Música | Playlist da Semana #178


Hey pessoal,  mais uma playlist para vocês, acabei enrolando para aparecer aqui, já que sai, mas enfim o poste de hoje.

TAG | #buyingbooks

Hey pessoal, a falta de ideia bateu hoje e ontem tinha visto essa TAG no blog Doces Letras que achei interessante, então resolvi responder ela por aqui, então vamos a resposta.


SARAIVA 
O livro mais sofrido da sua estante - que demorou a chegar, que veio amassado, aquele bem castigado.
Entre a culpa e o desejo, foi uma compra feita inclusive na Saraiva, comprei junto com outros livros que ultrapassou o prazo previsto para chegar e a loja nem sabia dizer onde estava e quando chegou foi o único que estava danificado na caixa.

Resenha | Livie & Téo - Thays M. de Lima

Título: Livie & Téo
Autora: Thays M. de Lima
Páginas: 133
Nota: 3/5
Skoob: Link

Sinopse: Há dois anos, Téo nutre uma paixão platônica por sua melhor amiga Livie, mas ela nem se dá conta disso, pois namora o garoto mais popular da faculdade e o vê apenas como seu amigo inseparável. Como se não bastasse isso, Téo vem de uma família pobre, mas nunca desanimou diante das dificuldades. Lutou com muita perseverança, coragem e determinação, principalmente para ser alguém na vida. Com muito esforço e dedicação, conseguiu entrar em primeiro lugar numa das maiores faculdades públicas da cidade. Completamente o oposto de Livie, que é filha do prefeito e tem o mundo aos seus pés. No entanto, a jovem nem imagina que sua vida mudará drasticamente devido a um evento inusitado, que colocará a amizade entre eles à prova. Será que a amizade — e quem sabe o amor — é capaz de uní-los diante das adversidades?

Opinião:
Em Livie & Téo conhecemos dois jovens universitários que são de mundos diferentes, mas que se tornaram grandes amigos, porém para um deles sempre existiu algo além da amizade e essa pessoa preferia manter seus sentimentos escondidos do que perder quem realmente importava. 
Téo era apaixonada por sua melhor amiga, eles se conheceram na faculdade e antes de trocar algumas palavras com ela já possuía esse sentimento, porém ela tinha um namorado que amava muito, então ele contentou-se apenas com a amizade. Ele era músico e tocava em bares para ajudar em casa, já que vinha de uma família pobre, nessas apresentações muitas vezes acabava cantando diretamente para Livie, mesmo  não imaginando que eram direcionadas a ela. A maior parte da história é narrada por ele, então podemos ler sobre os sentimentos do personagens e como ele sofre por isso. Muitas pessoas ao redor percebiam o olhar diferente dele, ma a garota nunca suspeitou de nada.
Livie é filha do prefeito, uma jovem cheia de vida e que adora se divertir com os seus amigos e seu amado namorado, sempre sorrindo e procura apoiar o Téo em suas apresentações, mas antes tudo que era perfeito acabou muda quando a garota sofre um acidente e com as consequências do mesmo,  nisso pessoas que eram próximas acabam magoando a garota por conta de sua condição atual, principalmente o babaca do namorado ou devo dizer ex-namorado, enquanto ela fica em casa lamentando-se pela sua atual condição, Téo é o único que fica por perto, sempre buscando dar apoio e arrancando sorrisos.
Bom acho que esse tipo de história clichê se tornou recorrente em minhas leituras, eu peguei esse e-book para ler no serviço em um dia que estava bem parado e nem procurei ler a sinopse o que por um lado foi bom. O personagem Téo me conquistou e foi o meu personagem preferido em toda a história, pois podemos ver um lado vulnerável do personagem difícil de se ver em algumas histórias, já que  é ele que sofre por amor, o personagem é um fofo, inteligente e tem um bom coração, inclusive a família de Livie adorava ele,  a leitura valeu a pena por conta do Téo já que a Livie não me agradou muito.
Eu entendo a situação que a Livie estava vivendo, mas na maioria das páginas ela fazia questão de reforçar o quão importante era a sua amizade e que Téo era o seu melhor amiga, na minha visão ela não tinha demostrado em nenhum momento que possuía algum tipo de sentimento além da amizade com o Téo e de uma hora para outra pouco tempo depois de um termino ela já se vê com sentimentos e ainda dando a entender que eles já existiam só que não aceitava, me desculpe só que pra mim isso não colou, ficou algo superficial até porque não foram sentimentos desenvolvido desde as primeiras páginas o que acabou tornando corrido o final da história.  Não consegui enxergar os protagonistas como um par romântico, só via como amigos mesmo e até torci para surgir outra garota no decorrer da história, mas claramente da para perceber o fim por conta do nome da história.
Porém uma coisa eu não posso negar que a escrita da autora é envolvente e gostosa, inclusive tenho um outro e-book dela e assim que possível tenho a intensão de ler e também gostei muito do Téo como pontuei anteriormente.
Não importa quantos amores você viva,nem quantas pessoas passarão pela sua vida,porque,na verdade,o amor que mais te marcará será o primeiro e o último.E o primeiro amor deixa marcas irreversíveis,sejam elas boas ou não. 
Ela entrou na minha vida de forma inesperada e se tornou insubstituível.Eu posso ser o Superman dela,como ela sempre diz,mas,por mais clichê que isso possa parecer,Livie é o meu sol e a minha Kryptonita,e eu preciso dela,que também é a minha maior fraqueza. 
Ele é o meu melhor amigo. Meu Superman, E havia me dado o melhor dia da minha vida.
Senti uma pontada em meu peito como se me faltasse o ar e então eu soube: eu a amei desde aquele momento. Eu nunca havia acreditado em amor à primeira vista, até vê-la.

Dorama | Hotel del Luna

Título: Hotel del Luna
Episódios: 16
Duração: 1 hr. 20 min.
Ano: 2019
País de Orgiem: Coreia do Sul
Onde Encontrar: Online no Viki

Sinopse: Bem no pujante centro de Seul, há um hotel estranho, do tipo que ninguém viu antes. Antigo além da conta, o prédio foi construído há milênios, uma evidência clara de que as coisas nem sempre são o que parecem. Quem toma conta deste hotel é Jang Man Wol (IU), uma alma gananciosa e desconfiada que passou os últimos mil anos atuando como diretora executiva do estabelecimento. Amaldiçoada por um pecado que ela não se lembra mais de ter cometido, Man Wol está condenada a passar o resto da eternidade tomando conta desse bizarro estabelecimento, atendendo às necessidades de sua clientela muito peculiar. Sua única esperança é encontrar alguém que tenha cometido um pecado pior do que o seu. Mas após mil anos, suas esperanças começam a esvair-se. Porém, as coisas ficam interessantes quando Goo Chan Sung (Yeo Jin Goo) aparece. Chan Sung, que já foi mais jovem gerente adjunto da história a trabalhar em uma rede hoteleira multinacional, vê-se forçado a administrar o Hotel del Luna por causa de um acordo que seu pai fez com Man Wol anos atrás. Um fã ardoroso de regras e regulamentos, ele é extremamente perfeccionista, mas talvez seja exatamente o que esse bizarro estabelecimento e sua diretora executiva amaldiçoada precisam. Uma história sobre maldições antigas, almas perdidas e surpresas inesperadas, “Hotel Del Luna” é uma série de mistério, romance, fantasia e drama dirigida por Oh Choong Hwan e lançada em 2019.

Opinião:
Hotel Del Luna foi o dorama que assisti recentemente e nele conhecemos Jang Man Wol (IU) uma mulher aparentemente sem coração, que está confinada nesse hotel há muitos séculos, ela viu o surgimento de muita coisa. Esse hotel é diferente e não hospeda humanos, sua clientela são almas perdidas que precisam de um tempo ou que estão se preparando para a eternidade, algumas dessas almas tem negócios mal acabado no mundo humano e ficam até que consigam resolver para depois partirem, mas algumas dessas almas podem se tornarem espirito do mal, trazendo muito problemas. 
Os funcionários do hotel também são almas que resolveram ficar por algum motivo, como um deles que ficaria até a sua irmã que já era idosa falecer. Dentre os funcionários "fantasmas" temos um humano o gerente do hotel  Goo Chan Sung (Yeo Jin Goo), ele foi escolhido ainda quando era criança por conta de um acordo do pai dele com a Man Wol e quando ele completo a idade certa a Man Wol foi atrás dele e deu como presente o poder de ver as almas só assim para trabalhar no hotel o que ele não queria em um primeiro momento, mas como não teve jeito acabou indo trabalhar no Hotel Del Luna.
Nessa história é possível ver o presente, mas também temos vislumbre do passado da Man Wol e de como que ela ficou confinada nesse Hotel, através de lembranças das mesma e também pelos sonhos do Chan Sung, inclusive a personagem percebe que seu tempo está acabando porque a árvore passa a florescer e pessoas parecidas com as do seu passado aparecem em sua vida.
Jang Man Wol é uma personagem com um ar de superior, sofisticada e que aparenta ser sem coração e sem sentimentos, mas no decorrer da histórias vimos que não é bem assim, ela é uma personagem que já amou, mas que a apunharam pelas costas e por conta disso ela também acabou tendo sangue em suas mãos, os funcionários admiravam e também tinham um pouco de medo dela, porém ela começou a mudar e isso tudo por conta da chegada do ChangSung, ela diz que não gosta dele, mas se preocupa com ele e acaba sempre protegendo o rapaz e claramente fica com ciumes quando uma ex-namorada aparece. Uma coisa sobre ela é que a Man Wol é viciada em um programa de comida e gosta de comer, inclusive faz questão de visitar todos os restaurantes preferidos que o apresentar que gosta visitou.

Desejados no Momento

Hey pessoal, iria fazer um poste de dorama, mas to enrolando para escrever ele aqui, então porque não fazer um poste de desejados, já que estamos em setembro, lembrando que nem todos os livros que podem aparecer por aqui são lançamentos do mês.
Hoje minha listinha de desejados está mais modelas, então vamos aos que mais quero no momento.

Vidente de Sevenwaters


Sinopse: Sibeal, nascida em Sevenwaters, cresce rodeada pela floresta e amada por todos. Ao completar doze anos, entra para a comunidade Druida para estudar e se tornar uma sacerdotisa. Anos mais tarde, prestes a fazer seu juramento final de Druidesa, conhece um homem misterioso que muda radicalmente sua forma de ver o mundo. Agora Sibeal terá que decidir em que mundo deseja viver. “Quinto volume da saga de Sevenwaters”






Eu estou esperando por esse livro desde 2016 que foi quando li Herdeiro de Sevenwaters, eu adoro essa série,  e só em 2019 a editora veio com o quinto livro, além disso o preço dele está bem salgado que é 47,90 só estou esperando criar coragem para comprar ele por conta do preço, mas até dezembro eu adquiro esse volume, agora vai ser uma eternidade para a editora lançar os dois últimos livros, bom na verdade não lembro se são 6 livros ou 7.

Livre para Recomeçar

Sinopse: Anastácia carrega na pele as marcas deixadas por um casamento odioso. Em sua última noite como uma mulher livre, ela perdeu o controle do seu futuro e acabou presa no famoso hospício para alienados do Rio de Janeiro. Mas agora, três anos após sua internação, Anastácia precisará enfrentar o passado e descobrir como recomeçar. Quem ela escolherá ser longe do peso do título de Condessa De Vienne? Graças ao Jornal das Senhoras, Benício de Sá é conhecido como o Bastardo do Café. Lutando diariamente contra a opressão do pai – um dos mais poderosos cafeicultores do Brasil – ele encontrou na construção cívil a oportunidade perfeita de mudar seu futuro e deixar uma marca no mundo. Contudo, enquanto a Empreiteira de Sá conquista o cenário carioca, Benício continua preso ao passado e às marcas que carrega na alma. Será que um dia ele conseguirá libertar-se por inteiro das garras do seu pai? Anastácia e Benício se conhecem em meio à ruína, mas é durante a esperança de um novo começo que eles se reencontram. Agora resta saber se estão prontos para recomeçar.

Eu ainda não li nada da Paola, preciso comprar o primeiro livro também e como estou atualmente viciada nesse gênero de leitura, esse super chamou minha atenção, então como sei que a autora é apaixonada por romance de época ela deve ter pesquisado muito para não decepcionar o leitor.

Anne de Green Gables


Sinopse: Quando os irmãos Marilla e Matthew Cuthbert, de Green Gables, na Prince Edward Island, no Canadá, decidem adotar um órfão para ajudá-los nos trabalhos da fazenda, não estão preparados para o “erro” que mudará suas vidas: Anne Shirley, uma menina ruiva de 11 anos, acaba sendo enviada, por engano, pelo orfanato. Apesar do acontecimento inesperado, a natureza expansiva, sempre de bem com a vida, a curiosidade, a imaginação peculiar e a tagarelice da menina conquistam rapidamente os relutantes pais adotivos. O espírito combativo e questionador de Anne logo atrai o interesse das pessoas do lugar – e muitos problemas também. No entanto, Anne era uma espécie de Pollyanna, e sua capacidade de ver sempre o lado bonito e positivo de tudo, seu amor pela vida, pela natureza, pelos livros conquista a todos, e ela acaba sendo “adotada” também pela comunidade. Publicada pela primeira vez em 1908, esta história deliciosa, que ilustra valores fundamentais como a ética, a solidariedade, a honestidade e a importância do trabalho e da amizade, teve numerosas edições, já tendo vendido mais de 50 milhões de cópias em todo o mundo. Foi traduzida para mais de 20 idiomas e adaptada para o teatro e o cinema
Eu simplesmente adoro a serie, sei que o livro vai ser diferente, mas mesmo assim quero realizar a leitura da história e tirar minhas próprias conclusões,  além disso essa edição parece ser estar maravilhosa.

Resenha | Sob a Luz da Escuridão - Ana Beatriz Brandão

Título: Sob a Luz da Escuridão
Autora: Ana Beatriz Brandão
Páginas: 336
Nota: 3/2
Skoob: Link

Sinopse: O mundo não está a salvo dos humanos. Da autora de O Garoto do Cachecol Vermelho. Guerras e destruição, causadas pela ganância de um homem, quase levaram a raça humana à extinção. Com a radiação das bombas nucleares, o DNA humano sofreu mutações e uma nova espécie surgiu: os metacromos, seres especiais, com poderes extraordinários. Em meio ao caos de um mundo pós-apocalíptico, Lollipop e Jazz são resgatadas do instituto onde eram mantidas prisioneiras. Com as memórias apagadas, elas não sabem por que estavam ali nem quem as libertou. E, enquanto buscam respostas sobre suas origens, só lhes resta lutar pela sobrevivência. Evan, um vampiro milenar, lidera com mãos de ferro uma das mais poderosas áreas do planeta. Mas quando, por obra do destino, ele reencontra a mulher que pensou estar morta há décadas, tudo desmorona e ele é obrigado a enfrentar o passado. Ana Beatriz Brandão apresenta um mundo totalmente novo ao leitor em Sob a Luz da Escuridão. A raça humana não é mais a mesma, novas espécies foram criadas e agora é cada um por si. Uma história eletrizante, cheia de ação, tensão e romance, que vai provocar fortes emoções no leitor. Prepare-se e escolha seu lado nessa guerra: você é um metacromo ou um Deles?

Opinião:
A Luz da escuridão é uma história que envolve um mundo pós-apocalíptico, o mundo que conhecemos não existem mais e as pessoas matam por puro prazer, logo no inicio temos uma cena de fuga na qual conhecemos uma jovem sem memória, então ela resolve que seu nome será Lollipop , depois desses acontecimento ela passa a viver e treinar com outras duas pessoas, entre eles está Jazz sua melhor amiga, irmã (não de sangue), família. Com o ataque que sofrem e o desaparecimento de um dos amigos as duas passam a ter que se virar sozinhas, inclusive acham que estão preparadas para se defenderem, porém acabam sendo capturadas com rapidez e levadas a uma comunidade. As pessoas dessa comunidade tentam sobreviver e cuidar um dos outros e lá conhecem Evan o vampiro líder e Sam um amigo próximo e um jovem na qual Evan é responsável.  
Lollipop e Jéssica passam a viver nessa comunidade e a protagonista sente um raiva e uma atração ainda maior por Evan, então o leitor descobre que o passado desses dois é mais intenso e confuso do que podemos imaginar, mas são informação passadas aos poucos, pois vamos descobrindo junto com Lollipop.
Bom eu gostei da leitura de Sob a Luz da Escuridão, porém focou bastante no romance, não eu não acho ruim, porém esperava mais cenas de ação, mais cenas que deixa o leitor tenso quando se lê uma história desse gênero, algumas coisas não foram respondidas nesse que ficaram como um gancho para o segundo, mas a todo momento eu ficava sentindo que ainda estava faltando algo para dar impacto no leitor.
A história tem personagens como muito potencial ainda a serem desenvolvidos como no caso da Lollipop que ainda está se redescobrindo ou até mesmo Jazz que está deixando de ser uma garota mais frágil para mostrar toda a sua força, quero muito ver a evolução dessas duas. Gostei muito de Evan, ele é justo e foge daquele estereótipo de vampiro que normalmente vimos em livros, ele é cofiante, apaixonado, responsável e um bom líder.
O livro mostra uma situação interessante, mas que me estressou de como as pessoas são altamente influenciadas e não conseguem pensar por si só, ainda mais quando estão sobre pressão, lembra até a Teoria da Agulha Hipodérmica na qual informações são injetadas nas pessoas, que não questionam elas e o seu efeito é rápido, o que nesse caso acabou trazendo confusão. As pessoas da comunidade conheciam Evan a tanto tempo e ele nunca deu motivo para duvidarem deles, mas mesmo assim se deixaram manipular por informações passadas por pessoas não confiáveis. 
Apesar de não ter sido o melhor livro que li, vou querer ler sim a continuação, mas depois do final desse fiquei com medo da autora querer formar um triangulo amoroso nessa história o que não condiz com a proposta do livro e espero estar errada.
Para encerrar tem uma frase que me preocupa ainda mais pelo cenário politico que vivemos, a frase é a primeira que segue abaixo nos quotes.

"Há pouco mais de dois séculos, o maior ditador de todos os tempos chegou ao poder. Foi eleito democraticamente para o cargo de presidente, mas bastou um golpe de Estado, pouco meses depois, com a colaboração de outros países, para democracia ser jogada no lixo e a ditadura tomar o lugar."
Assim foi criado o mundo em que vivíamos: as pessoas matavam por nada e brigavam por tudo. O planeta tinha sido tomado pelo caos. O que tínhamos a perder? Ninguém poderia nos castigar, e sentir medo da morte era para os fracos. Aliás… o medo era um sentimento quase inaceitável. Quem tivesse não sobreviveria uma semana sequer naquele lugar.
- Nós não vivemos em um mundo pós-apocalíptico – murmurei, com certo tom de compreensão. – Estamos presenciando o apocalipse. – É mais do que isso – Yone prosseguiu. – Somos nós que o estamos causando. 
Quando ela fala alguma coisa idiota, eu fico com tanta raiva que tenho vontade de arrancar a cabeça dele. Mas, no resto do tempo, consigo pensar de algum dia, num momento de insanidade, ele vai me beijar. 

Rodapé: Teoria Hipodérmica , é um modelo da teoria da comunicação que compara uma mensagem a uma injeção de uma "seringa hipodérmica". Para este modelo, uma mensagem transmitida pela mídia é aceita e espalhada imediatamente e igualmente entre todos os receptores, provocando um efeito rápido e poderoso entre ele

Denise Crivelli, 27 anos, sul-mato-grossense, formada em Publicidade e estudante de Administração, viciada em livros, doramas e séries.

Facebook

Desapegando

Facebook

Busca

Arquivos

Seguidores

Populares

Tecnologia do Blogger.