Resenha | Destinos do Amor - Amie Knight

Título:  Destinos do Amor
Autora: Amie Knight
Páginas: 301
Nota: 4/5
Skoob: Link

Sinopse: Eu era uma ladra.
A garota invisível que ninguém conseguia enxergar.
A mulher que escolheu ser mais do que isso.
Ele era tudo.
Um cowboy extraordinário que roubou meu coração quando eu tinha dezesseis anos.
O homem devastado por quem eu ainda estava apaixonada, mesmo quatro anos depois.
O trem foi onde nos conhecemos.
Onde nossos destinos entraram em colisão.
Onde as verdades se descarrilaram
O lugar onde nossa história de amor terminou.

Opinião:
Em destinos do amor, conhecemos uma jovem mendiga, que entra em um trem para se aquecer e para tentar roubar alguma comida ou dinheiro para se sustentar, ela tinha dezesseis anos, abandona quando nasceu em uma estação de trem e cresceu entre lares temporários, abrigos e na rua. Nesse dia especifico que ela estava no trem era uma noite muito fria e a jovem se chamava Everly e ninguém nunca prestava atenção nela, até que um Cowboy que estava viajando no trem, lhe oferece um lugar e um pouco de comida, esse gesto nunca foi esquecido por Everly, porque nesse momento ela precisava de um amigo. O estranho cowboy ainda queria ajudar a jovem, só que ela foge ficando só a lembrança.
Em torno de quatro anos se passam desse encontro, Everly foi acolhida por uma ótima mulher que ajuda jovens e crianças, agora já não passava mais fome e tinha onde morar por um tempo, até que ela vai passar o verão trabalhando em uma fazenda que possui plantações de pêssegos e lá reencontra o Cowboy que ela nunca esqueceu, Cole que é funcionário da fazenda e braço direito do dono.

Everly, possui o nome da estação de trem em que foi abandonada, cresceu sem saber o que era ter o amor de uma família, ela precisava sobreviver e com isso acaba roubando para poder comer, quando ela conheceu Cole, ela acabou roubando ele também, então quando ele reencontrou a jovem lembrou do crime que ela cometeu, então Cole a trata com frieza no inicio. Bom sobre a personagem, Everly sofreu muito até encontrar uma pessoa que a acolhesse, ela é uma jovem inteligente que sonhava em fazer faculdade e ajudar as outras pessoas. Quando ela chega na fazenda se dá bem com todo mundo, faz amizade com Cody um cowboy gay e divertido que também tem seus problemas de relacionamento, além de Joe dono da fazenda que é cadeirante.
Aos poucos ela também começa a se aproximar de Cole porque agora ele que precisava de ajuda para sair do fundo do poço, e não da pra negar que a química entre os dois é forte e eu fiquei torcendo para que rolasse um romance logo.

Cole, passou por uma grande decepção no seu relacionamento anterior ao descobrir uma traição, ele esta se sentindo para baixo por conta do que aconteceu, bom imagina a surpresa dele quando entra na cozinha da fazenda e encontra a jovem que o roubou alguns anos antes, então ele já automaticamente não confia nela, só que aos poucos os dois vão se aproximando, na verdade quem da o ponta pé inicial para essa aproximação é a Everley que sempre procura estar perto dele. A química entre os dois é forte, Cole até tenta evitar, ai o homem quer resistir a Everly, mas fica tentando a garota ai ele também fica sofrendo depois. Gostei do Cole e como falei antes adorei o casal.

Na história ainda tem uma revelação sobre a origem de Everly, eu até desconfiei o que era e acertei, foi algo bom para a jovem, ela merecia isso depois da vida sofrida que teve, apesar da vida dela não ter sido fácil ela não se vitimizava pelo que passou, era uma jovem forte e que gostava de trabalhar.
Destinos do Amor foi a terceira história dessa autora que eu li e já quero ler outros, sua escrita é tão envolvente e que valem a pena ler.

Eu já precisei de um amigo. E, por um dia, tive um. Isso fez toda a diferença. Aquele dia de amizade me manteve firme por anos. As memórias estavam lá, para serem revividas, sempre que eu precisava delas.
— Lar não é um lugar. Não é uma coisa. É a sensação que as pessoas proporcionam quando você está com elas. Isto é um lar, Passarinha. Agora, olhe nos meus olhos e me diga que Cole não é o seu lar — ela exigiu. 
Ela parecia pertencer àquele lugar como se fosse uma segunda pele. E a fazenda combinava com ela. Eve a usava como uma rainha da beleza usava uma tiara — como se fosse a porra da dona dela.
Às vezes, raiva, ressentimento ou tristeza nublavam seus olhos, mas eu quase sempre conseguia tirá-los de lá com uma piada ou insolência. Aquele homem me adorava, e eu adorava fazê-lo feliz.



Comentários
6 Comentários

6 comentários :

  1. Oi, Denise! Que bom que a leitura foi satisfatória para você. Parece-me um livro muito bom. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha. Eu amei a forma que a história parece ir, de destinos entrelaçados.
    Com certeza será um livro que lerei
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Parece interessante até.

    www.coresdovicio.com.br"

    ResponderExcluir
  4. Estou apaixonada pelos quotes que você destacou aqui, já quero ler.
    Pela sua resenha fiquei bem interessada, gosto de pegar livros que a história me prende e leio rápido.
    Acredito que esse vá ser um deles.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ei, tudo bem? É um romance, mas com uma história bem diferente das costumeiras que temos por aí, que bom que você gostou da leitura, eu gostei da premissa inicial e da história e pretendo ler. Beijocas!!!!


    https://resenhabookshouse.blogspot.com/?m=1

    ResponderExcluir
  6. Fiquei bem interessada em ler esse romance, parece que vou gostar muito dessa leitura

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir

Denise Crivelli, 29 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Parceria

Parceria

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Desafio

Populares

Tecnologia do Blogger.