar de ter curtido a leitura, porque como a protagonista participou de outros livros acabei ficando um pouco curiosa com ele, por conta da personalidade dela. 
Queria ter falado muito mais e escrito algo melhor, mas faz quase duas semanas que terminei de ler em conseguir escrever uma resenha dele.

"– Mãe – interrompeu Hyacinth, pousando a xícara firmemente sobre o pires –, não importa. Eu não ligo de não ser unanimidade. Se eu quisesse que todo mundo gostasse de mim, teria que ser boazinha e encantadora, sem graça e enfadonha o tempo todo, e isso não seria nada divertido, certo?"
 "Eu daria o mundo para ter mais uma pessoa pela qual daria a minha vida."
"Gareth não conteve o sorriso. Jamais conhecera alguém como Hyacinth Bridgerton. Era vagamente divertida, vagamente irritante, mas não se podia deixar de admirar o quanto era espirituosa."

Livros:
1 - O Duque e Eu
2 - O Visconde Que Me Amava
3 - Um Perfeito Cavalheiro
4 - Os Segredos de Colin Bridgerton 
5 - Para Sir Phillip, Com Amor
6 - O Conde Enfeitiçado
7 - Um Beijo Inesquecível






MÚSICA | PLAYLIST DA SEMANA #100:

Hey pessoal, tudo bom com vocês, espero que sim. Hoje estou aqui para postar a última playlist do ano, mas não pensei em nenhuma especial, por isso peguei algumas músicas aleatórias e a maioria já passou por aqui. Bom espero que vocês tenham um Feliz Ano Novo e Feliz 2018.


Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Sorteio

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.