Música | Playlist da semana #77:

Hey pessoal, tudo bom com vocês? espero que sim . Bom estou aqui com a primeira playlist do mês, espero que gostem das músicas escolhidas. Pessoal, ontem eu não postei porque estava correndo atrás da documentação do meu estágio, vou começar na Segunda-Feira e vou trabalhar na parte da manhã e o bom que ainda vou ganhar um dinheirinho e poder comprar livros.
Voltando a playlist de hoje, a maioria são músicas lançadas recentemente ou cantores que conheci por acaso no youtube essa semana (adoro conhecer cantores novos).



Resenha | Porcelana - Rubrum Luna (Porcelana #1) - Géssica Marques:

Título: Porcelana
Autora: Géssica Marques
Páginas: 220
Nota: 3/5
Skoob:  Link

Sinopse: Nos corações dos habitantes de Centralia, vivem superstições que só poderiam existir em seus mais profundos pesadelos, ou na sombria floresta que cerca toda a cidade, um fato em que todos temem acreditar. Com a proximidade do Rubrum Luna, a cidade fica agitada com seus novos visitantes, que além de turistas, podem acabar fazendo parte do banquete principal. Com planos de assumir seu tão desejado lugar junto a corte dos vampiros, Violet Demons se depara com seu tenebroso passado, fazendo com que suas habilidades mais sombrias e poderosas venham tomar parte de sua personalidade.


Opinião:
Em porcelana conhecemos Violet Demons descendente do Drácula, ela vive em uma pequena cidade chamada Centralia onde o sol quase não aparece. Ela está se preparando para o festival Rubrum Luna ou Lua da Sangue, mas seus planos meio que desandam quando acontece uma morte e Violet é levada para o castelo do Rei Aaron, que é quem manda nessas criaturas sobrenaturais. Esses seres estão correndo riscos e vão se meter em uma batalha para destruir a pessoa que quer acabar com o equilíbrio.
Violet é uma mulher forte, perigosa e viciada em sexo que vive há muitos séculos. Ela é uma vampira que transforma suas presas em bonecas de porcelanas quando todo o sangue é sugado.  Uma mulher que dá medos em muitos e que também é deseja, no começo achei que ela seria muito má mesmo, mas acabei me enganando porque mesmo não parecendo ela ainda se importa com algumas pessoas que são bem próximas dela. Foi uma personagem que mudou no decorrer da história.
Ela tem uma criada vampira chamada Sona que também pode ser considerada sua amiga e Sona sempre está a procura de ajudar sua Senhora, inclusive é uma personagem que não aparenta ser tão perversa, mas ao descobrirmos um pouco sobre seu passado o leitor também pode ver o que a criada pode fazer. 
Além de uma parte sobre o passado de Sona também aparece em vários capítulos sobre o que aconteceu com Violet quando era apenas uma criança e que está relacionado com a grande vilã da história e que por sinal foi um personagem que foi comendo pelas beiradas até ganhar todo o destaque que queria.

Bom passei um bom tempo tentando começar essa resenha e não conseguia, por isso corre o risco dela não sair tão boa assim, já que cada detalhe contribui para história então o risco de spoiler poderia ser grande, para evitar isso tentei resumir ao máximo.
A história em si é interessante e eu curti a leitura pois achei essa coisa dos vampiros transformarem suas presas em bonecas de porcelana bem original, fora isso possui elementos que já vimos em outras histórias, vampiros tentando não serem descobertos por humanos, batalhas que por sinal essa do livro foi melhor que a de Crepúsculo (não estou comparando as histórias) e vingança.
Uma coisa que achei legal é que a história se passa entre 1880 onde não existia tecnologia e mesmo assim os vampiros eram bem mais evoluídos que os humanos, mas nem todos eram imortais, eles viviam por muitos séculos, mas também poderiam ser mortos com uma facilidade maior, fora que eles sentiam dor e se machucavam muito.
Esse livro não é recomendado para menores de 18 anos, por conta das cenas de sexo, fora que a personagem era meio que sadomasoquismo, mas o foco da história acaba não sendo esse, sim possui várias cenas, mas não são tantas como em outros livros, esse desenvolve uma história pela busca do poder por parte de alguns personagens e a vingança por parte de outros.
Uma coisa que gostei e que não deixou a história cansativa foi os capítulos curtos que o livro possui, muitas vezes livros com capítulos muito longos ainda mais com esse tipo de história se tornam cansativos. 
Sobre a edição cada capitulo começa com uma página preta com fonte branca e o resto dos capítulos possuem páginas brancas, mas não tive problema nenhum em ler. Achei a edição bonita. Já ia esquecendo o livro terminou com final aberto então creio que ele irá ter continuação.
"Bonecas de porcelana, estranhas com diferentes tipos de cabelos e roupas, no entanto havia algo de similar entre todas elas, no lugar dos olhos e da boca havia apenas um riscado vermelho, como se a pessoa que as criou ficasse com raiva do resultado e simplesmente riscasse um X enorme onde deveria ficar os olhos e a boca."
"Ele olhava profundamente no olhos azuis sem vida, sabendo que ali dentro ainda poderia encontrar algum sentimento, mesmo que este não fosse agradá-lo."



Quotes da Semana:

Hey pessoal tudo bom com vocês? espero que sim afinal muitos de vocês já devem estar entrando de férias, já eu só entrarei de férias da faculdade em agosto e ainda só por uma semana. Bom espero que gostem dos quotes.
“A esperança, por mais irracional que seja, é uma coisa poderosa. Quando as probabilidades estão contra nós, quando a batalha parece insuperável, pode ser que só a esperança nos faça continuar”. (Esqueça o Amanhã-Pintip Dunn)
"Tentamos o quê? Jantar com uma pessoa negra? Fingir que não somos uma casa cheia de péssimas pessoas em geral? Tentamos ser menos autocentrados. Tentamos parar de focar em nossas obsessões idiotas e notar outras pessoas. Tentamos ser abertos, para variar. Tentamos não ser uma família ligeiramente racista. Tentamos ser iluminados. Tentamos ser bons. Tentamos ser todas as coisas... que não somos.""Tentamos o quê? Jantar com uma pessoa negra? Fingir que não somos uma casa cheia de péssimas pessoas em geral? Tentamos ser menos autocentrados. Tentamos parar de focar em nossas obsessões idiotas e notar outras pessoas. Tentamos ser abertos, para variar. Tentamos não ser uma família ligeiramente racista. Tentamos ser iluminados. Tentamos ser bons. Tentamos ser todas as coisas... que não somos." ( Anatomia de Um Excluído- Andrea Portes)
Estou aqui por você. Estou aqui por sua causa. Estou aqui porque você me viu, não apenas com seus olhos, mas com seu coração. Estou aqui porque você quis saber o que eu tinha a dizer e porque estava certa... todo mundo precisa de amigos. ( A voz do arqueiro - Mia Sheridan)
“Seja uma música, uma pessoa ou uma história, não há como saber de algo quando se conhece apenas um trecho, quando se deu uma rápida olhada ou se ouviu parte de um refrão.” (Just Listen - Sarah Dessen)
“Sabe eu só queria te dizer que você estava certo sobre o que disse antes. É difícil ficar guardando tudo dentro da gente. Mas para mim... Às vezes é ainda mais difícil pôr para fora”. (Just Listen - Sarah Dessen)
"Veja, a maioria das pessoas que você conhece conversará através de cinquenta camadas de tinta. Às vezes, você sabe que elas estão mentindo antes mesmo de começarem a falar. E parece que, quanto mais velhas, mais descaradas e desesperadas as pessoas se tornam, e mentem sobre coisas que sequer importam." (O Segredo de Jasper Jones - Craig Silvey)
"Todo mundo envelhece. Todo mundo pode aprender uma profissão, pagar impostos e ter uma família. Mas isso não é crescer. Crescer é sobre como você age quando as coisas estão complicadas, é quando você enxerga a sua volta." (O Segredo de Jasper Jones - Craig Silvey) 

Resenha | Esqueça o Amanhã #1 - Pintip Dunn:

Título:  Esqueça o Amanhã
Autor: Pintip Dunn
Páginas: 384
Notas: 3/5
Skoob: Link

*Cedido pela editora

Sinopse: Em uma sociedade onde jovens recebem uma visão de seu futuro quando completam 17 anos, todos têm uma carreira a qual dedicar seus esforços. Um campeão de natação, um renomado cientista, um chef de sucesso... ou, no caso de Callie, uma assassina. Em sua visão, a garota se vê matando a própria irmã. Antes que ela possa entender o que aconteceu, Callie é presa – e a única pessoa capaz de ajudá-la é Logan, uma paixonite de infância com quem não fala há cinco anos. Agora, Callie precisa descobrir uma forma de proteger sua irmã da pior das ameaças: ela mesma.

Opinião:
Bom a sinopse é curta, mas já fala o que é essencial. Estamos em uma época que os jovens recebem uma pequena memória do futuro que depois é armazenada dentro de um chip, caso alguém queira analisar a respeito da pessoa.  Essas memórias podem ser boas como a do Logan ou péssima como a da Callie já que ela se tornaria uma assassina, matando a pessoa que  ela mais ama (está na sinopse), a partir dai ela descobre um sistema de poder injusto que punem as pessoas sem as memórias se realizarem e que também não querem que o destino seja mudado, pois seria o fim de tudo, eles manipularam as pessoas dizendo que é impossível mudar o destino e que a memória se realizara de qualquer maneira. Fora isso a ComA utiliza as pessoas com dons especiais como um meio de pesquisa e por isso que possui dons tem que manter eles escondidos e alguns acabam fugindo para não correrem riscos, afinal para a empresa essas pessoas são descartáveis.
Apesar do que falam Callie quer mudar o que lhe foi mostrado, mas também acredita que ela não faria algo assim sem um motivo muito forte .
“A esperança, por mais irracional que seja, é uma coisa poderosa. Quando as probabilidades estão contra nós, quando a batalha parece insuperável, pode ser que só a esperança nos faça continuar”.
Callie recebe uma memória ruim matando sua irmã e esta sofrendo por conta disso, ela ama Jessa uma linda e inocente garota, apesar dela estar passando por um momento difícil eu esperava um personagem forte e que toma a iniciativa, mas ela se mostrou como uma garota dependente que espera sempre pelo Logan para poder fazer algo e um pouco egoísta também a respeito de seus sentimentos e se o seu amado ficasse com ela, pois poderia prejudicar outras pessoas. Penso que a atitude que ela teve no final do livro foi correta.
Logan é o personagem que mais gostei, um nadador talentoso que está disposto a ajudar Callie, assim como ajudou outros que estão na mesma situação que a garota só que de um jeito diferente. Foi o personagem que mais teve atitude em ajudar, o irmão dele foi levado pela empresa (nunca lembro o nome) por ser paranormal, mas ele possui um segredo envolvendo essa situação.
Jessa é a irmã de Callie, ela não aparece tanto infelizmente. Ela é uma garota fofa e que possui dons, muito apegada a irmã e estou curiosa para ler o livro que ela é protagonista.

Eu gostei da história e achei isso de memória do futuro original, mas confesso que mesmo tendo curtido ao ler fiquei com a impressão de já ter lido a história em algum lugar e pode se dizer que a autora usou a mesma fórmula de alguns livros que já li, empresa cria algo inovador, que impõe a sociedade como se fosse o certo e que eles não teriam escolhas e um jovem acaba se destacando para tentar mostrar o que é errado, os livros que essa história me lembrou foram Jogos Mentais e Elo, pode se dizer que tem a mesma fórmula, mas com uma pitada de originalidade e esse é a parte do memorias do futuro (repetindo muito, mas fazer o que já que é um dos temas do livro). E quando comecei a ler acabei demorando um pouco para engatar na leitura, mas depois ela foi ganhando ritmo.
Também curti o envolvimento da Callie com o Logan, mas na minha opinião não teria necessidade de desenvolver um romance, sendo que o foco seria outro e o personagens não teriam tempo pra isso, parece que o romance aconteceu de uma forma bem corrida, afinal os dois ficaram cinco anos sem conversar e só conviverem juntos por alguns dias já e nasce aquele amor que não conseguem nem ficar longe um do outro.
Apesar das questões negativas que levantei eu gostei de ler, uma boa história para passar o tempo e ainda ajudou que a fonte do texto é grande e teve uma coisa a respeito da Olivia que eu não esperava e também algo que a mãe de Callie contou me surpreendeu. Eu tenho interesse em ler o segundo livro e pelo que pesquise a protagonista do próximo é a Jessa, irmã da protagonista desse livro.
Falei nessa resenha de uma forma mais geral, pois algumas coisas são descobertas no decorrer da leitura que acho melhor o leitor saber conforme for lendo.
“Às vezes parece que passei a minha vida inteira esperando fazer 17 anos. Meço meus dias não pelas experiências, mas pelo tempo que resta até receber minha memória, a memória, aquela que deve dar significado à minha vida”. 


Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Sorteio

Facebook

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.