[Música] Playlits da semana #33:

Hey pessoal, mais uma playlits no poste e espero que vocês gostam, o novo clip da Jojo e da Maite saiu antes do poste para minha felicidade e agora eles estão aqui, vou aproveitar agora para ir gravar  ou tentar gravar dois vídeos para o blog.


[Série] Killjoys:

Título: Killjoys
Episódios: 14
Temporadas: 2  em exibição
Duração: 60 min
Ano: 2015

Sinopse: Numa galáxia distante, as pessoas do planeta Qresh colonizaram as suas três luas, criando quatro mundos estratificados: cada um definido por linhas sócio-econômicas próprias e repletos de agitação social. Na unidade planetária conhecida como Quad, um grupo altamente regulamentado de caçadores de tesouros, os Killjoys, estão autorizados a exercer uma vasta gama de mandatos em toda a galáxia. Mas os Killjoys devem seguir regras estritas, e há consequências adversas para quem se desvie do seu mantra: “O mandado é tudo”. Os Killjoys não estão autorizados a tomar um lado pessoal ou político em suas missões, o que prova ser impossível e quase fatal para Dutch, que é uma Killjoy complicada e mortal no seu jogo e para seu parceiro, John, o Bastardo, um pacificador que odeia conflitos. Quando o irmão de John, D'avin, aparece e se junta ao time, as vidas do trio ficam entrelaçadas. Convivendo juntos, os três se veem presos num complicado triângulo amoroso.
Opinião:
Sempre via essa série em um site que baixo e ignorava, mas no dia que mandei formatar meu notebook, peguei o do meu irmão e sem nada para fazer fui assistir essa série e posso dizer que viciei na hora.
A série tem ação e a cada episódio eles resolvem um caso de Killjoys, mas também tem uma historia que é trabalhada um pouco em todos os episódios da série e que é o grande mistério da série, assisti a primeira super rápido e agora na segunda tenho que ter a paciência de esperar os episódios serem lançados, além disso gostei dos três atores protagonistas da série. O legal também é que eles viajam pela galaxia em uma nave e param em vários lugares, mas não esperem personagens com aparências estranhas não, eles são igual a qualquer humano.
A equipe é composta por três integrantes, mas inicialmente eram só dois e são eles. Dutch [Hannah John-Kamen] pode se dizer que é ela é a líder do grupo, ela é uma mulher habilidosa e que luta muito bem, além disso um dos mistérios da história envolve ela e o homem que a criou.
John Jaqobis [Aaron Ashmore] é o que trabalha a mais tempo com Dutch, ele é inteligente e esperto com tecnologias, mas não é muito bom em luta e vê na garota uma família, adoro ele já que é um pouco desastrado.   D'Avin Jaqobis [ Luke Macfarlane] é o irmão mais velho do John, ele era do exercito e recebeu um mandato de prisão pela companhia e o Killjoy que vai atrás é seu irmão, a situação dele depois muda e acaba se tornando um Killjoy e ele luta muito bem.
Além desses personagens principais tem os regulares como a médica Pawter Simms [ Sarah Power] que faz de tudo para conseguir medicamentos e parece não ter medo do perigo.  Alvis [Morgan Kelly] que é tipo um monge, ele preza pela liberdade e o Pree [Thom Allison] que é amigo da Dutch e John, ele é dono do bar que eles frequentam.
Além deles tem a companhia que é tipo a policia dele e tem os nove que são os que comandam tudo, falando nisso muitos lugares são bem pobres e os ricos aproveitam isso.




Quotes da Semana - As Coisas que Perdemos:

Hey pessoal, a autora Denise Flaibam iram lançar um novo livro no Amazon e o lançamento está previsto para agosto. É do livro As Coisas que Perdemos da duologia  Fronteiras Artificiais e que envolve  mundo foi devorado pelo apocalipse. Eu já fiz resenha das primeiras impressões de As Coisas que Perdemos [Impressões] e é só clicar no link para acessar.



[Dorama] Beautiful Gong Shim:

Título: Beautiful Gong Shim
Episódios: 20
Duração: 60 min
Ano: 2016
Legenda: Português 
País de origem: Coreia do Sul
Onde encontrar: Online

Sinopse: Apesar de serem irmãs, Kong Shim (Minah) e Kong Mi (Hyo Rim) são bem diferentes. Kong Mi ficou com todos os bons genes, enquanto a outra apenas herdou um bom coração. Ahn Dan Tae (Goong Min) é um advogado de direitos humanos, enquanto Seok Joon Soo (Joo Wan) vem de famílias ricas. Quando as suas vidas se cruzam, surgem competições, amor e inveja. Poderão encontrar a felicidade que procuram?


Opinião:
Estava vendo muitas cenas desse dorama pela página do facebook do viki que acabei ficando curiosa em assistir ele, já que parecia ser legal e acabei gostando.
Kong Shim não tem muita sorte na vida, está desempregada a muito tempo, ela aluga a casinha que tem no telhado de sua casa e ainda tem que lidar com a preferência dos pais sobre sua irmã mais velha, a advogada da família e por conta dela a Kong Shim perdeu até o próprio quarto para as roupas da irmã. Querendo arranjar dinheiro para estudar ela aluga sua pequena cobertura para o Ahn Dan-Tae  (Namgung Min), no começo eles não se davam muito bem, mas depois se tornaram amigos e por parte de Dan Tae seriam algo a mais, só que no caminho ainda tinha o Suk Joon-Soo (On Joo Wan) que é um novo amigo de Dan Tae, neto de uma mulher muito rica e que também nutre sentimentos pela Kong Shim.
A Kong Shim está desempregada e nem tem sorte quando consegue um,  ela usa peruca também por conta do seu cabelo, ela tá um pouco careca e até nascer a peruca ajuda, adora suas plantinha e conversar com elas, além de desenha, e foi legal ver a relação dela com o Dan-Tae ganhando forma, além dela criar coragem e enfrentar sua família para conquistar seus direitos e não ficar na sombra de sua irmã mais velha.

[Resenha] Herdeiro de Sevenwaters ( Sevenwaters #4) - Juliet Marillier:

Título: Herdeiro de Sevenwaters
Autora: Juliet Marillier
Livro: #4
Páginas: 469
Editora: Butterfly
Skoob: Link

* Livro cedido pela editora
Sinopse: O domínio de Sevenwaters é um lugar remoto, estranho, guardado e preservado por homens silenciosos e criaturas encantadas, além dos sábios druidas, que deslizam pelos bosques vestidos em seus longos mantos... Os chefes do clã de Sevenwaters têm sido, geração após geração, os guardiões de um dos últimos refúgios dos Tuatha De Danann, os Seres da Floresta. É nesse cenário, rodeado pela floresta de Sevenwaters, que humanos e criaturas do Outro Mundo convivem ao mesmo tempo em harmonia e desconfiança. Quando Lady Aisling dá à luz um novo herdeiro de Sevenwaters, cabe à sua filha Clodagh a responsabilidade pela casa e pelo irmão. Porém, ele é raptado, e em seu lugar é deixado um ser que pouco lembra um bebê humano. Para recuperá-lo, Clodagh tem que se aventurar no Outro Mundo, acompanhada por um misterioso guerreiro, e enfrentar o poderoso príncipe que agora reina. E a recompensa pode ser maior do que ela imagina...
Opinião:
Herdeiro de Sevenwaters é o quarto livro da série Sevenwater e nesse a protagonista da história é a Clodagh e ela é uma das filhas de Sean. As coisas estão dando tudo certo para a família a irmã gêmea de Cloagh está se casando por conta de uma aliança e ainda ama o noivo,  além disso tem o nascimento do filho esperado por Sean, depois de tantas meninas chegou a vez de um menino. Bom eles estão em uma época bem comemorativa e ela acaba conhecendo Aidan e Cathal que são os guardas de seu primo Johnny, a partir dai ela desenvolve uma amizade e até um interesse em Aiden que é músico e muito simpático com ela, por outro tem Cathal que não sabe conviver no meio de muitas pessoas e que fala o que pensa, ganhando automaticamente a antipatia de Cloagh. 
Essa felicidade acaba sendo comprometida quando a criança recém nascida desaparece e no seu lugar é deixado um Changeling que apenas a garota enxergava uma criança no lugar de pedras e galhos, Cloagh acaba entrando em uma aventura em busca de seu irmão e também para devolver o Changeling  para seu lugar de origem, mas ela não estará sozinha nessa jornada que coloca em risco a criança, o amor e ela mesmo.
"Sevenwaters era um dos últimos refúgios das raças antigas de Erin. As grandes florestas agora estavam sendo destruídas, e o Cristianismo tinha se espalhado por toda parte, dizimando druidas e sábios. Para as crenças e rituais antigos haviam restado apenas os recônditos mais secretos do planeta. E Sevenwaters era um deles."

Novo Layout

Hey pessoal, fazia quase três anos que estava com aquela mesma base de layout e já tinha enjoado, então peguei essa free e dei uma modificada, mais claro sem retirar os créditos originais, ainda vou mexer em algumas coisas que não consegui, mais espero que gostem dessa nova versão. 
Minha intensão é comprar um Layout profissional quando eu conseguir um emprego, mais por hora eu gostei dessas cores, ele ficou simples e clean.



[Resenha] Alice no País das Armadilhas - Mainak Dhar:

Título:  Alice no País das Armadilhas 
Autor: Mainak Dhar
Páginas: 256
Editora: Única
Skoob: Link
Onde comprar: Site¹ / Site²

*Livro cedido pela editora

Sinopse: O planeta Terra foi devastado por um ataque nuclear, e boa parte de sua população se transformou em Mordedores, mortos-vivos que se alimentam de sangue e, com sua mordida, fazem dos humanos seres como eles. Alice é uma jovem humana de 15 anos que mora no País das Armadilhas, nos arredores da cidade que um dia foi Nova Déli, na Índia. Ela nasceu nessa nova realidade aterrorizante e teve de aprender a se defender sozinha desde cedo. As coisas mudam quando Alice decide seguir um Mordedor por um buraco no chão: ela descobre a estarrecedora verdade por trás da origem das criaturas e se dá conta da profecia que ela mesma está destinada a consumar — uma profecia que se baseia nos restos chamuscados do último livro encontrado no País das Armadilhas, uma obra chamada Alice no País das Maravilhas. Uma mistura incomum de mitos, teorias conspiratórias e Lewis Caroll, Alice no País das Armadilhas pode parecer mais uma história de zumbi, mas é uma metáfora instigante de como tendemos a demonizar aquilo que não compreendemos.

Opinião:
Alice no País das Armadilhas foi o primeiro livro que recebi em parceria com a editora Única, é uma releitura do clássico, mais esse envolve Zumbis.
Alice é uma garota de 15 anos que nasceu logo após a insurreição, ou seja, ela conheceu apenas a guerra e a luta pela sobrevivência e cresceu pensando que os mordedores eram seres que não pensavam e que só queriam a destruição dos humanos, só que em dos dias que está vigiando com sua irmã acaba seguindo um zumbi com orelhas de coelho para um buraco e lá ela descobre ser um refugio para os mordedores e também que eles se comunicam entre si e que vivem como uma comunidade, aliado as revelações realizadas pela Dr. Protina sobre a insurreição.

"Com toda a devastação que o mundo já sofrera, se houvesse ao menos uma pequena chance para que as coisas se acertassem,
valeria a pena lutar por isso." 
Alice é a jovem da profecia que ajudará os mordedores e humanos acabarem com essa guerra, ela pode ganhar aliados, mas também muitos inimigos e além disso perder pessoas que ama por conta dessa guerra. Por conta da situação que vive, Alice não quis nem estudar e por isso nem sabe ler, só que ela é esforçada e uma das melhores atiradoras do acampamento já que treina desde novinha,  nem conhecia a tecnologia, tudo que conheceu foi a destruição e armas.
Ela é uma garota determinada e corajosa que corre para o perigo sempre que necessário, eu gostei da personagem e a história foca mais nela, já que ela é a garota da profecia.
Pessoal fica difícil fazer resenha desse livro porque qualquer coisa, detalhes que eu falar a mais vou acabar dando spoiler e ninguém gosta muito disso.
No geral Alice no País das Armadilhas é uma releitura interessante de se ler,  os mordedores desse livro são um pouco diferente se comparados com os de outros livros do estilo que li e achei essa peculiaridade legal, claro não é uma obra prima só que é uma história que recomendo ler e esse é a primeira releitura que leio de Alice, mas para falar a verdade o que é mais usado mesmo são termos como País das Maravilhas, inclusive o livro é apresentado para a personagem da Alice. Ainda é possível ver a que ponto um ser humano chegou, apenas para ter o poder de uma população sem se importar com  a vida dos mesmos.

A respeito da edição a capa eu acho muito bonita, além do livro ter páginas amareladas e uma fonte grande, dá para ler o livro super rápido. Esse foi o primeiro livro que recebi em parceria com a editora Única.

"- Esse sempre foi o problema de vocês, humanos. Transformam em objeto de ódio tudo o que não conseguem compreender. É tão mais fácil detestar e destruir do que procurar entender.

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.